Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Praticantes de trekking contemplando a paisagem nos Pirineus catalães

Três montanhas catalãs para testar seus limites

Catalunha

Sem dúvida, um dos melhores planos para se sentir ativo é fazer uma pequena excursão ás montanhas com a família ou com amigos. Continue lendo para descobrir três roteiros de montanha para fazer a pé na Catalunha se o que você está procurando é testar seu limites. 

Montserrat, um santuário para vocêSituado entre as os municípios de El Bages, El Baix Llobregat e L'Anoia, o maciço de Montserrat é um dos lugares mais emblemáticos da Catalunha.Uma das melhores opções para conhecê-lo é fazer um roteiro circular até o cume Sant Jeroni, o mirante mais elevado da montanha, a uma vertiginosa altura de 1.236 metros. Outros cumes igualmente impressionantes são Els Ecos, El Cavall Bernat, Els Frares Encantats e Les Agulles. O roteiro começa no Mosteiro de Montserrat, onde você deverá subir até o pé do funicular. Quando você chegar, verá à sua direita as indicações do itinerário. Você vai caminhar no meio de azinhais, carvalhais, pinheiros, e poderá observar como o trekking, a escalada e a espeleologia são práticas frequentes na área. As cavernas do Salnitre, em Collbató, costumam estar entre as mais exploradas. 

 Mosteiro de Montserrat, situado entre os municípios de El Bages, El Baix Llobregat e L'Anoia.

Pedraforca, um amor duploSituada entre os municípios de Saldes e Gósol, no Berguedà, dentro do Parque Natural do Cadí-Moixeró, a montanha de Pedraforca não é uma tarefa fácil se comparada com Montserrat. Os roteiros são muitos e bem diferentes. Desde roteiros de natureza (rota do carbonero garrapinos) até passeios guiados (alguns duram até 5 dias, como o de Cavalls del Vent) e travessias de bicicleta ou a cavalo.Já de longe, a forma do Pedraforca vai surpreender você. Você verá com seus próprios olhos duas cristas paralelas que se erguem e se unem por uma garganta, “la enforcadura”. A mais alta é El Pollegó Superior (2.507 metros), e a mais baixa, El Pollegó Inferior (2.445 metros). Devido à sua singularidade, é uma paisagem declarada Área Natural de Interesse Nacional. Em seu interior você verá igrejas românicas espalhadas pela área, incríveis fortificações escondidas e até algumas “árvores monumentais”, que são árvores protegidas pelo governo da Catalunha devido à sua espécie, idade ou história. 

Pedraforca, no Parque Natural do Cadí-Moixeró, Catalunha.

Puigmal, uma viagem ao mais alto A montanha de Puigmal, que também pode ser chamada de Puigmal d’Er”, é um paraíso para o trekking com 2.911 metros de altura. É um dos cumes mais altos dos Pirineus orientais, na província de Girona, situado entre a Espanha e a França. Um dos roteiros mais fáceis que você pode escolher é o que começa em Fontalba. Um itinerário circular que sobe passando por prados verdejantes e lentamente faz desaparecer a vegetação até que surgem a serra do Cadí, as montanhas de Andorra e inclusive a Pica d'Estats. No topo há uma cruz de ferro forjado ao lado de uma placa com versos do reconhecido poeta espanhol Jacinto Verdaguer. A vista panorâmica é insuperável e indiscutível. A descida é feita através do vale de Nuria, pela Coma de l'Embut. Em pouco tempo você chegará a um magnífico santuário, e poderá se sentar na beira do grande lago que o rodeia. Aproveite o momento para descansar e recarregar as energias da viagem. 

Um dos cumes mais altos dos Pirineus orientais, na província de Girona, Catalunha.