Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Ciutadella de Menorca (Ilhas Baleares)

Ciutadella de Menorca

Menorca

No extremo ocidental de Menorca fica Ciutadella, a antiga capital da ilha. Suas remotas origens deixaram em seus arredores um importante patrimônio arqueológico na forma de monumentos megalíticos tais como as taulas, os talayots e as navetas.

Esta linda cidade portuária oferece em torno de Es Born, seu centro histórico, um conjunto de ruas medievais onde se destacam os numerosos palácios, igrejas e fortalezas. Próxima a ela, o visitante poderá descobrir as excelentes praias menorquinas, assim como lindos vilarejos de pescadores. Todas estas atrações são complementadas com uma saborosa tradição culinária baseada em produtos do mar.

Existem indícios de assentamentos humanos primitivos na atual instalação de Ciutadella, assim como no resto de Menorca, já desde 2000 a.C. Uma boa prova disso são as inúmeras descobertas arqueológicas que ainda são conservadas, como as taulas (monumento megalítico com forma de T), os talayots (espécie de torres) e as navetas (construção funerária na forma de um casco de barco invertido). Estes restos fazem de Menorca um autêntico museu a céu aberto.A colônia romana de Iamo (atual Ciutadella) começou a ganhar certa relevância principalmente a partir do ano 73-74 d.C., momento em que o imperador Vespasiano concedeu a este povoado o título de município.Na Alta Idade Média, Ciutadella era o centro político e administrativo da ilha, status que manteve durante os séculos de domínio árabe. A partir do século XIII, Menorca passou às mãos dos cristãos após ser conquistada pelo rei Alfonso III. A cidade conservou sua condição de capital até que os britânicos, que dominaram a ilha durante o século XVIII, decidiram transferi-la para Mahón. Apesar disso, Ciutadella continuou sendo sede do bispado menorquino até os dias atuais.

A cidade

Ciutadella deve ser percorrida a pé, descobrindo suas ruas medievais. No meio do centro histórico da cidade fica Es Born, a antiga praça de armas da cidadela medieval. Um obelisco preside este tradicional cenário de festas e outros atos sociais que ocorrem na cidade.Entre os principais edifícios que ficam nesta praça destaca-se o Ayuntamiento, construído sobre o antigo alcácer árabe. O atual edifício é do século XIX e conserva alguns restos de sua construção primitiva. Em determinadas épocas do ano, também podem ser visitadas várias dependências do Palacio Salort. E junto a ele, o Palacio Vivó, um dos mais emblemáticos da cidade, com sua singular fachada vermelha de estilo neoclássico decorada com motivos tradicionais da ilha.A Catedral, também no centro, foi construída no século XIV por ordem do rei Alfonso III sobre a antiga instalação da mesquita principal que havia em Ciutadella na época do domínio árabe. Daquela construção ainda é conservado o minarete, que foi transformado em campanário. Este monumental templo, de estilo gótico catalão, possui uma única nave e seis capelas, entre as que se destaca a Capilla de las Ánimas (século XVIII).A importância da cidade como centro religioso propiciou a existência de outros edifícios religiosos de grande valor, como o Convento de Santa Clara e o Claustro da Igreja do Socors, que fazia parte do antigo convento de monges agostinianos. Em frente à Catedral se destaca a fachada neoclássica do Palácio Olives, outra das casas nobres da cidade. O interior do edifício conserva afrescos com representações de animais, assim como uma estatueta da época romana que foi encontrada no sítio arqueológico do Pujol Antic de Menorca. Outra belíssima fachada é a do Palácio do Conde de Saura, cuja última remodelação data do século XVII.No mirante situado atrás da Prefeitura você pode contemplar uma excelente vista panorâmica do porto, situado em uma enseada aos pés da cidade.O Bastió de Sa Font, saindo do centro de Ciutadella, é um dos cinco bastiões que faziam parte das antigas muralhas que foram edificadas no século XVI. O recinto é a sede atual do Museu Municipal. Por sua vez, o Castell de Sant Nicolau abriga uma exposição sobre a Reserva da Biosfera de Menorca.

Culinária, festas e arredores

O mar proporciona alguns dos principais ingredientes da culinária das Ilhas Baleares. A caldeirada de lagosta talvez seja um dos pratos menorquinos mais prestigiados, sem esquecer a célebre salsa mahonesa, uma maionese elaborada com ovo, azeite de oliva e alho. Outras especialidades da ilha são a sèpia al forn, os arrozes de peixe e o tumbet (à base de batata, pimentão frito, berinjela e molho de tomate). Para finalizar, nada melhor que uma ensaimada (espécie de pão doce em formato de espiral) ou um queijo com Denominação de Origem Mahón. O gim menorquino, bebida aromatizada com bagos de zimbro, é uma das bebidas mais típicas da ilha.O calendário festivo de Ciutadella tem sua data mais importante durante as festas de San Juan, que são celebradas nos dias 23 e 24 de junho. Durante esses dias, cavaleiros montados em seus cavalos percorrem o centro da cidade no meio de uma grande animação popular.Quanto ao patrimônio arqueológico da região, é preciso citar a Naveta des Tudons, um monumento megalítico correspondente ao período pré-talayótico (século XIV a. C.) que era utilizado com fins funerários.As praias constituem uma das principais atrações turísticas da ilha. Perto de Ciutadella ficam Cala Mitjana, Cala Trabalúger e Cala Galdana, um dos núcleos costeiros mais disputados de Menorca.Também podem ser visitadas algumas localidades como Ferreríes. Destaca-se a igreja de Sant Bartolomeu (1870), além de contar com bonitas enseadas como a de Calderer ou a del Pilar. No monte de Santa Águeda fica o castelo árabe de Sent Agayz.Es Mercadal, situado no sopé do Monte Touro, o mais alto da ilha, é conhecido por sua culinária e por seus calçados artesanais. A este município pertence Fornells, um pequeno porto pesqueiro da costa norte surgido em torno do castelo de San Antonio (século XVI).Na costa oriental de Menorca se situa a principal zona alagadiça da ilha, o Parque Natural de S'Albufera des Grau, I'lla d'en Colomi i Cap de Favàritx. No centro do parque há uma laguna costeira de pouca profundidade, um perfeito observatório de aves marinhas.O insólito ambiente natural e cultural que Menorca oferece, unido a um desenvolvimento socioeconômico sustentável, permitiram que a ilha obtivesse em 1993 a declaração de Reserva da Biosfera concedida pela Unesco.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

O que fazer

Planos para inspirar-se


Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.