Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Baeza (Jaén, Andaluzia)

Baeza

Renascimento, tranquilidade e azeite de oliva

Jaén

Baeza fica na província de Jaén, terra de um dos melhores azeites de oliva do mundo.

A cidade se ergue entre um extenso mar de oliveiras e em suas ruas de pedra ficam alguns dos edifícios renascentistas melhor conservados da Europa. Seu conjunto monumental foi declarado Patrimônio Mundial junto ao de sua vizinha Úbeda. Uma visita imprescindível que o transportará a outra época.

Monumentos na pausa e no silêncio

Baeza é um lugar tranquilo. Desses lugares onde o silêncio permite ouvir o vento soprar e suas ruas de pedra mudam até o som das pisadas. Está rodeada por uma extensa planície de oliveiras e seu labirinto de ruas leva a um centro histórico que conserva uma arquitetura com séculos de história. Casas brasonadas, igrejas, palácios e praças entre casas brancas baixas e becos amuralhados.As praças de Santa María, de Santa Cruz e do Pópulo definem bem Baeza. Três espaços que convidam a fazer uma pausa e oferecem visitas como a Catedral ou o Seminário de San Felipe Neri, na praça de Santa María; o Palácio de Jabalquinto, a antiga Universidade e a igreja de Santa Cruz, na praça de Santa Cruz; e a fonte dos Leões ou o arco de Villalar, na praça do Pópulo. Entre as três praças há uma distância de apenas dez minutos a pé.

Destino gastronômico e... poético

O azeite de oliva virgem extra é o produto estrela na cozinha de Baeza e você poderá saboreá-lo em praticamente todas as refeições. Destaca-se em preparações como o lomo de orza e o bacalhau à moda baezana, ou em pratos de colher como os ensopados, o “cocido mareado” e os “andrajos”. Se você quer saborear uma pequena iguaria muito popular na região, experimente o ochío (um pão de azeite de oliva que pode ser doce ou salgado). O azeite de oliva é um sabor frequente até nos sorvetes de Baeza. Para aprender mais sobre o azeite de oliva e as oliveiras, é recomendável visitar o Museu da Cultura da Oliveira de Baeza.Baeza tem ainda outras agradáveis surpresas. Por exemplo, foi o primeiro ponto de encontro entre dois dos grandes poetas da literatura espanhola: Antonio Machado e Federico García Lorca. O primeiro era professor na antiga Universidade de Baeza, e hoje a sala de aula em que dava suas classes é visitável e conserva o mobiliário da época. Durante sua estadia, publicou suas “Poesias completas” e conheceu um jovem Lorca que viajou a Baeza como estudante.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Informações práticas

Como chegar - Informações de transportes


Selecione o meio de transporte para ver como chegar e como se deslocar no destino.

Como chegar em avião

Como chegar em trem

  • A estação ferroviária Linares-Baeza situa-se a cerca de 15 quilômetros de Baeza.

  • Oferece conexões diretas com Madri (a partir de 3h 15 min.), Sevilha (cerca de 2h 45 min.) e Málaga (cerca de 2h 40 min.), entre outros destinos.

  • Para chegar da estação até Baeza você pode pegar um ônibus direto (trajeto de aproximadamente 25 minutos) ou ir através de Úbeda (trajeto de aproximadamente uma hora).

  • A estação de AVE de Córdoba fica a cerca de 150 quilômetros.

  • Reserva de passagens

Como chegar em ônibus

  • A estação rodoviária fica a apenas um quilômetro da praça de Santa María, junto ao centro histórico da cidade.

  • Tem conexões diretas com destinos como Úbeda (trajeto de aproximadamente 15 minutos), Granada (trajeto de aproximadamente 1h 30 min.), Málaga (trajeto de aproximadamente 3h 30 min.) e Madri (pouco menos de 4 horas), entre outros.

  • Mais informações

Como chegar por estrada

  • De Madri, pela estrada A-4 e conexão com a A-32.

  • De Sevilha, pela estrada A-4 e conexão com a A-32.

  • De Málaga, pelas estradas A-92 e A-44.

Como se deslocar em ônibus

  • Há uma linha de ônibus que percorre Baeza, mas só é recomendável para visitar a cidade fora do seu centro histórico.

  • Funciona entre as 8h e as 20h30, aproximadamente.

Como se deslocar em outros meios de transporte

  • A melhor forma de conhecer o centro histórico é a pé.

  • Os táxis em Baeza são brancos com uma faixa diagonal roxa na porta. Existem duas paradas de táxi: uma na estação rodoviária e outra na Praça da Espanha.

  • A cidade pode ser percorrida de bicicleta sem problemas, mas tenha em conta que há alguns declives importantes e a maioria das ruas são de pedra. Existe uma ciclovia de cerca de 8,5 quilômetros que liga Baeza com Úbeda, muito recomendável se você gosta de andar de bicicleta.