Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Vista panorâmica de Sevilha (Andaluzia)

Sevilha

Um destino inspirador

Sevilla

Sevilha é uma cidade marcante e que muita gente define como sendo especial. Talvez seja pela grandiosidade de seus monumentos. Ou pelo encanto de bairros populares como Triana.

Pode ser devido ao aroma de jasmim de suas praças ou à música de guitarra espanhola que se ouve em suas ruas. Alguns dizem que é a tradição de suas festas, e outros estão convencidos de que suas tapas são as verdadeiras responsáveis.

Um monumento de cidade

Você pode comprovar isso nos poucos metros que separam a Giralda, a Catedral e o Real Alcázar. A Giralda é um ícone da cidade, e um de seus principais encantos fica no mirante. Trata-se de uma vista fantástica de Sevilha, com um pátio de laranjeiras muito típico da Andaluzia, e o maior templo gótico da Europa, a Catedral, em primeiro plano. A visita ao Real Alcázar revela um extraordinário conjunto palaciano repleto de detalhes. Se você vier no verão, aproveite para contemplar as visitas noturnas e assistir ao festival que é realizado em seus jardins.

Sevilha é muito mais que sua inegável monumentalidade. É uma cidade onde se vive na rua e em seus grandes espaços abertos, como a enorme Plaza de España, o Parque María Luisa e as vanguardistas Setas (cogumelos) de Sevilha. E se você quer curtir a atmosfera sevilhana mais autêntica, experimente sair para degustar tapas no centro histórico, em áreas muito populares como Alameda, Macarena, Nervión, Los Remedios ou Triana. O “pescaíto en adobo” (peixinho marinado), os “montaditos”, os típicos caracóis, um fino (tipo de vinho de Jerez), uma “manzanilla” (vinho doce) ou uma cerveja bem gelada são imprescindíveis na jornada de tapas.

A tradição popular do sul

Em Sevilha, a tradição sempre está na moda. Desde os espetáculos de flamenco e da música do violão espanhol, até as cerâmicas e os artesanatos típicos que sempre serão uma boa lembrança da cidade. Há muitas lojas e ateliês no bairro de Triana. Por outro lado, é fácil apreciar o flamenco nos numerosos “tablaos” ou nas “peñas” dos bairros. De fato, em Sevilha é realizado o encontro internacional que provavelmente é o mais importante desta arte: a Bienal.A tradição de Sevilha reflete-se também em suas festas mais internacionais. Dois bons exemplos são a Feria de Abril e a Semana Santa. A primeira delas é alegria e paixão pela arte popular andaluza, uma oportunidade insuperável para apreciar o som do violão espanhol, a moda flamenca e a Sevilha mais festiva. A Semana Santa é uma festa passional cheia de momentos emotivos. Para entender isso, nada melhor que assistir a um dos multitudinários desfiles religiosos e ouvir ao vivo uma saeta (um emotivo canto flamenco dedicado às imagens religiosas).

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

O que fazer

Outras ideias para sua viagem


Informações práticas

Como chegar - Informações de transportes


Selecione o meio de transporte para ver como chegar e como se deslocar no destino.

Como chegar em avião

  • O Aeroporto Internacional de Sevilha fica a 10 quilômetros da cidade, junto à estrada A-4.

  • Você pode chegar do aeroporto ao centro de ônibus, com a linha EA. O trajeto dura uns 35 minutos e tem um preço de 4 euros (ou 6 euros ida e volta)

  • De táxi, o trajeto até o centro dura uns 30 minutos e pode custar entre 20 e 30 euros.

  • Por estrada o acesso é pela A-4 e o trajeto leva aproximadamente 25 minutos.

  • Mais informações

Como chegar em trem

  • A estação ferroviária de Santa Justa fica muito próxima ao centro da cidade (por exemplo, a dois quilômetros - ou 25 minutos a pé - da Catedral de Sevilha).

  • De transporte público, o ônibus que conecta a estação com o centro histórico é o 32 (embora em Santa Justa você também possa pegar outras linhas, inclusive a linha especial para o Aeroporto). O trajeto leva menos de 15 minutos.

  • A parada de metrô mais próxima é Nervión (a um quilômetro).

  • Tem conexão através do trem de alta velocidade com Madri (2 horas e meia, aproximadamente), Barcelona (5 horas e meia, aproximadamente) e Valência (a partir de 4 horas), entre outros destinos.

  • Reserva de passagens

Como chegar em ônibus

  • Existem duas estações rodoviárias principais em Sevilha

  • Os trajetos internacionais e nacionais chegam à estação Plaza de Armas, em pleno centro de Sevilha.

  • As linhas regionais chegam principalmente à estação de Prado de San Sebastián, também na área central da cidade.

Como chegar por estrada

  • Saindo de Madri, pelas estradas A-4 e A-5 (conectando com a A-66).

  • De Portugal, pela estrada A-49.

  • Saindo da Costa do Sol, pela estrada A-92.

  • De Cádis, pela estrada AP-4.

Como se deslocar em ônibus

  • As linhas de ônibus urbanos de Sevilha funcionam normalmente entre as 6:00 e as 23:30 horas. 

  • Existe um bônus turístico de 1 e 3 dias com viagens ilimitadas.

  • Mais informações

Como se deslocar em metrô/bonde

  • Funciona uma linha de metrô que atravessa a cidade.

  • Seu horário normal é das 6:30 às 23:00 horas. 

  • Você pode adquirir um bilhete simples, um de ida e volta, um cartão pré-pago para recarregar ou uma passagem de um dia.

  • Também existe uma linha de bonde (o Metrocentro ou T1) que percorre uma parte do centro da cidade.

  • Mais informações

Como se deslocar em outros meios de transporte

  • Sevilha é uma cidade fácil para conhecer a pé.

  • Os táxis são brancos com uma faixa amarela na diagonal. Uma luz verde na parte superior indica se está disponível.

  • Conta com uma rede de aluguel de bicicletas com 30 minutos gratuitos (requer inscrição com pagamento de aproximadamente 13 €).

  • O passeio em charrete e a rota em barco pelo rio Guadalquivir são formas originais de percorrer áreas turísticas.