Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Aqueduto de Segóvia (Castilla y León)

Segóvia

Aos pés do Aqueduto

Segovia

Um impressionante Aqueduto do antigo Império Romano é a “porta de entrada” desta cidade castelhana digna de contos de fada, com a Serra de Guadarrama ao fundo. 

Após o espanto inicial causado por este magistral monumento de 167 arcos unidos apenas pelo equilíbrio de forças, chega a vez dos torreões, igrejas românicas, sinagogas, palácios renascentistas, conventos, jardins, pátios ocultos, um alcácer que serviu de inspiração aos criadores da Disney... E não é preciso usar metrô nem ônibus para percorrer Segóvia. Cada passo pode ser apreciado e aproveitado.

Por que Patrimônio da Humanidade?

Basta caminhar tranquilamente para entender por que a o centro histórico de Segóvia é Patrimônio Mundial junto ao Aqueduto. Em um passeio pelo recinto amuralhado você verá a Casa de los Picos, a Alhóndiga, o Torreão de Lozoya, a igreja de San Martín... A primeira parada obrigatória é a Catedral, conhecida por sua beleza como “a dama das catedrais”, e a sensação de viagem no tempo continua com os palácios de famílias nobres no Bairro dos Cavaleiros e com as ruelas de seu antigo Bairro Judeu.Segunda parada imprescindível? O Alcázar: um castelo com passagens ocultas e que parece tirado de um romance. É muito recomendável subir os 152 degraus em escada de caracol de sua Torre de Juan II. Uma vez lá em cima, a vista é incrível, e o visitante começa a entender por que alguns comparam esta torre com a proa de um barco navegando entre rios ou por que dizem que o castelo da Branca de Neve da Disney pode ter sido inspirado neste Alcácer.Desfrutar das ruas de Segóvia é uma maravilha, mas, se você puder se afastar e visitar algum de seus mirantes para contemplar a cidade de longe, sentirá ainda mais a magia desta cidade.

Vida cultural e, para comer... Cochinillo (leitão assado)

Mais que seus monumentos, a oferta cultural da cidade é muito variada o ano inteiro, e suas ruas e seus espaços sempre têm música, dança, teatro ou literatura a oferecer. Entre seus festivais mais famosos estão, por exemplo, Titirimundi, o Festival Musical de Segóvia e o Hay Festival. Além de seus museus mais tradicionais como a Casa Museu de Antonio Machado (o famoso escritor viveu aqui entre 1919 e 1932), estão surgindo novos espaços surpreendentes como La Cárcel, uma antiga prisão transformada que agora reúne exposições, amostras de cinema, microteatro...Na hora de comer, se você quer provar o prato mais típico da cidade, opte pelo cochinillo, seja no mítico Restaurante Cándido ou em algum restaurante novo que aposte em um toque de modernidade. Quem preferir pode ir a um restaurante com Estrela Michelin, como o Villena.Um último conselho. A cerca de 10 quilômetros da cidade você pode fazer uma excursão muito recomendável: La Granja de San Ildefonso, com um Palácio Real e jardins espetaculares.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

O que fazer

Outras ideias para sua viagem


Informações práticas

Como chegar - Informações de transportes


Selecione o meio de transporte para ver como chegar e como se deslocar no destino.

Como chegar em avião

  • Os aeroportos mais próximos a Segóvia são:

    Aeroporto de Madri-Barajas Adolfo Suárez, a 87 quilômetros.

    Aeroporto de Villanubla - Valladolid, a 125 quilômetros.

    Aeroporto de Salamanca, a 164 quilômetros.

Como chegar em ônibus

  • Segóvia tem conexão de ônibus com cidades como Madri, Ávila, Salamanca e Valladolid através das empresas Avanza e Linecar.

  • A Estação Rodoviária fica no Paseo Ezequiel González, 12 (+34 921436782). O trajeto a pé até o centro histórico é de 10 minutos aproximadamente.

Como chegar em trem

  • O trem de alta velocidade Madri-Segóvia une as duas cidades em apenas meia hora. A saída é na estação Madri-Chamartín.

  • Reserva de passagens

  • A estação ferroviária de Segóvia situa-se na rua Obispo Quesada s/n. O trajeto a pé até o centro histórico é de 20 minutos aproximadamente. Os trens de alta velocidade chegam à estação AVE, situada a cerca de 6 quilômetros do centro da cidade. 

  • A linha de ônibus número 12 conecta a estação do AVE com o centro.

  • A linha de ônibus número 11 conecta a estação do AVE com o Aqueduto.

Como chegar por estrada

  • De Madri, pela A6 em direção a A Corunha até o quilômetro 88. Depois seguir pela AP-61. O trajeto de carro tem uma duração aproximada de 1 hora e 20 minutos.

  • Outras estradas que ligam com Segóvia:

    Estradas Nacionais: N-110: Sória-Plasencia, N-603: San Rafael-Segóvia, N-I / E05: Madri – Irún (Santo Tomé del Puerto) e N-VI: Madri-A Corunha (San Rafael).

    Estradas autonômicas: CL-601 e M-601: Valladolid – Segóvia – Madri (por Navacerrada) e CL-605: Segóvia – Arévalo – Zamora.

    Rodovia: A-601: Valladolid-Segóvia.

    Autoestradas: A AP-51 (Autopista com pedágio) conecta a localidade segoviana de Villacastín e Ávila.

Informações práticas

  • O cartão turístico “Amigos de Segóvia” pode ser adquirido online ou de forma presencial no Centro de Visitantes da cidade (Azoguejo, 1). Oferece descontos e entradas gratuitas em: hotéis, restaurantes, lojas, artesanatos, museus, empresas de turismo ativo e produtos de turismo de Segóvia. É válido por um ano.

Como se deslocar em ônibus

  • 12 linhas diurnas e uma noturna (ou coruja) que funciona das 23:00 às 06:50 horas.

  • A linha de ônibus número 12 conecta a estação do AVE com o centro.

  • A linha de ônibus número 11 conecta a estação do AVE com o Aqueduto.

  • A linha de ônibus número 10 conecta o centro histórico com o Aqueduto.

  • Mais informações

Como se deslocar em outros meios de transporte

  • Táxi. Além dos serviços habituais, são oferecidos: táxi turístico e roteiros por Mirantes, Palácios e Castelos.

  • Mais informações

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.

Ver mais