Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Jardins de São Marroig, em Deyá Maiorca

Deya

Mallorca

Deià é uma bela localidade da denominada Costa Norte maiorquina, localizada entre a Serra de Tramuntana e o mar.

Seu centro urbano, assentado na ladeira de uma pequena colina com vistas para o Mediterrâneo, permanece inalterável através do tempo, com suas antigas casas maiorquinas, e é local tradicional de residência de pintores e artistas. Nas imediações da localidade, a costa desenha recônditas angras que convidam ao descanso e ao passeio relaxado. São só algumas das muitas possibilidades que oferece Deià, onde também é possível degustar as iguarias da mesa balear.

Uma abrupta paisagem de florestas e olivais se converte no incrível pano de fundo que cerca a vila de Deyá. Uma cuidada casa de campo, de ruas empinadas e fachadas de pedra, estende-se pela ladeira de um morro próximo à costa.Habitada desde a pré-história, foram os árabes que na Idade Média batizaram o povoado com o nome de “Ad daia” e proporcionaram inteligentes soluções para salvar os grandes desníveis do terreno, como as culturas em terraços.Na parte alta do núcleo, levanta-se a igreja paroquial, cuja origem se remonta ao final do século XV. O templo, de nave única, tem ao lado uma antiga torre defensiva, posteriormente transformada em campanário. No interior é possível visitar o Museu Paroquial, que expõe uma interessante coleção de peças de arte sacra.Detrás da igreja pode ser visitado o cemitério municipal (século XVII), esplêndido mirante do vale onde descansam personagens ilustres que estabeleceram nesta vila sua residência.A arquitetura religiosa tem outra referência de destaque no Mosteiro de Miramar (século XIII), onde ensinou o escritor e missionário Ramón Llull.Muito perto se encontra o Museu do Arquiduque Luis Salvador. Situado em São Marroig, exibe ao público objetos pessoais do arquiduque, bem como diversas coleções de pintura, cerâmica fenícia, greco-latina e hispano-árabe.Outro museu de Deyá, o Arqueológico, inclui diferentes provas procedentes dos assentamentos de Muleta (Sóller) e Som Ferrandell-Olesa.Na faixa costeira, o município conta com pequenas praias para aproveitar as águas cristalinas. A mais conhecida é Cala de Deyá, transformada em ponto de encontro de seus habitantes e em ancoradouro de embarcações em época estival.Arredores e culináriaDeyá se encontra circundada pelas inesperadas paisagens da Serra de Tramuntana e está distante a poucos quilômetros de outras localidades, como Valldemossa e Sóller. A estrada de Deyá a Valldemossa oferece belas vistas panorâmicas entre olivais sobre o mar. Em São Marroig é conveniente parar e se debruçar para admirar a falésia. É uma das vistas panorâmicas mais belas do litoral maiorquino. Mais adiante, Valldemossa exibe um pitoresco centro histórico, onde se destaca La Cartuja, com seu campanário de azulejos verdes. Na direção oposta, Sóller reúne belas mansões senhoriais e palacetes entre campos de laranjeiras. Um antigo trem conduz até o Porto de Sóller, um lugar apropriado para saborear os pratos maiorquinos elaborados com peixes e frutos do mar frescos. Ou se preferir, é possível degustar produtos da ilha com Denominação de Origem própria, como a sobrasada, o queijo de Mahón e os vinhos de Binissalem-Mallorca. O tumbet (um guisado de verdura feito com batata, pimentão frito e berinjela no molho de tomate), os arrozes de peixe e o “pa amb oli” (fatia de pão untada com azeite de oliva e tomate) não devem faltar. De sobremesa, nada melhor que uma ensaimada e alguma das bebidas que aqui são destiladas (“palo”, gim e licor de ervas).

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.