Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Porto de Maó, em Menorca (Ilhas Baleares)

Maó

Menorca

Maó estende-se na beira de um dos melhores e mais extensos portos naturais do Mar Mediterrâneo.

A capital de Menorca conserva em suas ruas, com um profundo sabor mediterrâneo, um conjunto de igrejas, edifícios nobres e palácios.

Mas Mahón também é testemunha das marcas deixadas pelas diferentes culturas que a povoaram ao longo de sua história. Assim, nos arredores da cidade podem ser visitados sítios arqueológicos como o de Trepucó, onde é conservada uma das melhores amostras da arte pré-histórica da ilha.Outro atrativo da capital é, além das diversas enseadas próximas, sua localização junto ao Parque Natural de S'Albufera des Grau, I'lla d'en Colomi i Cap de Favàritx, um dos ecossistemas mais importantes das Baleares.Segundo a tradição, Mahón foi fundada pelo general cartaginês Magón, irmão de Aníbal. Não obstante, uma certeza é que tanto o atual local onde fica a cidade como o resto da ilha de Menorca foram povoados por diferentes civilizações ao longo de sua história. Já em 2000 a. C. existiam assentamentos humanos na ilha, que deixaram como legado um importante patrimônio arqueológico, como os talayots (monumentos megalíticos com forma de torre) e as navetas (construções funerárias na forma de casco de barco invertido. Sob domínio do Império Romano, a partir do ano 123 a. C., o lugar começou a ganhar uma grande importância estratégica, de tal forma que em 73-74 d.C. o imperador Vespasiano declarou município a colônia de Mago (atual Mahón). Com a chegada dos árabes, a cidade se transformou em um destacado porto mercantil do Mediterrâneo, até que o rei cristão Alfonso III conquistou a ilha em 1287. No século XVIII, a cidade recuperou seu esplendor após ser convertida na capital administrativa durante a soberania britânica da ilha.A cidadeNas ruas que configuram o centro histórico de Mahón é possível contemplar um bom número de casas burguesas e edifícios históricos, especialmente em volta das praças de Colón, Sant Francesc, Conquesta e Miranda.Uma delas, a praça da Espanha, reúne importantes monumentos. A igreja de Santa María, de estilo gótico, foi construída no século XIII e posteriormente remodelada no XVIII. No exterior do templo, o maior de toda a ilha, há um esbelto campanário, enquanto seu interior guarda um órgão que data do século XIX e que se destaca pela qualidade do seu som.Junto à igreja fica a Prefeitura, um edifício também conhecido como Sa Sala. De estilo renascentista, a fachada consistorial tem como destaque o relógio que o primeiro governador britânico, RichardKane, levou para a ilha. Entre as dependências interiores, merece especial atenção o salão de plenários, no qual existem retratos dos filhos ilustres da cidade.A igreja de El Carmen, situada na praça de mesmo nome, é um dos edifícios religiosos mais emblemáticos de Mahón. Este templo foi erigido no século XVIII em estilo neoclássico e tem no seu interior um bonito claustro barroco.A cidade conta também com espaços ideais para passear. A Carrer Nou é só para pedestres e nela se situam diversas lojas de artesanato local. Mais abaixo, os mais de 5 quilômetros de porto natural oferecem uma ampla zona de lazer, com muitos restaurantes e bares com mesas ao ar livre. Nos arredores do porto é possível visitar as destilarias de gim, que seguem o método tradicional inglês de elaboração.Os museus de MahónA igreja de Sant Francesc, um antigo convento franciscano de Jesus (séc. XVII-XVIII), é a atual sede do Museu de Menorca. Através de suas diferentes salas, é possível conhecer a história e os costumes do povo menorquino.Um lugar de grande importância na vida cultural de Mahón é o Ateneu Científico, Literário e Artístico, que possui interessantes coleções de cartografia, fósseis e objetos de cerâmica.Na parte sul da baía você pode visitar o Museu Militar, que ocupa o antigo depósito de pólvora do castelo de San Felipe. A exposição concentra-se principalmente na história das fortalezas de San Felipe e La Mola.Arredores e culináriaNos arredores de Mahón ficam alguns dos sítios pré-históricos mais importantes da ilha. Poucos quilômetros ao sul da capital, você pode visitar Trepucó, um povoado primitivo que conserva uma das melhores taulas (monumento megalítico em forma de T) das Ilhas Baleares. Outras opções são ir a Torelló, onde fica a basílica paleocristã de Es Fornàs de Torelló, ou ao assentamento de Talatí de Dalt, com uma taula e vários talayots.A costa menorquina conta com importantes complexos turísticos. No litoral de Sant Lluís, ao sul de Mahón, fica Binibèquer Vell. Sua construção segue os cânones da arquitetura tradicional da ilha, e oferece praias como Binidalí e Binisafúa.Percorrendo o litoral sul, aparecem outros lugares costeiros como Cala En Porter e Cala Galdana.No interior da ilha, vale a pena visitar Alaior. No seu centro histórico se sobressai a igreja de Santa Eulàlia e a de San Diego, ambas do século XVII. Mas a cidade também é conhecida por seus monumentos pré-históricos, como a tumba megalítica de Roques Llises e a Torre den Gaumes.Na costa leste de Menorca se localiza a principal área alagadiça da ilha, o Parque Natural de S'Albufera des Grau, I'lla d'en Colomi i Cap de Favàritx. No centro do parque existe uma laguna costeira de pouca profundidade, um perfeito observatório de aves marinhas.O bonito meio natural e cultural da ilha, unido a um desenvolvimento socioeconômico sustentável, permitiram a declaração de Menorca como Reserva da Biosfera em 1993.A culinária menorquina tem na mahonesa seu molho mais internacional, elaborado à base de ovo, azeite de oliva e alho. Alguns dos pratos mais típicos da ilha têm seus ingredientes principais no mar, como a caldeirada de lagosta e o perol de sèpia al forn. De sobremesa, experimente um queijo com Denominação de Origem Mahón.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

O que fazer

Planos para inspirar-se


Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.