Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Paisagem do canyon do rio Lobos, em Soria (Castilla y León)

Planos diferentes para tirar férias na Espanha

none

Você já esteve alguma vez na Espanha e gostaria de voltar para descobrir lugares menos conhecidos? É a primeira vez que você vem, mas deseja procurar outras caras do país? Aqui vão sugestões de várias ideias para viajar pela Espanha e se afastar dos planos mais típicos. #SpainExperience

  • Museu Atlântico de Lanzarote. Esculturas Crossing the Rubicon, de Jason deCaires Taylor

    As esculturas submarinas do Museu Atlântico de Lanzarote

    Este não é um museu qualquer: está situado a 12 metros de profundidade sob as águas do oceano Atlântico, na ilha canária de Lanzarote. Suas 10 esculturas foram criadas pelo artista Jason deCaires Taylor, e como são feitas de concreto com pH neutro, se adaptam perfeitamente à vida marinha. Para ver estas incríveis figuras você deverá solicitar o serviço de algum dos Centros Oficiais de Mergulho da ilha. A experiência é um verdadeiro diálogo entre arte e natureza que vale a pena.

  • Vulcão Croscat, em Santapau. La Garrotxa. Girona

    Os vulcões adormecidos da Garrotxa

    Agora o destino é a Catalunha, mais precisamente o Parque Natural da Zona Vulcânica de La Garrotxa, uma das paisagens vulcânicas mais interessantes da Europa, já que conta com 40 cones vulcânicos. Esta região também é recomendável por sua arte românica e pelas pequenas aldeias próximas aos Pirineus. Além disso, existem inúmeras atividades originais para descobrir esta região: passear de trem turístico e de charrete, visitar granjas, praticar ioga, voar de balão e provar um almoço camponês depois de aterrissar...

  • Escritório de Carlos V. Mosteiro de Yuste. Cuacos de Yuste

    O roteiro de Carlos V e o mosteiro de Yuste

    Em 1556, o imperador Carlos V fez sua última grande viagem: 550 quilômetros pela Espanha indo da Cantábria à Extremadura, onde se retirou no Mosteiro de San Jerónimo de Yuste. Você pode reproduzir algum dos roteiros do imperador ou ir diretamente conhecer este mosteiro, que fica a cerca de dois quilômetros de Cuacos de Yuste. E para reviver de forma mais realista esta viagem, o melhor é participar da festa que a comemora em fevereiro, quando os moradores se vestem com roupas antigas, há degustações de aperitivos tradicionais, feiras artesanais...

  • Medina Azahara. Córdoba

    Medina Azahara, a cidade palatina

    Uma viagem à cidade de Córdoba (Andaluzia) para conhecer a Mesquita-Catedral sempre é recomendável. Mas se você puder completá-la com uma visita a Medina Azahara, situada a apenas sete quilômetros de distância, o plano fica redondo. Você sabia que sua história começou no ano 936? A partir desta data, Abderraman III mandou construir esta cidade para as atividades administrativas e residenciais do califado. Pedras de arenito, mármores, tanques, jardins... Basta um passeio para imaginar o esplendor de outrora. Um dado curioso: apenas um terço dos seus 112 hectares foi escavado.

  • Taramundi. Astúrias

    Taramundi e o Museu dos Moinhos

    Entre montanhas e vales surge Taramundi, em Astúrias, um lugar de bosques mágicos situado na conhecida como Espanha Verde. Qualquer lista de lugares recomendáveis para fazer turismo rural na Espanha deveria incluir Taramundi. Além disso, o que torna esta região especial é a possibilidade de se adentrar no mundo dos ofícios tradicionais. Você terá a opção de visitar a Casa-Museu da Cutelaria Tradicional (onde exibem uma das maiores navalhas do mundo) ou um dos maiores museus de moinhos de água da Espanha, o de Mazonovo, que conta com 19 moinhos e com uma peculiar e rudimentar central hidráulica.

  • Trem de Sóller. Maiorca

    Três roteiros para descobrir Tramuntana

    Não é por acaso que a Paisagem Cultural da Serra de Tramuntana, na ilha de Maiorca (Baleares), foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e já inspirou muitos artistas. Além das famosas praias de tons turquesa da ilha, esta cordilheira escarpada paralela à costa noroeste é apaixonante. E para percorrê-la, aqui vai uma proposta de três roteiros originais: passear no Trem de Sóller com vagões de madeira, fazer o Roteiro da Pedra Seca ou fazer o Roteiro literário de Valldemossa a Pollença para averiguar, por exemplo, que relação têm Robert Graves e Frédéric Chopin com a ilha.

  • Paisagem da ilha de Ons

    Indo além das Ilhas Cíes: o arquipélago de Ons

    Se existem ilhas famosas na Galícia, são as Cíes. No entanto, dentro do Parque Nacional das Ilhas Atlânticas há outro arquipélago muito menos conhecido: o de Ons. Poucas pessoas vivem de maneira permanente na paradisíaca ilhota de Ons. Se você também quer mergulhar em suas praias paradisíacas ou fazer um roteiro de trekking, deve solicitar a autorização necessária para acessar e escolher uma empresa de barcos que leve você até lá. Prepare-se para fazer snorkeling ou para conhecer as lendas de suas misteriosas cavernas, como a do buraco do inferno.

  • Vila Romana de Noheda

    Venha ver de perto este sítio arqueológico situado em Cuenca (Castilla-La Mancha), que conta com mosaicos e vestígios do Império Romano muito bem conservados. Imagine poder se adentrar em uma das vilas mais luxuosas da Hispânia romana, que inclui o maior mosaico figurativo do mundo e uma coleção de 500 peças de mármore?

  • Vista da Laguna Negra. Sória

    Paisagens impressionantes: a Laguna Negra e o Canyon do Rio Lobos

    Ficam na região de Soria, e você pode ter certeza que não vão deixá-lo indiferente. Por um lado, a lagoa está situada a 2.000 metros de altitude, rodeada por uma aura de mistério e envolvida em lendas. Por outro, o profundo canyon percorre 25 quilômetros deixando em sua passagem várias cavernas, algumas delas enormes, como a de Galiana Baja. Além disso, “esconde” monumentos associados aos templários, como a Ermida de San Bartolomé.

  • Falésias do Flysch.

    O Roteiro do Flysch e a história do planeta

    Você sabia que a Espanha tem uma mostra de mais de 60 milhões de anos de história geológica ao ar livre? Mais concretamente, os quilômetros de litoral entre Mutriku e Zuamaia (em Guipúscoa, no País Basco) e os estratos rochosos que ficaram descobertos devido à erosão. Suas marcas mostram alguns dos eventos mais significativos da história recente da Terra, como a extinção dos dinossauros. Você pode fazer um trekking costeiro em paisagens de falésias ou um passeio de barco de umas três horas onde lhe explicarão todos os segredos da região.

  • Vista de Albarracín. Teruel

    Albarracín e o Maestrazgo

    Bonito e pitoresco. Assim é um dos povoados mais bonitos da Espanha: Albarracín, em Teruel. Espera por você a quase 1.200 metros de altitude, e passear por suas ruas vendo a arquitetura medieval, as casas-palácio, o castelo e a catedral é uma verdadeira experiência. A cerca de duas horas e meia de carro, as paisagens e os povoados do Maestrazgo, como Mirambel e Cantavieja, com suas casas de pedra, não ficam para trás. Ficou com vontade de combinar a tranquilidade destes lugares mais desconhecidos com alguma “aventura” como praticar escalada?

  • O nascimento do rio Urederra. Navarra

    As cachoeiras e poças de cor turquesa do nascimento do rio Urederra

    É uma das partes mais bonitas de Navarra? Sim. Sim, e talvez uma das menos conhecidas. Seu nome “Urederra” já dá uma pista, já que significa “água bonita” em basco. Este percurso pela natureza passa por poças, corredeiras e quebradas no curso alto do rio, com uma cor azul turquesa difícil de encontrar em outras regiões da Espanha. Além disso, se você quer que a escapada a esta zona seja ainda mais completa, pode fazer uma visita guiada a uma fábrica para ver como é elaborado o famoso licor patxarán da região, ou a uma queijaria.

  • Icnitas em Enciso. La Rioja

    Icnitas em La Rioja

    Há mais de 120 milhões de anos, em La Rioja viveram dinossauros... e deixaram sua marca. De fato, deixaram milhares de pegadas fossilizadas na rocha, que são conhecidas como icnitas. Se você viajar para La Rioja, poderá comprovar isso de primeira mão em lugares como Enciso, Munilla, Arnedillo, Cornego ou Igea, com seu Centro de Interpretação Paleontológica. Existem diferentes sítios arqueológicos que as exibem, e alguns deles estão acompanhados por representações tridimensionais dos próprios dinossauros em tamanho real. Se você viajar com crianças, o plano pode ser completado com uma visita ao parque de paleoaventura “Barranco Perdido”, que conta com piscinas, circuitos de aventura, um museu cretácico em 3D e workshops de paleontologia para toda a família.

  • Interior da caverna de El Soplao. Cantábria

    Caverna de El Soplao e animais em semiliberdade de Cabárceno

    Estes dois lugares da Cantábria também são perfeitos para viajar com as crianças. A caverna de El Soplao é considerada uma das maravilhas da geologia mundial graças às suas incríveis formas de estalactites, escoadas lávicas, etc. Além da visita turística, você também pode optar por uma visita de aventura fazendo um roteiro de 2,5 quilômetros que vai fazer você se sentir como um autêntico espeleólogo.Por outro lado, o Parque de Cabárceno (a 15 quilômetros de Santander) é especial porque os animais que vivem nele se encontram em amplos espaços abertos: você pode visitá-lo tanto a pé como de carro ou inclusive subindo no teleférico, de onde poderá admirar uma vista incrível.

  • Transporte de troncos na mina Agrupa Vicenta. Parque de Mineração de La Unión. Múrcia

    Parque de mineração de La Unión

    Finalmente, outra visita original, desta vez em Múrcia. Este Parque da Mineração tem um total de 50.000 metros quadrados e nele você pode ver em pessoa em que consistia a antiga indústria da mineração subterrânea dos séculos XIX e XX. O percurso começa com um trem mineiro e acaba na famosa mina Agrupa Vicenta: 4.000 metros quadrados de galerias, 80 metros de profundidade e um lago interno de águas avermelhadas. Sem dúvida, uma das minas visitáveis mais espetaculares da Europa.  

Descubra mais sobre...