Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Vista aérea da catedral de Jaén (Andaluzia)

Jaén

Jaén

A capital da província com o maior número de espaços protegidos e de castelos e fortalezas da Espanha se situa em uma paisagem rodeada de olivais.

Sua origem como centro de caravanas árabes, sua importância como fortaleza na fronteira castelhano-muçulmana durante a Reconquista e sua atual dedicação à produção de azeite de oliva, de onde vem seu apelido de "Capital Mundial do Azeite de Oliva", fazem de Jaén um lugar cuja visita é imprescindível.

A zona mais antiga de Jaén é dominada pela fortaleza árabe que se ergue sobre o cerro de Santa Catalina. Este morro oferece uma das melhores vistas da cidade e do Vale do Guadalquivir. O Castelo de Santa Catalina guarda em seu interior um interessante Centro de Interpretação da sua história. Junto ao recinto fortificado foi construído o Parador de Turismo, uma das melhores opções para pernoitar durante sua visita.A seus pés se estendem os bairros mais antigos desta cidade andaluza, articulados em torno das igrejas da Magdalena, San Juan e San Ildefonso. Mas o eixo principal do centro histórico de Jaén é a Santa Iglesia Catedral. Uma monumental construção renascentista do século XVI, que contrasta com as casas brancas populares que a rodeiam. Além disso, a sala capitular, a capela principal, o coral e a sacristia compõem boas amostras da arte desta época.

Azeite de oliva

As ruas adjacentes ao templo são as melhores para conhecer a culinária regional. O azeite de oliva virgem extra, que pode ser adquirido em qualquer uma das três almazaras (moinhos de azeite) da capital, acompanha, de uma maneira ou de outra, a mesa de Jaén. A salada pipirrana (com pimentões, tomates e alho), as berinjelas fritas com mel, os caracóis em caldo e as favas de Jaén com ovos compõem as entradas. Como prato principal, boas opções são o cabrito ao alho, o guisado de bacalhau, o lombo de porco condimentado ou a carne de monte. Para arredondar a degustação, só falta provar os bolos doces recheados de nozes ou os tocinos de cielo (flã elaborado apenas com gema de ovo e açúcar) com figos, ou qualquer um dos deliciosos doces que podem ser adquiridos nos conventos da cidade.Continue o passeio admirando a arquitetura civil de Jaén. Você verá joias como o Palácio de San Francisco –hoje sede da Diputación Provincial - e o de Villadompardo. Fachadas platerescas e pátios com colunas e escadas renascentistas são as características comuns deste tipo de construção. Os banhos árabes, considerados Monumento Nacional, conservam telhados com janelas estreladas, arcos de ferradura e delicados capitéis. Além disso, o Centro Cultural Banhos Árabes, onde funcionam o Museu de Artes e Costumes Populares e o Museu Internacional de Arte Naïf, oferece uma variada programação com exposições, shows conferências e exibições.A parte mais moderna da cidade tem como pontos principais as praças de San Francisco, de la Constitución e de Las Batallas. Amplas avenidas conduzem ao Parque de la Victoria e ao Museu de Jaén, onde é conservada uma das coleções de arte ibera mais importantes da Espanha. Além disso, conta com peças romanas e árabes, e obras de pintura dos últimos três séculos.

Roteiros pela província

A importância cultural e paisagística de Jaén faz com que esta província ofereça diversos itinerários. O Roteiro do Renascimento leva às cidades de Úbeda e Baeza, na região de La Loma. Estas duas cidades foram declaradas conjunto histórico-artístico devido ao amplo legado renascentista que oferecem.Outro percurso conduzirá aos parques naturais de Jaén. Em Cazorla, Segura e Las Villas nasce o rio Guadalquivir entre bosques e rochedos. Hornos de Segura e Segura de la Sierra possuem interessantes patrimônios monumentais. Por sua vez, o Parque Natural Sierra de Andújar estende seu bosque mediterrâneo entre vilarejos como Andújar. No sul da província localiza-se o Parque Natural de Sierra Mágina, onde entre olivais você verá povoados como Bedmar, Cambil e Huelma. E seu quarto parque natural é Despeñaperros, o limite natural entre as comunidades autônomas de Castilla-La Mancha e Andaluzia.Ao sul da capital surgem os povoados de Jaén que são atravessados pela Rota do Califado. Este caminho une as cidades de Córdoba e Granada e passa, nesta província, por lugares como Alcaudete, Martos e Alcalá la Real. Castelos de origem árabe, templos góticos e mudéjares, e palácios renascentistas são os pontos de interesse deste percurso. Todos eles rodeados de serras e olivais.Só falta o norte da província, onde ficam os vilarejos de Baños de la Encina, Linares e Vilches. Aqui, a arquitetura popular se mistura com joias da arte renascentista e barroca, tão abundante na Andaluzia.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.