Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Turista fotografando a Basílica do Pilar em Zaragoza, Aragón

Zaragoza em dois dias

Zaragoza

A cidade del Pilar


Escolher Zaragoza como destino para uma escapada urbana é sucesso garantido. Aqui você encontrará a melhor maneira de conhecer a cidade em dois dias e inúmeras ideias para sua próxima visita. Percorrer a pé é fácil, a maioria de suas atrações turísticas está localizada no Centro Histórico, um dos maiores da Espanha. E é no centro histórico que iniciamos este roteiro por Zaragoza em dois dias:

DIA 1

Se esta é sua primeira vez em Zaragoza, dedique o seu primeiro dia a conhecer o centro histórico e os arredores da praça del Pilar.

Visitas imprescindíveis: Basílica e La Seo

Visitas imperdíveis há várias; imperdoáveis há duas: as duas catedrais de Zaragoza: a Basílica de Nossa Senhora do Pilar e a catedral del Salvador.Na Basílica del Pilar preste atenção nos detalhes do retábulo maior do século XVI, nas obras de Goya, na torre mirante de São Francisco de Borja e, claro, na bela escultura da Virgen del Pilar.

Próximos da Basílica del Pilar, destacam-se outros prédios icônicos da cidade: a sede principal da Prefeitura de a Lonja de mercadores, o mausoléu de Goya, o palácio do arcebispo com o Museu Alma Mater e o Museu do Foro de Caesaraugusta.O segundo imperdível é a Catedral del Salvador, o principal templo da cidade e uma joia da arte mudéjar aragonesa, dentro do qual se encontra o magnífico Museu da Tapeçaria flamenga.

O prazer de comer em Zaragoza

Em Zaragoza podemos escolher entre uma infinidade de restaurantes, tabernas e bares para desfrutar da gastronomia local, das tapas mais tradicionais às criações mais modernas. Também podemos optar por uma refeição tradicional ou um circuito de tapas pelas áreas de maior destaque: o Tubo, a praça de São Miguel, a zona da Magdalena, a praça de Santa Marta, o Mercado Central, a praça de São Francisco e muito mais. Zaragoza é uma grande cidade, com muitas atividades sociais e animação constante. As suas ruas sempre cheias convidam-no a experimentar o delicioso sabor das tapas nos terraços.

Esquerda: Praça do Pilar / Centro: Museu do Teatro Caesaraugusta © Hydra Viridis / Direita: Pátio da Infanta em Zaragoza, Aragón © Renata Sedmakova

Tarde de cultura e agito

Sem sair do centro histórico podemos continuar a conhecer a história de Zaragoza visitando os vestígios romanos da antiga Caesaraugusta nos museus do Porto, no Teatro, no Foro ou nas Termas. Mas também podemos optar por outros estilos artísticos em museus autorais: a maestria de Francisco de Goya no Museu de Goya, o vanguardismo de Pablo Gargallo no Museu Pablo Gargallo, localizado no palácio renascentista dos condes de Argillo, ou a genialidade de Pablo Serrano no Instituto Aragonês de Arte e Cultura Contemporâneas, IAACC Pablo Serrano.Também podemos escolher entre os numerosos espaços culturais, salas de exposições e monumentos musealizados disponíveis na cidade para satisfazer a nossa curiosidade cultural: O Museu de Zaragoza (com peças arqueológicas da província de Zaragoza e uma importante coleção de Goya, entre outras), o Museu de Ciências Naturais, o Pátio da Infanta (sala da antiga Casa-Palácio de Zaporta), o Caixaforum ou a Real Maestranza de Caballería, entre outros.  Agora nos afastamos do centro da cidade, tomando o bonde ou através de uma agradável caminhada, até chegarmos ao parque Grande Jose Antonio Labordeta, o principal parque da cidade de Zaragoza. Um espaço que se destaca pelos diversos ambientes desenhados minuciosamente, mas também por suas fontes, terraços e mirantes. Entre suas ruas e jardins é possível curtir eventos, música ao vivo, exposições temporárias ou até festivais como o Zaragoza Florece.

Noite de tapas

Em Zaragoza podemos escolher entre diferentes áreas para um saboroso jantar de tapas. Seja na bela praça San Francisco, na rua Bretón, no bairro Delicias ou em La Bombarda, em San José, em Torrero ou até mesmo no centro histórico com o Tubo, a Magdalena, San Miguel, etc. Em qualquer um destes locais podemos aproveitar a animação noturna das mesas ao ar livre e da fusão gastronômica entre tradição e vanguarda. 

Bairro do Tubo em Zaragoza, Aragón

DIA 2

Vamos iniciar o segundo dia nas margens do Ebro, junto à muralha romana de Caesaraugusta.

Caminhando pela orla do Ebro

Do alto do Torreón de la Zuda, no mirante das quatro culturas, podemos apreciar a magnitude da obra romana, a majestade da Plaza del Pilar, a beleza modernista do Mercado Central e o vasto leito do rio Ebro em seu curso por Zaragoza.Caminhando pelas margens do Ebro chegamos a outra joia essencial de Zaragoza, o Palácio Árabe da Aljafería. Esta obra do século XI é uma das construções islâmicas mais ao norte da Europa. Seu caráter fortificado visto pelo lado externo é contraposto pela beleza deslumbrante de seu artesanato interior: Sua arte mudéjar declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o impressionante mirhab, seus arcos abaulados, o pátio das laranjeiras, o salão dourado e a formalidade do hemiciclo das Cortes de Aragón, cuja sede é este 'Palácio da Alegria'.  

Esquerda e Centro: Aljafería / Direita: Torre da Água em Zaragoza, Aragón

Um passeio pela natureza

Saímos do palácio e nos direcionamos ao rio Ebro para chegar, na sua outra margem, à maior área natural de Zaragoza: o Parque Metropolitano da Água Luis Buñuel. Após a sua remodelação como sede da Expo Zaragoza 2008, a sinuosidade natural do Ebro, em seu curso por Zaragoza, tornou-se uma área verde de natureza selvagem localizada a poucos minutos do centro da cidade.Dentro do antigo local da Expo ainda se pode apreciar o contraste criado pelos modernos edifícios construídos para a Exposição Universal, como a torre de água, o belo pavilhão da ponte de Zaha Hadid ou o Aquário fluvial, e a natureza selvagem da flora ribeirinha do Ebro.Para fazer uma pausa e recarregar a energia, podemos desfrutar de uma refeição relaxante com vista para a natureza a partir de um dos estabelecimentos com mesas ao ar livre, distribuídas por todo o parque ou mesmo no terraço do Aquário. À tarde podemos aproveitar para conhecer a fauna do Aquário fluvial, com animais vindos dos maiores rios dos cinco continentes: o Nilo, o Mekong, o Amazonas, o Murray-Darling e, claro, o Ebro.Para finalizar o dia com as melhores imagens, voltamos para a Basílica pela margem esquerda do Ebro. Ao passarmos pela orla do rio podemos admirar belas vistas panorâmicas das construções próximas ao leito do rio. A partir das diferentes pontes que atravessam o Ebro (a Puente de Piedra e o mirante de San Lázaro, a ponte de Santiago ou a de la Almozara) podemos captar as melhores imagens de despedida de Zaragoza, com a Basílica del Pilar, a prefeitura e La Lonja refletidas no rio.

Final de tarde em Zaragoza, Aragón
Visitas imprescindíveis

O que ver


Conselhos e recomendações

Tenha em conta

No escritório de turismo você poderá contratar circuitos guiados pela cidade.O ônibus turístico é uma boa opção para mover-se pelos lugares de maior interesse.Zaragoza é uma cidade muito plana, pelo que percorrê-la em bicicleta pode ser muito agradável. Informe-se dos lugares de aluguel no escritório de turismo.

Descubra mais sobre...