Atualidade COVID-19

Conselhos para viajar com segurança
Veleiro em Maiorca

Rota de veleiro pelas Ilhas Baleares

veleiro-baleares

Conheça as Ilhas Baleares a bordo de um veleiro

Se mencionamos “Baleares” logo imaginamos uma imagem típica em que todos gostariam de estar: enseadas de águas azul-turquesa em pleno Mediterrâneo e rodeadas de bosques mediterrâneos em que você quer que pare o relógio. E é que Maiorca, Menorca, Ibiza e Formentera (as ilhas maiores do arquipélago) parecem ter sido feitas para desfrutar do tempo, do mar e da navegação. São muitas as estrelas de cinema, os esportistas ou os grandes personagens da realeza que as escolheram e as escolhem para passar suas férias ou mesmo para ter sua segunda residência. De fato, é habitual achar a celebrities desfrutando do verão e navegando em seu iate pelas Baleares. E você, quando vem?

Maiorca

Por seu tamanho, para muitos é complicado percorrer toda a ilha em uma semana, assim que talvez prefira escolher uma área ou passar duas semanas.

Deslocamento: De navio / Duração: 1 semana

A costa maiorquina espera por você com uma infinidade de praias e áreas de ancoragem. Você encontrará portos e clubes náuticos espalhados por toda a costa e empresas dedicadas ao aluguel de embarcações. Na hora de navegar por Maiorca talvez interesse-lhe saber que as correntes são escassas e o vento mais importante da ilha é a tramontana de NW. Durante os meses de verão é aconselhável percorrê-la no sentido anti-horário para aproveitar melhor seus ventos.

Cabo Formentera em Maiorca

Dia 1. Palma de Maiorca

É a capital de Maiorca e parada obrigatória na viagem. De fato, é um destino tão completo que muitos escolhem esta cidade para passar todas as suas férias. Se você atracar em Palma e no caso de que só disponha de um dia para visitá-la, é bom saber que há alguns lugares imprescindíveis.Inicialmente, fazendo um agradável passeio, dirija-se até sua impressionante Catedral gótica (o famoso arquiteto Gaudí foi o encarregado de sua reforma. Também lhe chamará a atenção o original trabalho de Miquel Barceló na capela o Santíssimo). A partir daqui (e após contemplar a panorâmica da baía e do Parque do Mar), você gostará de conhecer o Palácio da Almudaina, o Palácio Episcopal e a Prefeitura para terminar no antigo mercado. Um pouco mais afastado está o Castelo de Bellver. Somente pelas vistas, a visita a este monumento que protege a cidade desde o século XIV vale a pena.Os amantes da cultura gostarão de saber que também contam com a opção de visitar o Museu de Arte Contemporânea Es Baluard, o Palau March e seu museu e a Fundació Pilar i Joan Miró. E os que preferem as compras, que dirijam seus passos até o Borne, calle Unió, a Plaza Weyler e Jaume III.E se antes de voltar ao veleiro você tiver tempo e vontade de ir à praia, dê um mergulho em uma das praias da cidade, como a famosa Praia de Palma, com muitas lojas, restaurantes e discotecas.

Catedral de Santa Maria em Palma de Maiorca

Dia 2. Leste da ilha

Saindo do porto de Palma de Maiorca, você pode dirigir-se a um dos pontos mais turísticos do leste da ilha, a zona de Porto Cristo (você tem várias opções de atracamento como o Clube Náutico Porto Cristo), já que aqui você encontrará as famosas Cuevas del Drach, que escondem em seu interior um lago subterrâneo (a visita inclui uma pequena exibição de música clássica e um passeio de barco pelo lago). Muito perto está a cidade de Manacor.Se você continuar para o norte pela costa também pode visitar as Cuevas de Artà e ir depois até Capdepera, onde você te encantarão o Castelo e a Torre de Canyamel. Muito perto está Cala Ratjada, na zona mais oriental da ilha. De fato, da zona de seu farol você contemplará vistas impressionantes e nos dias claros até poderá ver Menorca. Você aqui também tem várias opções de amarra como o Porto esportivo de Cala Ratjada ou o Clube Náutico Cala Ratjada.Um pouco mais ao norte está Cala Mesquida, o ponto perfeito para tomar um banho enquanto você se deixa envolver por uma paisagem de dunas e pinheiros. Outras enseadas que valem a pena? Cala Torta, Cala Varques… O difícil é escolher.

Cuevas del Drach em Manacor, Maiorca

Dia 3. Sul da ilha

O sul da ilha costuma ser das zonas mais tranquilas, pelo que é fácil percorrer seu litoral. Aqui estão alguns dos areais que melhor conservam seu estado natural e é uma maravilha ancorar. É boa opção começar pelo Parque Natural de Mondragó e tomar um primeiro banho perto de Cala Figuera.Depois vem uma parada imprescindível: a praia de Es Trenc, um dos melhores areais de Maiorca, sem urbanização, de águas cristalinas e um dos preferidos pelos turistas.

Praia de Rs Trenc

Dia 4. Oeste da ilha

Além da cidade de Palma, da qual já falamos, no noroeste da ilha você encontrará a fascinante paisagem da Serra de Tramontana (perfeito para os fazem trekking e os ciclistas), uma cordilheira de mais de 100 quilômetros paralela à costa que vai do município de Andratx até o cabo Formentor e que foi refúgio de escritores e pintores durante muito tempo.  De fato, um dos grandes encantos de Maiorca é poder passar de paisagens de montanha a outras de grandes praia em tão somente um momento.Mais além da experiência de navegar, você pode dedicar um ou vários dias a conhecer algumas das localidades com mais encanto da ilha e muito próximas entre elas: Valldemossa (que te espera com sua bonita Cartuja onde se hospedaram o músico Chopin e a escritora George Sand, Deyá (não perca as vistas que se obtêm dos jardins de Son Marroig) e Sóller (você sabe que existe um trem de época com vagões tradicionais de madeira que une Palma com Sóller através de uma viagem entre montanhas e vales?). Se o tempo permitir, a partir de Sóller conheça o Santuário de Lluc.

Serra Tramuntana em Maiorca

Dias 5-6. Norte da ilha

Hoje propomos-lhe começar por Pollença, com sua cidade medieval e seu animado porto. E o que você acha de um mergulho em praias como Cala Murta?Você encontrará Alcúdia muito perto, que além disso conta com um porto esportivo com todos os serviços. É muito gostoso passear por esta antiga cidade amuralhada de que ainda se conservam a porta de Xara e a de Palma, por não falar do que é tomar um banho em suas enseadas virgens. Muitos recomendam a enseada de Coll Baix. Uma opção para ancorar perto da baía de Alcúdia é Caló, perto da Colônia de Sant Pere.Para o pôr do sol o melhor é ir até Formentor, onde você encontrará um dos mirantes mais bonitos de toda a Espanha: o mirante de Es Colomer.Para o dia seguinte você pode deixar a parte nordeste da ilha e conhecer o povoado costeiro de Can Picafort, a Ermida de Betlem e despedir-se do Mediterrâneo em Cala Mitjana.

Cala Sant Vicent em Pollença, Maiorca

Mais roteiros em Maiorca

Excursão a Cabreira. Se você tem mais dias, recomendamos-lhe fazer uma excursão imprescindível. Da cidade de Palma saem barcos turísticos (chamados golondrinas) que navegam até o Parque Nacional Marítimo Terrestre do Arquipélago de Cabreira, um lugar de natureza selvagem onde sentir-se longe do mundo. Para navegar, ancorar ou mergulhar pela costa é preciso pedir autorização na Consejería de Medio Ambiente y Territorio (calle Gremio Corredores, 10-1º Polígono de Son Rossinyol, Palma).Agenda cultural. Maiorca acolhe eventos culturais importantes como o Festival Internacional de Música de Deyá ou o Festival Internacional de Música Clássica de Pollença e competições relevantes de vela como o Troféu Princesa Sofia e a Regata Copa del Rey Mapfre.Floração de amendoeiras. Maiorca também oferece roteiros durante todo o ano. Se você vai no final de janeiro ou início de fevereiro não perca a floração das amendoeiras.Gastronomia. Maiorca conta com vários restaurantes com estrela Michelin, perfeitos para degustar alguns dos melhores pratos da ilha.

Amendoeiras em flor em Maiorca

Maiorca: como chegar e como mover-se

Palma de Maiorca conta com um dos aeroportos mais importantes da Espanha a só oito quilômetros da cidade e situa-se a apenas duas horas dos principais aeroportos europeus.Por mar, os principais portos de Maiorca são os de Palma e Alcúdia. Além disso, existem várias empresas encarregadas dos transportes marítimos entre ilhas.

Menorca

Por seu tamanho, é uma boa opção para conhecer em veleiro.

Deslocamento: De navio / Duração: 1 semana

A baía de Fornells e o porto de Maó são lugares recomendados para iniciar-se na vela, porque são zonas amplas com brisa constante mas ao mesmo tempo protegidas de alto mar. Em Menorca você encontrará empresas que oferecem cursos de navegação tanto para principiantes como para aperfeiçoar a técnica.

Espreguiçadeiras na Cueva d

Dia 1. Maó e cidades próximas

Começamos a viagem por uma das ilhas mais tranquilas das Baleares, conhecida como a ilha do vento, e a segunda maior depois de Maiorca. No leste da ilha você encontrará Maó (Mahón), a capital de Menorca, um dos portos naturais mais extensos do mundo e um bom ponto de partida para começar sua estadia ali.É um dos lugares da ilha com mais ambiente, destino de cruzeiros e cidade perfeita para beber alguma coisa ou fazer umas compras. Sua vida transcorre sobretudo ao redor do porto, o que se comprova passeando pela praça do peixe ou pelo mercado do Claustro del Carmen. Entre seus lugares de interesse estão também a Ponte de San Roque, a Igreja de Santa María ou o Museu de Menorca. Não se deve esquecer de suas históricas construções militares entre as que você não se pode perder a Fortaleza de La Mola nem o Forte Marlborough.A propósito, para uma estupenda vista da Fortaleza de La Mola convém ir até os pontos mais altos da localidade próxima de Es Castell.

Cala es Canutells, Maó - Mahón

Dia 2. Sudeste da ilha

Propomos-lhe deixar atracado o veleiro e começar o dia no encantador vilarejo de Binibeca. Imita a arquitetura dos antigos povoados de pescadores e perder-se por suas ruas até achar o mar é uma autêntica maravilha. Levar a câmera fotográfica é quase uma obrigação.Daqui você pode dirigir-se até Cales Coves. Prepare-se para tomar um banho rodeado por uma paisagem de rochas que na realidade foi uma espetacular necrópole pré-histórica. É um lugar muito especial.O dia não pode acabar em outro lugar que não seja a Cova d'en Xoroi, onde se observa um dos melhores entardeceres da ilha. Estas grutas abertas até o amanhecer dão-lhe a opção de avizinhar-se a um espetacular mirante, tomar alguma coisa, dançar à noite... Vamos, um lugar que você não pode perder. 

Binibeca em Menorca

Dia 3. Sudoeste da ilha

Hoje vamos até a zona da ilha que costuma sair em todas as fotografias, onde as enseadas (rodeadas de bosques e falésias, de areia fina e de água transparente em que os barcos parecem flutuar) são mais típicas.As enseadas mais conhecidas começam pela zona de Ciutadella e continuam para o leste: o areal de Son Saura, Cala en Turqueta, Cala Macarella, Cala Macarelleta, Cala Galdana, Cala Mitjana, Cala Trebalúger...Outro bom lugar onde despedir-se do dia é o Cap d'Artrut e a zona do farol. Enquanto você toma alguma coisa no terraço que há junto ao farol ou no seu próprio barco, verá com tranquilidade como se põe o sol.

Veleiro em Menorca

Dias 4 e 5. Norte da ilha

Muita gente dedica só uma jornada de suas férias para conhecer o norte da ilha. Mas acreditamos que há tanto que ver que, se possível, você deveria reservar dois dias. Estamos no norte e a paisagem muda e é mais avermelhada, selvagem e forte, para muitos a natureza em estado puro. Tenha em conta, além disso, que a costa é mais escarpada pelos temporais de tramontana que há em algumas ocasiões.Se você começa pelo noroeste um bom ponto de partida é Punta Nati, onde você se encantará com seu histórico farol. Depois você pode ir até os espetaculares areais de Cala Pilar e de Algaiarens.Segundo avança para o leste você encontrará Cala Pregonda (uma das mais belas e menos frequentadas de Menorca) e Cavalleria, cuja praia e seu incrível farol são de visita obrigada.Mais adiante situa-se CalaTirant, muito próxima à localidade de Fornells, onde você não só deve atracar em seu porto para conhecer o encantador povoado, mas sentar-se em um de seus restaurantes e comer a deliciosa caldeirada de lagosta.A excursão pelo norte acaba em um lugar mágico: a zona do Farol Favàritx. Um pôr do sol aqui é simplesmente inesquecível. 

Farol em Punta Nati, Menorca

Dia 6. Ciutadella e interior da ilha

Deixamos para o último dia uma das cidades mais bonitas da ilha e sua antiga capital: Ciutadella. Dar um passeio por seu centro com seus palácios, sua Catedral e becos e por seu porto chique (onde, com certeza, se come bem) é um prazer. Não perca o mirante situado atrás da Prefeitura. E se você tem a sorte de estar ali nos dias 23 e 24 de junho, poderá participar das festas de San Juan, onde ginetes no lombo dos cavalos percorrem a cidade.Dependendo do tipo de barco que você tenha escolhido para sua viagem e da velocidade que alcance, talvez escolha dedicar uma jornada inteira de navegação para ir de Maó a Ciutadella.Não nos esquecemos do interior da ilha, que de fato muitos lugares interessantes que você se poderá ir, além de viajar em veleiro, pode optar por alugar um carro ou uma moto. Por exemplo, valem a pena a Naveta de Tudons (o monumento funerário mais conhecido da ilha), Ferreries, Es Mercadal, o Monte Toro (é o ponto mais alto da ilha) ou Alaior.

Porto Ciutadella em Menorca

Mais roteiros em Menorca

Natureza. Desfrute ao máximo a natureza de Menorca. É tão especial que em 1993 a UNESCO declarou a ilha como Reserva de Biosfera. Os apaixonados do trekking não podem perder o Camí de Cavalls: uma rota homologada e sinalizada que permite dar toda a volta à ilha pelo litoral.Equitação. O cavalo é protagonista de muitas festas da ilha, que conta além disso com vários clubes e escolas que permitem desfrutar desta paixão.Agenda cultural. Ciudatella acolhe vários eventos culturais como o Festival Internacional de Jazz de Menorca ou o Festival de Música de Verão.

Turismo equestre em Menorca

Menorca: como chegar e como mover-se

Maó conta com o aeroporto de Menorca para poder chegar à ilha em avião a partir de múltiplos destinos internacionais.Por mar, os principais portos são os de Maó e Ciutadella de Menorca. Além disso, existem várias empresas encarregadas dos transportes marítimos entre ilhas. 

Ibiza

É a vez da ilha de Ibiza que, por sua biodiversidade e sua cultura, foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e é reconhecida tanto por suas formosas enseadas e paisagens como por seu ambiente noturno de fama mundial (tem algumas das melhores discotecas e clubes noturnos do mundo).

Deslocamento: De navio / Duração: 5 dias

Praia de Ibiza

Dia 1. Eivissa (Ibiza)

Antes de embarcar, se lhe parece bem, vamos começar contando-lhe o que você pode ver em sua capital (em Eivissa você encontrará diversas opções de amarras em seus portos esportivos ou em seu clube náutico). Na parte alta da cidade de Eivissa está Dalt Vila, onde quase ficamos sem palavras para descrever seu impressionante recinto amuralhado, que foi declarado pela UNESCO Patrimônio Mundial. Você adorará passear pelas ruelas e ir descobrindo monumentos como o Castelo ou a Catedral ou pontos como o Centro de Interpretação Madina Yabisa. Por não falar das vistas ao mar... A entrada principal ao conjunto histórico é a ponte levadiça do Portal de Ses Taules.Fora do recinto amuralhado também há outros lugares de interesse como a necrópole de Puig des Molins (usada como cemitério durante mais de 1.000 anos), a praça des Parc, o animado Porto de Ibiza (com seu mercado ou seus terraços) ou praias como Talamanca o Platja d´en Bossa.E se você gosta de festa, uma boa noite em Ibiza acaba em uma de suas famosíssimas discotecas. Recorde: as noites desta ilha são míticas em todo o mundo.

Baluarte de Santa Lucía dalt vila Ibiza - Eivissa

Dia 2. Oeste da ilha

A oeste da ilha você encontrará um de seus lugares mais bonitos: a Reserva Natural de Es Vedrà, Es Vedranell e as ilhotas de Poniente. É um lugar realmente cativante onde vale a pena ver a silhueta de Es Vedrá sobressaindo do mar e, se possível, ficar para ver o pôr do sol do seu veleiro. Muito perto você tem a localidade de Sant Josep de Sa Talaia e alguma das praias mais espetaculares da zona de águas turquesas e cristalinas como Cala d'Hort (é um estupendo lugar onde ancorar para tomar um banho) ou Platges de Comte.Indo para o norte está o porto esportivo da localidade de Sant Antoni de Portmany, um bom lugar para ancorar na baía ou para ancorar para jantar e para dar um passeio ao longo da baía até chegar a Es Caló d'es Moro e observar um dos pores do sol mais conhecidos do mundo. Muitos são os que optam por passar este momento no emblemático Café del Mar, ainda que indo em seu próprio barco talvez você goste mais de desfrutá-lo dali.Também, um pouco mais ao norte e no interior, é interessante Santa Agnès de Corona, um pequeno povoado sobretudo recomendável no inverno e concretamente em janeiro e fevereiro, quando suas centenas de amendoeiras estão em flor. 

Cala d

Dia 3. Norte da ilha

Se você procura um lugar para tomar um bom banho no norte da ilha não pode faltar a Cala Benirrás. É um lugar especial, não só pela praia, mas porque aqui no verão viverá em primeira pessoa o lado mais hippie desta ilha durante a Festa dos tambores de Benirrás nos domingos ao entardecer. Aqui você pode passar o resto do dia ou até mesmo fazer uma ancoragem noturna nesta enseada.Benirrás está muito perto da localidade de Sant Joan de Labritja, de onde você pode realizar excursões aos povoados nos arredores, à torre defensiva de Balanzat ou às cavernas vizinhas Can Marçà no interior de uma falésia. Muito perto também está Cala Xuclar, genial para amantes do mergulho de superfície e a menos de dois quilômetros da zona turística de Portinatx. Precisamente ao norte de Portinatx você talvez goste de ir até o Faro des Moscarter, o mais alto das Baleares.

Cala Bassa Ibiza - Eivissa

Dia 4. Leste da ilha

Ao leste da ilha você encontrará um tipo de turismo mais tranquilo, ainda que também de praias paradisíacas, povoados encantadores e gastronomia marinheira. Você gostará de conhecer Santa Eulària des Riu e dar um passeio pelas ruas feitas de pedra de Es Puig de Missa e visitar o Museu Etnográfico.Na hora de tomar um banho, entre as enseadas mais emblemáticas estão Figueral, Cala Boix, Cala Llenya, Cala Nova, Es Canar, Cala Martina, s´Argamassa, Cala Pada y Cala Llonga e mais ao norte vale a pena Aigues Blanques (um dos melhores lugares para tomar um banho de lama natural, que afirmam que desintoxica a pele) ou na Cala San Vicent.Também existem cantos marítimos idílicos como Pou d'es Lleó. Você também pode optar por deixar o barco e ir até Santa Gertrudis de Fruitera, um povoado com comércios originais, produtos artesões e antiquários onde vale a pena jantar.Não podíamos deixar de mencionar ao falar desta zona da ilha o famosíssimo mercado de Las Dalias (em Sant Carles de Paralta), que se realiza todos os sábados e onde vão milhares de pessoas sobretudo entre maio e outubro. Ali você encontrará joalheria, antiguidades, roupa Adlib (um estilo de vestuário típico de Ibiza)… Um passeio imprescindível!

Santa Eulalia Puig Missa

Dia 5. Sul da ilha

Vamos embora por último até o Parque Natural de Ses Salines, muito famoso pelas pradarias submarinas de possidônia oceânica, um tipo de planta dos fundos marinhos que só existe na bacia mediterrânea e que ajuda a que a água seja tão cristalina e converte este lugar em perfeito para o submarinismo. Aqui você poderá desfrutar de praias como Cavallet ou Salines.Além disso, é uma zona muito na moda no verão para os famosos e para desfrutar da vida noturna. Se desejar, você também poderá conhecer o povoado fenício de Sa Caleta (declarado Patrimônio Mundial), a torre de vigilância do século XVI de Sal Rossa ou deixar-se deslumbrar pelas cores dos tanques salinos. E se você quer encerrar em grande forma, saindo para festejar, no sul da ilha você encontrará algumas das discotecas mais míticas como Ushuaïa ou Space.

Estação Náutica de Sant Antoni i Sant Josep

Mais roteiros em Ibiza

Regatas. Ibiza é sede de competições esportivas como a prestigiada Regata Ruta de la Sal. Festas. Tente assistir a alguma como a Fiesta Medieval em Ibiza ou as Fiestas de la Tierra.Ócio ativo. Entre as alternativas de ócio ativo que oferece a ilha de Ibiza estão montar a cavalo, fazer passeios organizados sob a lua cheia ou participar em rotas de mountain bike.

Cala Bassa Ibiza - Eivissa

Ibiza: como chegar e como se mover

No sul da ilha você encontrará o aeroporto de Sant Josep, que tem voos diretos a partir da península Ibérica e Europa.Se você viaja por via marítima, Ibiza tem três portos importantes: o porto de Ibiza, o porto de Santa Eulària e o porto de Sant Antoni. Além das linhas regulares de transporte de passageiros, é possível acessar com barcos privados, charters e cruzeiros.

Formentera

A ilha menor destas quatro é também a mais tranquila de todas. De fato, só se pode chegar em Formentera em barco a partir de Ibiza.

Deslocamento: De navio / Duração: 2 dias

Formentera está a 2 milhas náuticas de Ibiza, apesar de que a distância entre os portos da Ibiza e La Savina é de 12 milhas. Uma vez ali, esperam-lhe 69 quilômetros de litoral, praias de águas transparentes e a opção de praticar todo tipo de esportes náuticos. Em La Savina (ao norte da ilha) você encontrará um porto esportivo com todos os serviços de que possa precisar para a navegação.Nas viagens em veleiro organizadas que combinam Ibiza e Formentera durante uma semana, costumam dedicar a esta última uns dois dias.

Barco Veleiro em Formentera

Dia 1. Norte e oeste da ilha

Já que em Ibiza terminamos falando do Parque Natural de Ses Salines, você deve saber que este espaço natural se estende também ao norte de Formentera, onde, certamente, também são famosas as pradarias de possidônia oceânica. Justamente no noroeste da ilha você encontrará também o Estany des Peix, uma pequena laguna que se abre ao mar e onde podem entrar pequenas embarcações para sua ancoragem. É ideal para a prática de esportes náuticos com embarcações de pequeno calado.Também no norte lhe encantará tomar um banho na praia de Ses Illetes, perfeita para todo tipo de esportes aquáticos e com trajetos marítimos que comunicam esta zona com o porto de La Savina e com a ilha de Espalmador (muito famosa pelos banhos de lama que você se pode fazer ali e ideal para passar a noite atracado). Você sabia que a praia de Ses Illetes foi escolhida como a melhor da Espanha em várias ocasiões? Na ponta norte da ilha, você também gostará da praia de Llevant.

Es Pujols, Formentera

No oeste da ilha destaca-se Cala Saona, que apesar de que não tem mais de 140 metros é uma das mais belas e também é perfeita para ancorar.Sant Francesc Xavier é a capital da ilha e perfeita para visitar sua centenária igreja, dar um passeio por suas lojas, comprar alguma coisa de artesanato local e acabar o dia saboreando um prato típico em algum restaurante.Antes de que anoiteça pode regressar ao porto de Marina de Formentera, completamente equipado e um bom lugar para passar a noite.

Es Carnatge, Formentera

Dia 2. Nordeste, leste e sul da ilha

Uma segunda jornada pode começar a bordo do veleiro ou de novo em Sant Francesc Xavier. Muito perto da capital, vá até o farol de Cap de Barbaria, no sudoeste da ilha. Muitos são os que escolhem este ponto quando o sol começa a se esconder.Apesar de que se o que você quer é praia, ao sul de Formentera você encontrará a famosa praia Migjorn, uma das maiores e perto da qual está a Torre des Pi des Català. Na zona de Migjorn também é muito conhecida a praia d'Es Arenals. A praia de Migjorn é um lugar ideal para praticar esportes náuticos, apesar de que é preciso ter em conta que na hora de ancorar o melhor é ancorar o veleiro a 100 metros da beira, já que existem rochas paralelas à costa.

Praia Espalmador em Formentera

Vamos com cultura. No nordeste da ilha está o sepulcro megalítico mais espetacular das Baleares: Ca na Costa, que data de começos da Idade de Bronze. Aproveite e vá até Es Pujols e sua feira noturna.No leste, em Pilar da Mola, você não pode perder seu Moinho de Vento nem o mercado artesanal de La Mola. É o mercado estrela ao ar livre da ilha e ali de maio a outubro às quartas-feiras e aos domingos você encontrará peças únicas realizadas por artesões de todo o mundo e desfrutará de música ao vivo, malabaristas...E para terminar, outro farol mítico da ilha, esta vez no extremo leste e na parte mais alta. Falamos do farol de La Mola, de que inclusive se diz que serviu de inspiração ao escritor Júlio Verne. 

Ses Salines em Formentera

Mais roteiros em Formentera

Por ser uma ilha pequena e acessível, uma boa opção pode ser percorrê-la em parte a pé ou em bicicleta para conhecer seus bosques de pinheiros, suas salinas e seu interior rural. De fato, Formentera conta com toda uma rede de Circuitos verdes.

Praia Illetas em Formentera

Formentera: como chegar e como mover-se

Formentera não conta com aeroporto, só se pode chegar em barco a partir de Ibiza. Uma vez em Ibiza, para alcançar o porto de La Savina de Formentera existem várias naves que realizam trajetos todos os dias da semana. O trajeto dura uns 25 minutos.

Formentera Es Calo

Conselhos e recomendações

Duração. Para conhecer as Baleares o suficiente navegando em veleiro, seria conveniente dedicar ao menos uma semana a cada uma das duas ilhas maiores (Maiorca e Menorca) e uma semana mais à Ibiza e Formentera, apesar de que existem percursos de menos dias que conectam várias ilhas.

Documentação. No seguinte link você encontrará mais informação sobre a documentação necessária para navegar na Espanha.

A embarcação. Dependendo do tipo de viagem que você projetou, será conveniente viajar em um barco com menos comprimento e projetado para poucos passageiros (se você viaja, por exemplo, em família) ou em um maior, projetado para grupos de mais de 12 pessoas (se você viaja, por exemplo , com seu grupo de amigos).

Tipos de aluguel. Você pode alugar um veleiro com ou sem capitão e com ou sem tripulação. Se você preferir, pode alugar um veleiro por lugares ou por cabines (verifique sempre as diversas opções de aluguel que você tem em cada porto, já que costuma haver diversas alternativas como veleiros de regata, veleiros clássicos, uma escuna...).

Características do barco. Também leve em consideração as características do barco (comprimento, calado, número de camas, cabines e banheiros ...), seus equipamentos (se há GPS, rádio VHF, guia e mapas, etc.) e os extras disponíveis (suprimentos, limpeza final, roupa de cama ...). Para que você tenha uma ideia, os veleiros que navegam estas costas costumam ter de 3 a 5 cabines, vários banheiros, uma cozinha e, certamente, uma ponte para se bronzear. Com respeito ao orçamento, o custo costuma ser menor que o de alugar uma embarcação a motor, pelo menor consumo de combustível.

O capitão. Muitos viajantes, mesmo possuindo o título oficial que lhes permite navegar, preferem alugar uma embarcação com um capitão que já conheça quais são os lugares mais interessantes para lançar âncora.

Equipamento básico. Para navegar, tenha sempre em conta os conselhos práticos básicos: levar calçado com sola de borracha para andar por na cobertura, impermeável leve, filtro solar, boné e óculos de sol.

Escalas. Recomendamos que durante a viagem você deixe o barco no porto e alugue um automóvel ou uma moto para percorrer as diferentes paisagens tanto da costa como do interior.

Transporte e comunicações. As Baleares contam com três aeroportos (em Maiorca,  Ibiza e Menorca) com conexões internacionais, são parada de muitos cruzeiros e existem ferries que conectam as ilhas entre si.

Quando fazer o roteiro

Primavera e verão são boas épocas para navegar, já que o clima é muito agradável desde abril até outubro e a meteorologia é muito estável sobretudo durante o verão (apesar de que é preciso ter em conta as possíveis mudanças dos ventos). No entanto, sobretudo em zonas do norte, pode nevar durante o inverno, motivo pelo qual não é aconselhável navegar nesta época.