Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Via Verde, bicicleta

Chegar a Santiago de bicicleta

A Coruña

Atravessar de bicicleta o espetacular território espanhol e viver uma experiência cultural e pessoal inesquecível. Trata-se da versão ciclística do Caminho de Santiago, uma aventura especialmente recomendada para amantes do cicloturismo, mas também ideal para viajantes que persigam um desafio diferente em todos os sentidos: esportivo, de conhecimento individual e intercultural.

Talvez uma das maiores atrações desta peregrinação para Santiago de Compostela (Galícia), Patrimônio da Humanidade da UNESCO desde 1993, seja a possibilidade de escolher o próprio ritmo de pedalada. Descobrir os territórios da Espanha que o Caminho atravessa, sozinho ou compartilhando sensações com visitantes do mundo inteiro; conhecer a essência dos costumes, festas e gastronomia locais; concentrar-se na convivência com a natureza e o patrimônio monumental e uma infinidade de contrastes. Você imagina a sensação de passar dos cumes dos Pirineus aos campos planos de Castilla? Aqui vai uma ajuda para que você faça uma ideia!

Roteiro e ritmo à sua escolha

A realização do Caminho de Santiago envolve um planejamento prévio para o qual será fundamental ter em conta sua forma física e o treinamento requerido. Uma recomendação padrão para todos aqueles pouco habituados ao exercício intenso sobre a bicicleta é realizar uma média de 50 quilômetros por dia. A este ritmo é possível completar um dos itinerários mais populares, o Caminho Francês, em duas semanas. Existe a possibilidade de realizar só uma parte do percurso, já que para obter a ‘Compostela’ –documento que certifica a realização do Caminho- ao chegar à praça do Obradoiro, basta demonstrar ter completado 200 quilômetros.

Ciclistas em uma via verde

Antes de começar a aventura, é importante ter a credencial. Trata-se de um documento para ir validando cada trecho do caminho completado com seu correspondente carimbo, normalmente ao chegar aos albergues ou paróquias. Poderá ser feito com uma credencial tanto nas Associações de Amigos do Caminho de Santiago, na Espanha e no exterior, como nos escritórios de turismo.

Bagagem leve

Este exercício de superação pessoal que é fazer o Caminho de Santiago implica ter muito claro que a verdadeira bagagem é você e a motivação e alegria que você tem por realizar o caminho compostelano sobre duas rodas. Na hora de carregar os alforjes, é conveniente limitar-se ao imprescindível. É importante contar com peças sobressalentes para a bicicleta, além de capacete e colete refletivo para os trechos por estrada. Saco de dormir, utensílios de banho, proteção solar, alguma peça impermeável, documentação, um guia... são outros elementos obrigatórios na sua mochila.

Ciclista em um caminho

Truques de ‘bicigrino’

Optar pela bicicleta –tanto própria como alugada- como meio de transporte principal da sua viagem é a garantia de férias saudáveis e sustentáveis. Além disso, a essência cultural, gastronômica, paisagística e monumental da Espanha, onipresente em cada um dos itinerários do Caminho de Santiago, é a base desta experiência tão autêntica e fora do comum.Abril, maio, junho e setembro são os meses mais adequados para viver este desafio ciclístico. Em julho e agosto é melhor evitar o exercício durante as horas centrais do dia, normalmente de 12 a 18 h, quando as temperaturas são mais altas.É importante saber que existem albergues e outros tipos de acomodações adaptadas às necessidades específicas dos peregrinos que realizam o Caminho de bicicleta.Os roteiros compostelanos contam com uma sinalização completa, e concretamente o Caminho Francês, que parte de Roncesvalles, tem uma vantagem a mais: a pouca distância entre os povoados.Para aqueles que optarem por chegar à meta -as portas da catedral de Santiago- sobre o selim de sua própria bicicleta, é conveniente saber que existe um serviço de transporte especial para enviar de volta para casa sua inseparável companheira de viagem.Você se atreve a se tornar um ‘bicigrino’?

Sinal para bicicletas