Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Praticantes de trekking no Roteiro do rio Cares

Roteiro do Cares

none

O roteiro mais famoso dos Picos de Europa


Conhecida como a “Garganta Divina”, esta rota entre Caín (León, Castilla y León) e Poncebos (Astúrias) lhe permitirá caminhar no meio de montanhas que se elevam a mais de 2.000 metros sobre o fundo do imponente desfiladeiro escavado pelo rio Cares. Você vai contemplar picos míticos, passar por pontes que unem os dois lados da garganta, atravessar cerca de 70 túneis escavados na pedra e ser testemunha de um espetáculo natural impressionante.

História do roteiro

O roteiro do rio Cares sempre aparece nas listas das trilhas mais bonitas da Espanha. E, embora não seja um percurso exigente (exceto algum trecho com desnível), é conveniente ter em mente seu comprimento e planejar muito bem o trajeto.Você sabia que este profundo desfiladeiro não é obra apenas da força natural das águas do rio Cares? Também é o resultado de uma obra de engenharia que foi realizada nos primeiros anos do século XX para transportar a água à central hidrelétrica de Poncebos. Graças a isto, hoje é fácil fazer esta agradável caminhada sem se perder. Basta seguir o canal.Se você é um caminhante experiente, vai gostar de saber que o roteiro oficial (PR-PNP 3) realmente começa (ou termina) em Posada de Valdeón (León), e não em Caín, o que aumenta bastante o percurso (21 quilômetros só de ida). No entanto, este primeiro trecho caiu em desuso, e o mais frequente é começar em Caín.

Passarela no Roteiro do rio Cares

O que você vai encontrar

Na hora de começar a andar, a primeira coisa que você deve saber é que este percurso também pode ser feito no sentido contrário (começando em Astúrias). Em princípio, sair de Caín é mais fácil, já que se você começar em Poncebos, bem no início há um trecho de subida de dois quilômetros que é um pouco duro. Se você começar na província de León, este trecho será de descida.Mas se você é um autêntico aventureiro, veja aqui um resumo do que você pode encontrar no percurso completo. Saindo de Posada de Valdeón, você chegará até Cordiñanes, onde o vale começa a se estreitar. Uma vez passado este vilarejo, você vai ver o mirante do Tombo com a emblemática escultura de uma camurça, um símbolo dos Picos de Europa. Vai contemplar imensos bosques de faiais e, um pouco mais adiante, a ermida de Corona, onde dizem que foi coroado o rei Dom Pelayo. Também por esta zona fica o Chorco de los lobos, uma engenhosa armadilha que era usada antigamente para capturar estes animais.

Depois você vai chegar ao povoado de Caín, rodeado de montanhas de mais de 2.600 metros. Aqui termina a estrada e começa o trecho só para pedestres do roteiro do rio Cares (onde costumam começar/acabar a maioria dos excursionistas) e a verdadeira garganta natural.Você fará um fascinante percurso por estreitos túneis e grutas e poderá tirar fotos de recordação em lugares lindos do caminho, como Puente de Los Rebecos (ponte das camurças), com uma vista vertiginosa sobre o rio, a ponte de Bolín e a passarela dos Martínez (na fronteira entre Castilla y León e Astúrias). Em Los Collaos, o ponto mais alto do roteiro, começa a descida para Poncebos. Ao chegar, se tiver sorte você poderá ver o pico Urrielu (ou Naranjo de Bulnes) que, com suas paredes verticais de mais de 500 metros de altura, é um verdadeiro símbolo da escalada na Espanha.O melhor é apreciar tudo tranquilamente. Parando para comer, vendo árvores que crescem em lugares impossíveis, escutando o som da fauna... Este roteiro nunca decepciona.

Vista de excursionistas fazendo o Roteiro do rio Cares

Conselhos e recomendações

Como chegar ao Roteiro do rio Cares de carro

Vindo de Astúrias, através da AS-114 em direção a Cangas de Onís-Arenas de Cabrales (Las Arenas). Uma vez na zona urbana, desvie para a AS-264 rumo a Poncebos, onde você vai estacionar o carro e começar o caminho. Fica a pouco mais de uma hora e meia da cidade de Oviedo.

Se você começar o roteiro pelo sul (a umas duas horas de carro da cidade de León), pegue a estrada N-625 até Posada de Valdeón ou siga até Caín, onde há várias áreas de estacionamento.

Rio Cares passando por Posada de Valdeón. Picos de Europa, Astúrias

Tenha em mente

Apesar de ser um trajeto tecnicamente fácil, o terreno é irregular e é preciso calcular a extensão do percurso, principalmente se você pretende fazer ida e volta. É aconselhável madrugar e se organizar bem.

Se você só quer fazer a ida, alguns excursionistas (amigos ou familiares) trocam os carros nas duas pontas do caminho, e parte um grupo de cada lado. Tenha em mente que o trajeto por estrada de Poncebos a Caín tem mais de 100 quilômetros.

Existem táxis privados que podem levar você de volta, e inclusive há empresas que fazem este trajeto de 4x4, atravessando as paisagens dos Picos de Europa. Veja aqui algumas delas. 

Vá equipado com um bom calçado, capa de chuva e várias camadas de roupa, já que o tempo, mesmo no verão, pode ser muito instável.

Leve comida e água para improvisar um piquenique, pois não há nenhum lugar para comprar provisões no caminho.

Não é recomendável viajar com crianças menores de 12 anos.

Não é permitido fazer o roteiro de bicicleta. 

Quando fazer o roteiro

Embora possa ser feito em qualquer época do ano, é mais aconselhável viajar na primavera (com o degelo, as cachoeiras estão em todo o seu esplendor) ou no princípio do outono, evitando assim o frio do inverno e a temporada alta dos meses de verão, com mais movimento.

O que ver ao redor

Você estará em pleno Parque Nacional dos Picos de Europa, com uma infinidade de lugares interessantes, especialmente em Astúrias: Sotres (o povoado a maior altitude de Astúrias), Arenas de Cabrales (de onde você não pode ir embora se provar o famoso queijo local) ou os lagos de Covadonga (um pouco mais afastados, a aproximadamente uma hora de carro). Você também pode pegar o funicular que leva até o bonito povoado de Bulnes.

Vista do Naranjo de Bulnes, nos Picos de Europa, Astúrias

Gastronomia típica

Na zona sul do roteiro (Castilla y León), não pode faltar o delicioso queijo azul de Valdeón e os famosos embutidos de León. Em Astúrias, é muito conhecida a fabada e pratos como o cachopo (filés de carne bovina recheados com presunto cru e queijo).

O que fazer

O que mais você pode ver por perto