Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Paisagem de outono no Vale de Ambroz, Extremadura

Outono na natureza

none

É fácil encontrar verdadeiros paraísos naturais no outono na Espanha. Talvez a única dificuldade seja escolher um entre tantos lugares maravilhosos espalhados por todo seu território. As paisagens de litoral mais próprias do verão cedem passagem a esbeltas montanhas, vastos vinhedos, vales onde o tempo parece parar, e bosques envolvidos em uma atmosfera de paz absoluta. A seguir, alguns lugares irresistíveis e um tanto desconhecidos para iniciar um diálogo direto com a natureza, sem intermediários.

  • Bosque no outono no Vale de Ambroz, Extremadura

    Vale de Ambroz, Cáceres

    Assistir a um ‘Outono mágico’ pelo menos uma vez na vida. Sim, no impressionante Vale de Ambroz, em Cáceres (Extremadura) é realizado este evento cultural, com programações originais e diferentes cada ano. Observação de aves de todos os tipos, atividades aquáticas, trekking no meio dos azinhais, castanheiros e pinhais ou em suas zonas de alta montanha são opções do dia a dia, em um lugar ideal para se esquecer das preocupações. Você sabia que, além disso, foi escolhido pela Comissão Europeia como um Destino Europeu de Excelência (EDEN) em 2019? 

  • Cascata de Trinidad no Parque Natural do Mosteiro de Piedra, Aragón

    Mosteiro de Piedra, em Nuévalos (Zaragoza)

    Cascatas e quedas d’água espetaculares, frondosos bosques, grutas e galerias rochosas que oferecem ângulos de visão incríveis dos lagos que passam por seus fundos, o elegante ir e vir de aves de rapina... Um passeio por uma completíssima paisagem de natureza exuberante.

  • Galho de árvore no Parque Natural Hayedo Montejo, Madri

    Faial de Montejo, Madri

    A pouca distância de Madri, na Sierra del Rincón, existe uma das áreas de bosque frondosas e úmidas mais ricas da Espanha, que transportam a cenários de filmes. A paleta de cores do Hayedo de Montejo no outono abrange amarelos, verdes, tons avermelhados e alaranjados que exaltam a figura das faias e criam uma atmosfera mágica.

  • Vista das Medulas, León

    Las Médulas, El Bierzo (León)

    Lugar de passagem do Caminho de Santiago, Las Médulas é parte de uma região rica em história, monumentos e sítios arqueológicos: El Bierzo. O impacto visual causado pelo irregular relevo deste antigo complexo de minas, do qual os romanos chegaram a extrair cerca de 800 toneladas de ouro, é impressionante. E também as rochas avermelhadas e os castanheiros ao seu redor; por algum motivo foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Realizar um roteiro a pé, de bicicleta ou a cavalo para conhecer a fundo esta paisagem; desfrutar do costume outonal da colheita de castanhas em uma das melhores regiões para isso... aqui as possibilidades são imensas, assim como Las Médulas.

  • Laguna Negra, Soria

    Laguna Negra, Soria

    Passeando por um caminho de pinheiros silvestres no Vale do Revinuesa você chega à silenciosa Laguna Negra, a quase 2.000 metros de altitude. A escuridão de suas águas, junto às luzes e sombras projetadas pelos pinhais e faiais próximos, compõem uma paisagem onírica que alimentou muitas lendas. Assim, não é de se estranhar que este oásis envolvido em mistério da Sierra de Urbión (Soria) servisse de inspiração para o destacado poeta espanhol Antonio Machado. Nos meses de outono, antes das primeiras nevadas, o contraste entre os tons de sua vegetação é um espetáculo.

  • Ursos na Senda del Oso, Astúrias

    Trilha do Urso, Astúrias

    Um antigo traçado de ferroviário transformado em via verde, um roteiro sinalizado para praticantes de trekking e de ciclismo. Três itinerários em forma de Y entre os povoados de Entrago, Tuñón e Santa Marina que, ao longo de uns 36 quilômetros, somam 30 túneis, sete pontes e três desfiladeiros. A trilha do urso é um convite a se meter na pele de um viajante que caminha pela imponente natureza de Astúrias com a curiosidade de quem procura um tesouro. Entre as melhores recompensas desta experiência está poder contemplar os exemplares de ursos pardos que, em semiliberdade, vivem em uma zona delimitada do percurso.

  • Represa Irabia na Selva de Irati, Navarra

    Selva de Irati, Navarra

    Estar diante de um dos bosques mais extensos e bem conservados de toda a Europa é um privilégio. Todas as atividades realizadas em Irati (Navarra) levam em conta a preservação de um meio quase virgem, inclusive a coleta de cogumelos, regulada por autorizações. No outono é interessante escutar “a berra”, os sons emitidos pelos cervos em sua época de acasalamento.   Cada estação do ano é especial neste faial-pinhal onde o escritor Ernest Hemingway costumava “se perder” após as festas de San Fermín.

  • Grazalema, Cádis

    Bosque de Pinsapos, Sierra de Grazalema (Andaluzia)

    O lugar que registra mais chuvas de toda a Espanha fica no sul, no parque natural Sierra de Grazalema. Declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO, este lugar privilegiado da província de Cádis esconde autênticas joias vegetais. O bosque de pinsapos, uma espécie milenar, é uma delas. Uma via romana, roteiros para fazer a pé ou a cavalo, atividades aéreas como parapente e asa delta para os mais atrevidos... São muitas as opções para que cada um se conecte à sua maneira com a serra de Grazalema. Além disso, aqui há uma aposta no ecodesenvolvimento, e atividades autóctones como a fabricação de mantas de lã e derivados do couro são realizadas em condições de rigoroso respeito ao meio ambiente.

  • Refúgio no Circulo Glaciar de Colomers

    Circo glacial de Colomèrs, Vall D'Arán (Lleida)

    O espetacular Vall D'Aran, situado no coração dos Pirineus, reúne atrativos naturais, gastronômicos e artísticos em uma equilibrada proporção que mexe com todos os sentidos. A sensação de estar em um lugar único começa por um clima atlântico apesar de sua situação mediterrânea. Lugares como o Circo Glaciar de Colomèrs, com mais de trinta lagos aos quais o acesso é através da pista asfaltada da ribeira do vale de Aiguamòg, conhecido por suas águas medicinais, são um bom exemplo das experiências únicas que podem ser vividas aqui.

  • Vista de Fuente Dé, Cantábria

    Mirante de Fuente Dé, Picos de Europa (Cantábria)

    O Parque Nacional dos Picos de Europa está repleto de lugares recomendáveis ao longo das três províncias que abrange: Astúrias, León e Cantábria. É precisamente nesta última onde se encontra o mirante de Fuente Dé, a mais de 1.800 metros de altitude. Pouco mais de três minutos de subida no teleférico e pronto: a região de Liébana está aos seus pés. Uma imagem panorâmica impressionante para congelar na retina enquanto você saboreia um pausado “cocido lebaniego”, um guisado típico da região cozido a fogo lento, e se estiver um dia de névoa, terá a sensação de estar flutuando entre os cumes.

Descubra mais sobre...