Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Guisado de galinha

Cozinha de Aragón

Aragão

Aragão

Aragón, a cozinha em evolução

A Comunidade Autônoma de Aragón possui um rico patrimônio gastronômico, herança dos diferentes povos que passaram por ela. Seus símbolos de identidade se caracterizam pelo produto oferecido pela terra e sua posterior transformação, dando lugar ao que hoje é conhecido como receitário clássico. A grande diferenciação geográfica desta comunidade faz com que surjam produtos de grande qualidade e tão variados como a própria orografia do terreno. Assim, a cozinha aragonesa baseia-se em guisados populares que variam em função da região onde são elaborados. Uma cozinha que, nestes momentos, está em fase de renovação das receitas tradicionais, embora mantenha a honestidade e personalidade que sempre a caracterizaram. Na horta aragonesa pode ser encontrada uma grande variedade de excelentes frutas, verduras e legumes, dos quais é preciso destacar o cardo e a borragem, cada vez mais valorizada e presente nos cardápios dos restaurantes de qualidade; feijões, cebolas de Fuentes, aspargos da ribeira do Ebro, ou os excelentes azeites de oliva do Bajo Aragón, onde se destaca a qualidade da azeitona com que são elaborados. Da mesma horta aragonesa saem excelentes frutas que são admiradas no resto da península ibérica: peras, maçãs, cerejas, ameixas, pêssegos com D.O. de Calanda e, recentemente, morangos cultivados que não têm nada a invejar dos melhores morangos silvestres.

Cozinha atualizada

A Comunidade Autônoma de Aragón é uma terra de pratos contundentes e cheios de aromas e sabores, nos quais com frequência o produto estrela é a carne, especialmente de cordeiro. É muito popular o ternasco com D.O. (a palavra provém de tierno, que significa macio, e faz referência ao cordeiro mamão), que foi exportado a outras comunidades autônomas, ou o frango, que outrora estava destinado aos dias de festa e com o qual uma antiga tradição deu lugar a um admirado prato aragonês: o frango ao chilindrón (pode ser substituído por cordeiro), preparado com cebola, tomate e pimentão vermelho. Também não se esqueça dos magníficos embutidos e carnes curadas, como o presunto cru de Teruel, o arbiello e as longanizas (linguiças) de Aragón. É preciso ter muito presente um produto que só pode ser encontrado nestas terras: o fardel, de Calatayud e Daroca. O coelho e a lebre guisada em seu próprio sangue (civet), a perdiz, o cervo, o corço e o javali são excelentes exemplos da cozinha de caça.

Diversidade de oferta

Mas nem toda a cozinha de Aragón se baseia na carne. Nesta região também têm um lugar destacado os pratos preparados a partir de ingredientes originários da fauna dos rios. A truta, as enguias e até a rã podem ser protagonistas de receitas concisas, naturais e bem condimentadas. O pão é outro elemento básico desta cozinha, adotando inúmeras formas e nomes próprios ao longo das diferentes regiões da comunidade.As frutas costumam coroar uma boa refeição, mas também vale a pena provar a excelente confeitaria tradicional e própria. A castanha é um elemento que costuma ser utilizado para a elaboração dos doces, e a amêndoa é usada no guirlache, um excelente torrone de amêndoa e açúcar caramelizado. As magdalenas (muffins) são típicas em toda a região, e as frutas dão lugar a uma sobremesa típica: as frutas de Aragón (pedaços de frutas cristalizadas cobertos de chocolate). Almojábanas, tortas de alma, trenza de Almudévar e muitas outras preparações fazem as delícias dos mais gulosos nesta terra.

Cozinha regional de Aragón

Ternasco de Aragón. Esse é o prato estrela do Natal aragonês. Um assado de carne de cordeiro jovem com um sabor suave. Nas sobremesas, o guirlache é a elaboração estelar (é o torrone típico aragonês, que combina amêndoas, anis e caramelo), e também são muito demandados os dobladillos rellenos (um tipo de empadinha). Em geral, durante todas as festas, os guisados com cardo e as elaborações com amêndoas são abundantes.

O que fazer

Outras receitas que podem lhe interessar