Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Turista perto da Catedral, na Ciutat Vella de Valência

Por que Valência é um destino que vai muito além da praia?

Valencia-València

Quando você vier a “la terreta” — como é conhecida popularmente a cidade de Valência— ficará maravilhado com a quantidade de coisas para fazer e lugares para descobrir na capital da Comunidade Valenciana. Neste cantinho do Mediterrâneo, respira-se muito mais que o ar marinho: design, culinária, cultura e tradição serão os elementos fundamentais para que a sua viagem seja inesquecível. 

Seu passeio pode começar pela Ciutat Vella para conhecer o lado mais histórico da cidade, onde você viajará 20 séculos no passado. Na Catedral, de estilo gótico, está guardado o Cálice Sagrado. Acredita-se que é o Santo Graal usado por Jesus na última ceia, segundo constatam alguns estudos e documentos. Sem dúvida, é um monumento arquitetônico que merece ser visto tanto por fora quanto por dentro. Na parte de fora, você verá o campanário, que é conhecido como el Miguelete, já que o sino maior foi batizado no dia de São Miguel. Quando estiver dentro, olhe para todos os lados, mas, acima de tudo, levante a vista para contemplar os afrescos. São considerados alguns dos mais importantes do primeiro Renascimento espanhol, e tinham permanecido ocultos até alguns anos atrás. E se você ficar com vontade de ver mais, visite a Igreja de San Nicolás de Bari, apelidada como a Capela Sistina valenciana. 

Acima: vista da Catedral de Valência / Abaixo: afrescos do primeiro Renascimento espanhol dentro da Catedral de Valência ©goga18128

Outros lugares que você pode incluir no seu roteiro são a Lonja de la Seda, que foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e, após ser construída no século XV, viveu o Século de Ouro do comércio valenciano. De lá você pode ir até a Igreja dos Santos Juanes, ou dirigir-se ao Mercado Central para comer algumas tapas e passear pelos seus 8.000 metros quadrados de arquitetura modernista. Enquanto estiver andando pelo centro da cidade, você também passará pelo bairro do Carmen. Atualmente é considerado um dos mais boêmios, mas também é um dos maiores bairros medievais da Europa, onde você cruzará com as Torres de Serranos - antigamente de caráter defensivo, mas utilizadas também como arco do triunfo - e as de Quart, antigas portas medievais que faziam parte da muralha. E o que mais você pode encontrar neste bairro? Uma grande variedade de espaços artísticos e culturais, como o Instituto Valenciano de Arte Moderna (IVAM) e o Museu Valencià de la Il·lustració i de la Modernitat (MuVIM).

Acima:  interior do Mercado Central ©Madrugada Verde / Abaixo: Lonja de la Seda ©Kemal-Taner

Está procurando um lugar para fazer compras e experimentar pratos de todos os tipos? Nas zonas de Ruzafa e do Ensanche, você encontrará os lugares que estão mais na moda, e poderá se perder pelas suas ruas, lojas e locais enquanto mergulha de cabeça na arte, cultura e culinária. Todos estes elementos tornaram Valência a capital mundial do design em 2022.Mas se tem algo que não pode faltar na sua viagem para Valência, é uma boa paella. Você pode degustar este prato por toda a cidade, mas sem dúvida, em frente ao mar é uma experiência única que deixará uma ótima lembrança. Por último, antes de retornar, você precisa parar na Cidade das Artes e das Ciências. Está situada junto ao rio Turia, este lugar com um jardim de 9 quilômetros, e se tronou um enorme espaço verde onde você pode praticar esportes e passear, além de conhecer um lugar que é referência em arquitetura, ciência e tecnologia. Ainda lhe faltam motivos para vir conhecer Valência fora da areia? 

Acima: edifício característico no Ensanche do bairro de Ruzafa ©Joaquin Corbalan / Abaixo: Cidade das Artes e das Ciências
Descubra mais sobre...