Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Turista contemplando a lagoa de Uña no Parque Natural Serranía de Cuenca, em Castilla-La Mancha

Sete ideias para conhecer lugares maravilhosos de Castilla – La Mancha

Castela-La Mancha

Alguns dos lugares mais famosos desta região do interior da Espanha são a cidade de Toledo, as Casas Colgantes (casas suspensas) da cidade de Cuenca, e seus dois Parques Nacionais, o de Cabañeros e o de Tablas de Daimiel. Além disso, Castilla – La Mancha, uma das maiores regiões da Espanha, tem outras atrações turísticas talvez não tão conhecidas, mas certamente surpreendentes. Aqui vão sete ideias para que você planeje uma viagem diferente para Castilla - La Mancha:

  • 7Parque Natural Valle de Alcudia y Sierra Madrona

    Fica no sul da província de Ciudad Real. Com uma superfície de 150.000 hectares, dizem que é a mais completa representação do bosque mediterrâneo da Península Ibérica. É um dos parques naturais mais bonitos e desconhecidos da Espanha, e você vai adorá-lo se o que você quer é apreciar a natureza ainda em estado virgem.Não pode faltar uma visita à sua azinheira milenar (embaixo de sua copa poderiam se refugiar até 1.000 ovelhas), às suas áreas de origem vulcânica, como a lagoa de La Alberquilla, ou às suas micro-reservas de morcegos. Se você olhar para o céu (o parque conta com mais de 160 espécies de aves), talvez consiga ver a águia-imperial-ibérica ou o abutre-preto.

  •  Pessoa caminhando no Parque Natural Barranco del Río Dulce, em Guadalajara, Castilla-La Mancha

    7Parque Natural Barranco del Río Dulce

    Em Guadalajara você pode fazer esta escapada destinada principalmente aos amantes do trekking e do ciclismo. Este parque natural é o resultado de um processo geológico que durou séculos e terminou com a criação de cavernas, dolinas, cachoeiras...  Bosques de azinheiras e carvalhos se estendem ao longo de quilômetros, e em seus passeios (dependendo da época) você poderá observar águias-reais, abutres-fouveiros e falcões peregrinos sobrevoando a área. Existem diversos caminhos que você pode percorrer.Além disso, fica muito perto de Sigüenza, um lindo vilarejo de aspecto medieval com uma catedral do século XII que você pode visitar e um impressionante castelo que hoje funciona como hotel Parador de Turismo, onde você pode se hospedar.

  • Vista das lagoas de Ruidera, em Albacete (Castilla-La Mancha)

    7Parque Natural das Lagunas de Ruidera

    Entre Albacete e Ciudad Real fica este parque natural formado por 16 lagoas que se inundam umas às outras, criando várias cascatas e saltos de água que você vai adorar para tirar fotos. É um autêntico oásis dentro das paisagens desta região. O que você poderá fazer? Conhecer a cachoeira do Hundimiento, os castelos de Peñarroya e Rochafrida, ou fazer um passeio guiado a pé ou de canoa. Também existe a opção de praticar mergulho, caiaque, vela e, durante o verão, há várias áreas destinadas aos banhistas e à pesca esportiva. 

  • As Piedras Rojas (pedras vermelhas) no Parque Natural do Alto Tajo, em Guadalajara, Castilla-La Mancha

    7Parque Natural do Alto Tejo

    Este parque natural foi aderido à Carta Europeia de Turismo Sustentável, que promove aqueles espaços onde é possível realizar atividades turísticas de uma maneira respeitosa com o meio ambiente. Situado nas províncias de Guadalajara e Cuenca, forma a rede contínua de canyons e desfiladeiros mais extensa de Castilla – La Mancha. Dezenas de rios e afluentes percorrem as colinas, formando uma diversidade geológica e faunística única na Espanha. De fato, aqui vive 20% do total de espécies da flora ibérica.Além disso, sempre é recomendável percorrer algum dos 11 roteiros sinalizados oficiais a pé, de bicicleta ou de carro. Há vários centros de atenção para visitantes, distribuídos nos diversos pontos de acesso ao parque, como o de Dehesa de Corduente (em Zaorejas) e o de Sequereo de Orea (em Orea). 

  • 7Parque Natural de los Calares del Río Mundo y de la Sima

    Em uma zona montanhosa da região de Albacete fica este parque natural onde vivem 1.300 espécies de flora, muitas delas protegidas. O que você vai encontrar na sua visita? Mais de 85 cavernas, destacando-se a Cueva de Los Chorros, cujas cavidades de mais de 50 quilômetros ainda estão sendo exploradas pelos espeleólogos. É aqui onde nasce o rio Mundo, formando uma espetacular cachoeira de mais de 80 metros que cai sobre uma paisagem de cascatas e poças. Nos arredores há vários vilarejos e povoados com muito charme: Riópar, Yeste, Cotillas, Villaverde del Guadalimar e Molinicos.

  • Vista da Ciudad Encantada, em Cuenca (Castilla-La Mancha)

    7Parque Natural Serranía de Cuenca

    A experiência de caminhar por este espaço natural de 74.000 hectares é maravilhosa. Especialmente se você estiver viajando com a família, existe uma região que vocês vão adorar: a conhecida como “Ciudad Encantada”, uma paisagem que se originou há mais de 90 milhões de anos e onde a rocha formou figuras “mágicas” que parecem imitar formas de animais, objetos, pessoas...Além disso, vocês também podem visitar o parque cinegético El Hosquillo (onde são realizadas atividades de preservação de espécies como o urso e o lobo ibérico), a lagoa de Uña, o nascimento do rio Júcar, a lagoa do Tobar (sua água é três vezes mais salina do que a água do mar) ou o impressionante mirante do “Ventano del Diablo”. Prepare sua câmera e deixe-se maravilhar. 

  • Detalhe dos moinhos de vento de Consuegra, em Toledo (Castilla-La Mancha)

    7Moinhos de vento

    Os famosos “gigantes” mencionados por Miguel de Cervantes em sua mítica obra “O engenhoso fidalgo Dom Quixote de La Mancha” para falar dos moinhos de vento se tornaram um dos grandes símbolos de Castilla – La Mancha, superando até as catedrais e castelos desta região.Eles ficam em várias áreas: Alcázar de San Juan, Consuegra, Campo de Criptana… Sua silhueta recortada contra o horizonte é maravilhosa. Alguns deles estão abertos ao público e inclusive conservam a estrutura e maquinaria originais do século XVI.

Descubra mais sobre...