Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Vista da aldeia de Roblelacasa, em Guadalajara, Castilla-La Mancha

Turismo rural para desconectar: os povoados da Arquitetura Preta de Guadalajara

Guadalajara

Esta é uma proposta de desconexão para esquecer a pressa do dia a dia e o habitual ritmo acelerado. O destino é Guadalajara (em Castilla – La Mancha) para descobrir pequenos povoados muito tranquilos, que são populares por sua arquitetura tradicional. Esta se baseia no uso do xisto preto e dá às construções um original tom escuro que as mimetiza com o meio. É o Roteiro da Arquitetura Preta de Guadalajara, um percurso por lindas paisagens rurais em plena natureza. 

  • Pico Ocejón visto de El Espinar, em Guadalajara, Castilla-La Mancha

    Onde fica o Roteiro da Arquitetura Preta, e como chegar lá?

    Seus povoados ficam nas ladeiras do pico Ocejón, no noroeste da província de Guadalajara, e fazem parte do Parque Natural da Serra Norte de Guadalajara. Estão situados a cerca de 50 quilômetros da cidade de Guadalajara, perfeitamente comunicada por estrada e trem com Madri.

  • Detalhe de uma casa em Roblelacasa de Guadalajara, Castilla-La Mancha

    Quais são os povoados do Roteiro da Arquitetura Preta?

    Tamajón é considerado a porta de entrada do roteiro, e onde este se bifurca pelo lado oeste e o lado leste do pico Ocejón. Os vilarejos da ladeira leste são Retiendas, Campillejo, El Espinar, Roblelacasa, Campillo de Ranas, Robleluengo e Majaelrayo. Os povoados da ladeira oeste são Almiruete, Palancares e Valverde de los Arroyos. 

  • Mulher contemplando a paisagem nas aldeias pretas de Guadalajara, Castilla-La Mancha

    Quantos dias são recomendáveis para visitar o Roteiro da Arquitetura Preta?

    Você pode fazer este roteiro e visitar seus povoados em um dia, mas é aconselhável passar uma noite na área para curtir o clima rural e a tranquilidade. Cada um dos percursos (ladeira leste e ladeira oeste do monte Ocejón) tem uma extensão de cerca de 25 quilômetros. 

  • Palácio dos Duques de Medinaceli, em Cogolludo, Guadalajara (Castilla-La Mancha)

    O que fazer e o que ver no Roteiro da Arquitetura Preta?

    Acima de tudo, curtir a natureza e a tranquilidade. São vilarejos de apenas 200 habitantes em um lugar perfeito para fazer uma rota de trekking, tirar fotos incríveis e degustar a culinária popular. Bem pertinho há outras duas visitas muito recomendáveis: as evocadoras ruínas do mosteiro cisterciense de Bonaval e a pequena cidade de Cogolludo, onde se destacam a Plaza Mayor e o Palácio Ducal.

  • Detalhe de bollos preñaos

    O que comer no Roteiro da Arquitetura Preta?

    Cabrito ou cordeiro assados, caldeiradas, javali ensopado e perdiz em escabeche são alguns dos pratos mais populares e saborosos desta parte de Guadalajara. Em geral, as elaborações feitas com carne suína também são muito comuns, mesmo como lanche, como o “bollo preñao” (pão branco recheado de chouriço) típico de Tamajón. No outono, os cogumelos têm muito protagonismo. Na hora da sobremesa, lembre-se que o mel de La Alcarria (uma região muito próxima) é um dos mais demandados da Espanha e é o condimento diferenciador de sobremesas como as torrijas (rabanadas) caramelizadas e os bizcochos borrachos.