Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Centro histórico de Valência

Maneiras diferentes de conhecer Valência

Valencia-València

Visitas guiadas originais pela cidade mediterrânea e seus arredores


Valência é uma cidade onde vale a pena parar para conhecer cada detalhe e descobrir aqueles lugares que não são vistos numa primeira viagem. Sempre é bom visitar sua famosa Cidade das Artes e das Ciências ou subir na Torre do Miguelete. Mas para vivê-la plenamente, o melhor é parar para curtir o clima em cada praça ensolarada ou em seus mercados, descobrir as lendas que seus monumentos ocultam, conhecer bairros que ressurgem, como o do Cabanyal, ou comprovar como a luz do Mediterrâneo envolve tudo em La Albufera. Se você procura atividades atraentes e diferentes que lhe permitam se aproximar da cidade de outro modo, anote as seguintes visitas.

Conhecer o passado de Valência como Cidade da Seda

Viaje por um momento à época situada entre os séculos XIV e XVIII, quando o comércio da seda era fundamental para esta cidade. Seguir as pegadas desse passado é possível graças a um itinerário guiado que leva o visitante a lugares fascinantes como a Lonja de la Seda (mercado da seda), um dos edifícios mais bonitos de Valência que vai impressionar você com suas 15 abóbadas em cruzaria e suas colunas que se abrem como palmeiras. Este roteiro também faz paradas no Museu da Seda, no bairro de Velluters onde trabalhava o grêmio de sedeiros, e em uma loja de indumentária tradicional valenciana.

Lonja de la Seda, Valência

Perseguindo o Santo Graal

Nem todo mundo sabe que o mito do Santo Cálice da Última Ceia de Jesus está relacionado com Valência. Dizem que esta relíquia, unida à história dos templários ou a lendas como a do Rei Artur, foi trasportada pela Espanha até acabar na Catedral de Valência, no século XV. Hoje, a Rota do Graal propõe visitar vários edifícios religiosos importantes da cidade, como a Igreja de San Nicolás (com afrescos tão impressionantes que é conhecida como a “Capela Sistina Valenciana”) ou a própria Catedral e sua Capela do Santo Cálice.

Catedral de Valência

Degustação de vinhos valencianos

Os vinhos valencianos estão adquirindo cada vez mais prestígio. Por isso, em uma viagem à cidade, além de provar receitas emblemáticas como a paella, é aconselhável acompanhar os pratos com algum vinho com Denominação de Origem própria. Por exemplo, um branco do Alto Turia e da Serranía, ou um tinto de Requena, Utiel e Campo de Liria. Também é muito popular entre os valencianos a mistela (mosto com álcool) para acompanhar as sobremesas, e o coquetel conhecido como Água de Valência. Se, em vez de fazê-lo por sua conta, você prefere fazer uma degustação acompanhado por um guia gastronômico, você pode fazer uma visita guiada que inclui degustação de vinhos valencianos e de tapas em tabernas do centro histórico. Outra opção interessante: subir no Bus del Vino (ônibus do vinho) e fazer uma visita guiada para conhecer duas vinícolas em Requena-Utiel. Requena também oferece outra original combinação: rafting e enoturismo.

Degustação de vinhos

Las Fallas: a festa mais emblemática de Valência durante todo o ano

Valência não pode ser concebida sem sua festa mais famosa: Las Fallas. Embora seu dia mais importante seja 19 de março, qualquer momento do ano é bom para descobrir mais sobre a história desta celebração na qual são queimadas gigantescas figuras de papelão, os ninots. Durante sua visita a Valência, você pode ver a varanda da Prefeitura, onde a “fallera mayor” anuncia o começo da “mascletà” (queima de fogos); ou impregnar-se da arte “fallera” nos dois museus dedicados a estes populares monumentos de papelão: o Museu Fallero, que guarda os ninots que são indultados do fogo por votação popular desde 1934, além de cartazes de Fallas e fotografias; e o Museu do Artista Fallero, uma boa mostra do trabalho realizado pelos agremiados, tanto no terreno profissional das Fallas como em outros âmbitos.

“Las Fallas” de Valência

Um dia na horta valenciana

Uma das paisagens que despertam mais orgulho nos valencianos é a da sua horta. Para experimentar como os agricultores continuam trabalhando neste espaço, você pode fazer alguma atividade original, como passear numa charrete a cavalo pela horta, colher verduras que depois você poderá cozinhar, ou visitar um museu para ver como eram as ferramentas usadas para o plantio no século XIX. A oferta de roteiros pela horta de Valência é extensa: desde passeios temáticos em torno da agricultura ecológica até degustações ou um percurso literário pelas paisagens da obra do escritor valenciano Vicent Andrés Estellés. Existe até um Roteiro da Orchata que levará você pelo coração da horta para ver um autêntico secadouro de chufas e acabar com uma degustação de orchata e de doces típicos (fartons) em uma orchataria original no meio da horta.

Campos de orchata na horta valenciana

Conhecendo o parque natural de La Albufera

A cerca de 20 quilômetros do centro da cidade, este lindo espaço natural espera pelo viajante. Aproveitando que se trata de um dos maiores lagos da Espanha, uma boa ideia pode ser fazer um passeio de barca tradicional, conhecida como albuferenc. E melhor se for no fim de tarde, porque o pôr do sol acrescenta tons avermelhados que são um presente para os olhos. Para comer, é recomendável a beira do parque, na zona de El Palmar, onde os restaurantes são conhecidos pelos próprios valencianos por preparar excelentes paellas ou pelo all i pebre cozido com enguias do lago. Dentro do próprio parque, também existe a Rota do Arroz para aprender um pouco mais sobre seu cultivo e até assistir a um workshop prático para aprender a preparar a autêntica paella na lenha.

Final de tarde no Parque Natural de La Albufera

Cabanyal, um antigo vilarejo de pescadores reinventado

Se você prefere ficar na cidade de Valência mas quer se deixar levar pela atmosfera de um antigo povoado de pescadores, é recomendável ir ao Cabanyal, um bairro que está cada vez mais na moda. Lá estão sendo reutilizados pavilhões industriais para criar espaços culturais, cada vez surgem mais propostas gastronômicas e parece que o autêntico espírito mediterrâneo ainda é conservado. Você pode descobrir a história e o patrimônio deste Conjunto Histórico Protegido, com casas que mantêm a arquitetura do século XIX, através de um roteiro a pé com guias experientes.  Não é por nada que este bairro histórico serviu de inspiração para artistas como Sorolla...

Imagens do bairro do Cabanyal

Excursões agriculturais

Esta última proposta é uma boa ideia para o viajante que dispõe de mais dias e deseja fazer alguma excursão perto de Valência e provar os sabores da região. E não existe melhor maneira para conhecer os produtos típicos da Comunidade Valenciana do que viajar aos lugares onde eles são cultivados. As excursões agriculturais que você pode reservar o levarão a Sueca e seus campos de arroz, Relleu e suas amendoeiras, Planes e Alcoy e suas cerejas, Alboraya e sua orchata, Ayora e Cofrentes e seu mel, Onteniente e seus caquis, Villareal e seus cítricos, Viver e Vilafamés e seu azeite de oliva... Boas ideias para ficar com um bom sabor na boca e com a mala cheia.

Campos com plantações na horta de Valência
Descubra mais sobre...