Atualidade COVID-19

Conselhos para viajar com segurança
Museu Guggenheim de Bilbau

Bilbau em dois dias

Bizkaia

Bilbau em dois dias

Se você quer fazer uma escapada de dois dias e para conhecer uma das cidades mais vanguardistas da Espanha, Bilbau é o seu lugar. Mesmo se você só tiver 48 horas, garantimos que terá tempo para ver desde os edifícios mais inovadores de diferentes arquitetos internacionais, como o Guggenheim, até os monumentos do centro antigo. Além disso, você vai poder provar uma das culinárias mais deliciosas do país. Você já ouviu falar dos “pintxos”?

Primeiro dia

Você pode dedicar o primeiro dia a conhecer Bilbau de duas perspectivas: a cidade vista de cima e a Bilbau mais moderna, com ícones como o Museu Guggenheim e o Palácio Euskalduna. Você vai viver um dia completíssimo.

Deslocamento: A pé / Duração: 1 dia

Plaza Nueva, em Bilbau

Uma manhã “vista de cima”

Um dos melhores lugares para começar o dia em Bilbau? Sem dúvida, tomando café da manhã no mítico Café Iruña, junto aos jardins de Albia. Aberto desde 1903, é uma verdadeira referência para bilbaínos e visitantes. A menos de 10 minutos, cruzando a ria de Bilbau, você verá o elegante Ayuntamiento (prefeitura) bem na margem, e provavelmente será o momento de fazer a primeira foto da viagem. Depois, um pequeno passeio o levará até o funicular de Artxanda, que une a zona do Campo Volantín com o monte Artxanda. É recomendável apanhá-lo para ter uma vista fantástica de Bilbau.Uma vez abaixo, atravesse um dos primeiros exemplos de arquitetura moderna que você vai encontrar: a Ponte Zubizuri (do arquiteto Santiago Calatrava) para contemplar ao fundo as torres do arquiteto japonês Isozaki Atea.Um tranquilo passeio seguindo a ria o levará até o que certamente será o ponto alto de sua viagem: o Museu Guggenheim Bilbau.

Prefeitura de Bilbao

Museu Guggenheim e a hora do almoço

Na entrada do museu, a primeira coisa que você verá será a escultura de uma aranha de nove metros de altura chamada Mamá, de Bourgeois. Ainda mais surpreendente é o próprio museu, feito à base de 33.000 chapas curvilíneas de titânio projetadas por Frank Gehry com a ajuda de um avançado software da indústria aeroespacial, que se tornou o símbolo da cidade. Outra surpresa também no exterior do edifício é Puppy, um enorme cachorro criado por Jeff Koons feito à base de aço e flores.Conforme você disponha ou não de tempo, é uma boa ideia conhecer o interior do museu para ver suas exposições permanentes e temporárias dedicadas à arte contemporânea e até mesmo almoçar ali.

Interior e exterior do museu Guggenheim

Tarde no Palácio Euskalduna e Azkuna Zentroa

Depois do almoço, se você atravessar uma das últimas pontes construídas em Bilbau, a de Pedro Arrupe, poderá dar uma olhada na Universidade de Deusto. Atravessando de volta, desta vez pela ponte de Deusto e caminhando pela avenida Abandoibarra, você chegará a outro símbolo importante da arquitetura contemporânea: o Palácio Euskalduna, que acolhe vários tipos de espetáculos e exposições.Após o almoço e para continuar a tarde caminhando tranquilamente, o melhor é adentrar-se pela zona do Ensanche por ruas como Sabino Arana, Rodríguez Arias ou Alameda Urquijo. Assim você chegará até o majestoso edifício da Alhóndiga (Azkuna Zentroa). Este antigo armazém de vinhos foi recuperado por Philippe Starck e hoje em dia é um polifacético centro cultural que conta com sala de exposições, cinemas, um design corner e um restaurante onde você pode jantar e, se for verão, tomar algo no terraço em um ambiente chill out. Não foi um dia completíssimo?

Palácio Euskalduna, em Bilbau
Visitas imprescindíveis

O que ver


Segundo dia

Hoje é dia de combinar a área do Ensanche com a Bilbau mais tradicional concentrada no centro antigo. Vamos descobrir as famosas “7 calles” e provar os pintxos mais saborosos. Você está preparado?

Deslocamento: A pé / Duração: 1 dia

Mercado de la Ribera, em Bilbau

Manhã na Basílica de Begoña

Se você se levantar com bastante tempo, é recomendável começar o dia em um ponto um pouco mais afastado e que domina a cidade de cima, que vale a pena conhecer: a Basílica de Begoña, um dos símbolos de Bilbau e um santuário onde é venerada a Virgen de la Begoña, muito associada ao mar. Você sabia que desde o Séc. XVI muitos barcos bilbaínos foram batizados de “Begoña”, ou que os marinheiros fazem uma saudação ao santuário quando o avistam ao subir a ria?Para chegar de lá até o centro antigo, você pode ir caminhando e descer pelas escadas de Mallona até a praça de Unamuno. Se for domingo, você pode ir antes ao Parque del Arenal, onde montam um bonito mercado de flores cujas cores e cheiros invadem tudo. Além disso, a mesma praça de Unamuno é um bom lugar para tomar um café e curtir o agito.

‘Pintxos’ em Bilbau

O caráter mais tradicional de Bilbau

Agora o melhor é que você se “perca” pelas ruelas empedradas do centro histórico da cidade, mais concretamente pela área conhecida como “las 7 calles”: as vias paralelas que começam em Somera. Ao longo delas e de seus arredores, você pode visitar, por exemplo, o mercado de la Ribera, um dos maiores mercados cobertos de toda a Europa. Trata-se de um lugar muito especial, porque além de postos tradicionais de produtos frescos, existem bares-restaurantes com uma cuidadosa seleção de pintxos (se você ainda não tinha provado estas deliciosas obras culinárias em miniaturas típicas do País Basco... chegou o momento!) Mais pontos interessantes que você encontrará por esta região. A igreja de San Antón, a catedral de Santiago ou o edifício da Bolsa. Aliás, junto a este edifício você pode ver uma estrela no solo: ela marca o único lugar das 7 ruas de onde é possível ver a basílica de Begoña.Uma vez aqui, se você ainda não almoçou em algum local próximo, recomendamos que você vá andando até a Plaza Nueva. Se for domingo, você terá a sorte de assistir ao seu mercado semanal, com pais e filhos procurando e trocando todos os tipos de objetos e antiguidades. Além disso, há diversos locais com oferta de pintxos em seus balcões. E se você acompanhá-los com o vinho da terra, o txacoli, melhor!

Ria de Bilbau

Tarde de despedida

Já nos restam poucas horas na cidade, mas vamos tentar aproveitar o tempo. A menos de cinco minutos da Plaza Nueva, podemos ir caminhando tranquilamente até o teatro Arriaga, um belíssimo edifício inspirado na Ópera de Paris. Se reservamos entrada para alguma obra, é uma boa maneira de nos despedirmos do dia.Se não, podemos dedicar a tarde a cruzar novamente a zona do Ensanche rumo à Plaza Circular. Daqui, seguindo a Gran Vía de Don Diego López de Haro, encontraremos várias lojas para fazer compras, o palácio da Diputación Foral ou as originais entradas do metrô, apelidadas carinhosamente de “fosteritos”, já que foram projetadas por Norman Foster. Não muito longe, seguindo pela Calle Elcano, a tarde também pode acabar visitando a completíssima coleção do Museu de Belas Artes de Bilbau ou descansando junto a um lago no parque de Doña Casilda Iturrizar.

Teatro Arriaga, em Bilbau
Visitas imprescindíveis

O que ver


Conselhos e recomendações

Proposta: 48 horas muito intensas em Bilbau. No entanto, caso você tenha mais dias de férias, gostaríamos de lhe recomendar outros três planos. O primeiro, navegar pelas águas do rio Nervión (você sabia que existe até uma experiência de Nautic Gourmet)?

O segundo, ir até Portugalete (a menos de 10 quilômetros) até a Ponte Suspensa de Bizkaia, declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e obra do discípulo do criador da Torre Eiffel. E por último, a terceira excursão que lhe sugerimos, principalmente se for verão, é que você dê um mergulho nas praias de Getxo, a cerca de 20 minutos de Bilbau.

Descubra mais sobre...
O que fazer

Planos para inspirar-se