Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Parque Nacional de Aigüestortes i Estany de Sant Maurici

Roteiro pelo litoral catalão e pelos Pirineus

roteiro-pirineus-litoral-mediterraneo-catalunha

Proposta: percorrer uma cara da Catalunha que combina especialmente bem a natureza e a cultura. Objetivo: conhecer dois ícones turísticos a nível mundial: o litoral do mar Mediterrâneo e a cordilheira dos Pirineus. Apesar de que o percurso possa ser completado em duas semanas ou um pouco menos, sempre é melhor fazê-lo de forma pausada e dedicando-lhe mais dias. Tenha em mente que o itinerário revela paisagens e pequenos povoados rurais onde o tempo desaparece e dá vontade de relaxar.

Etapa 1: A Costa Dourada e Tarragona

É a costa banhada pelo mar Mediterrâneo do sul da Catalunha. Praias e enseadas para curtir as águas calmas, cidades com muita vida noturna e vilarejos de pescadores. Veja aqui um percurso de pelo menos dois dias que você pode fazer o ano inteiro: combinar a visita às cidades de Tarragona e Reus com algumas horas junto ao mar.

Distância:20-50Km Deslocamento: De carro / Duração: 1-2 dias

Tarragona é imprescindível. Você vai poder visitar um dos conjuntos arqueológicos romanos mais bem conservados. Foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO e inclui monumentos como um teatro, um anfiteatro e um circo romanos, e os restos do que outrora foi o fórum de Tarraco. Passeie pelo centro histórico, descanse em alguma de suas praças ou locais com mesas ao ar livre e visite a catedral antes de ir embora. Para completar o dia, você pode visitar a famosa Cala Fonda ou ir até Tamarit para presenciar o fim de tarde junto ao seu castelo.Reus é conhecida principalmente por ser a cidade natal de Gaudí. Você terá a oportunidade de visitar a casa onde ele nasceu, descobrir a igreja onde se batizou e, acima de tudo, aprender sobre sua figura e sua arte no Gaudí Centre. Além disso, em um percurso por Reus você poderá ver numerosos edifícios de estilo modernista. Cambrils, Salou e Torredembarra são boas opções para aproveitar o mar nesse dia.Informação importante:Os aeroportos mais próximos a Tarragona são os de Reus (a uns 10 quilômetros) e Barcelona (a cerca de uma hora de carro)

Sala das maquetes, Gaudí Centre

Etapa 2: Templos e bom vinho

O itinerário começa indo para o interior e seguindo os passos da Ordem Cisterciense. Os pontos chave são seus três grandes mosteiros na Catalunha.  A região possui algumas vinícolas muito especiais devido à sua arquitetura modernista. Se você for combinar estas duas propostas, é recomendável ter mais dois dias para conhecer esta parte.

Distância:100Km Deslocamento: De carro / Duração: 1-2 dias

Os mosteiros do roteiro Cisterciense se caracterizam por sua arquitetura austera, com um estilo de transição entre o românico e o gótico. Talvez o mais conhecido seja o Mosteiro de Poblet, tombado como Patrimônio Mundial pela UNESCO. O triângulo de templos é completado com os mosteiros de Santes Creus (em Aiguamurcia, também em Tarragona) e o de Vallbona de les Monges (o único situado na província de Lleida).Você está entre as regiões conhecidas como Alt Camp e a Conca de Barberà. Foi aqui onde muitos arquitetos construíram alguns dos “templos” modernistas do vinho. De fato, entre Aiguamurcia e o bonito povoado medieval de Montblanc você vai ver vários exemplos. Seu estilo é muito particular: formas impactantes, muita luz no interior e combinação de tijolo à vista, pedra, reboco e cerâmica.Informações importantes:O roteiro entre os três mosteiros tem cerca de 100 quilômetros. O mais próximo a Tarragona é o Mosteiro de Santes Creus, situado a uns 40 quilômetros.

Mosteiro de Poblet e Mosteiro de Vallbona des Monges

Etapa 3: Pirineus românicos

Adentre-se nos Pirineus catalães, na província de Lleida, para deixar-se capturar pelas paisagens espetaculares do Parque Nacional de Aigüestortes i Estany de Sant Maurici. Um conselho: reserve dois dias e dedique um deles a visitar as igrejas românicas de Vall de Boí e outro a fazer uma escapada para a natureza no parque nacional.

Distância:200Km Deslocamento: De carro / Duração: 2-3 dias

As igrejas românicas de Vall de Boí configuram um dos conjuntos artísticos mais valiosos da Europa e foram declaradas Patrimônio Mundial pela UNESCO.  São um total de nove igrejas, e sua importância artística se soma à beleza do lugar onde estão situadas. É recomendável passar pelo Centro do Românico da Vall de Boí, em Erill la Vall, para iniciar seu passeio. Entre as igrejas, você não pode perder as de San Juan de Boí, San Clemente e Santa María de Taüll. As pinturas guardadas atualmente em seu interior são reproduções das autênticas, que são conservadas no Museu Nacional de Arte da Catalunha, em Barcelona.O Parque Nacional de Aiguestortes i Estany de Sant Maurici é uma delícia para os olhos, com paisagens de alta montanha e lagos de águas cristalinas. Mais de 200 lagos (“estanys”), numerosos meandros (“aiguestortes”), torrentes e cachoeiras, e uma ampla rede de trilhas sinalizadas para percorrer o parque. Além disso, é perfeito para os esportes de aventura. Os acessos principais são em Espot e Boí, onde ficam seus centros de visitantes, que organizam visitas guiadas. Se você só vai passar um dia, talvez esta última seja a melhor opção.Informações importantes  Entre a área do roteiro Cisterciense e a Vall de Boí há um trajeto de cerca de 200 quilômetros, principalmente pela estrada N-230, que podem ser percorridos em aproximadamente duas horas de carro.

Parque Nacional de Aigüestortes i Estany de Sant Maurici

Etapa 4: Cultura e charme rural

Para continuar curtindo os Pirineus catalães. Proposta: um pequeno roteiro para visitar dois importantes templos nas cidades de Seu d'Urgell e Ripoll e aproveitar para conhecer algum dos inúmeros vilarejos com charme rural desta parte dos Pirineus. Você pode fazer isso em um dia, mas é recomendável ter pelo menos dois para espaçar mais os deslocamentos de carro.

Distância:200Km Deslocamento: De carro / Duração: 2 dias

O caminho vai rumo ao Mediterrâneo, com a combinação de natureza e cultura tão característica desta região. Em Seu d'Urgell fica a única catedral totalmente românica da área. Mais adiante, em Ripoll você pode visitar o Mosteiro de Santa María de Ripoll, no qual se destacam especialmente o pórtico românico e o claustro.No meio caminho entre as duas visitas fica a estação de esqui La Molina, onde você pode desfrutar de uma ampla oferta esportiva durante todo o ano. Além disso, todo o trajeto está cheio de bonitos vilarejos com casas de pedra e telhados de xisto, dos quais você certamente vai gostar. Bons exemplos poderiam ser Prullans, Baga ou Bellver de Cerdanya, situados no meio do caminho entre Seu d'Urgell e Ripoll.Informações importantesSeu d'Urgell está situada a entre uma hora e meia e duas horas e meia da zona do Parque Nacional de Aiguestortes i Estany de Sant Maurici. O trajeto entre Seu d'Urgell e Ripoll tem cerca de 100 quilômetros.

Monestir de Ripoll e Seu D

Etapa 5: Terra de vulcões

O itinerário chega à paisagem singular de La Garrotxa, na província de Girona. Você sabia que ela é composta por mais de 40 crateras vulcânicas rodeadas de vegetação? Sobrevoá-la de balão é uma experiência fantástica, mas desta vez a sugestão é fazer um passeio de um dia por alguns de seus povoados mais pitorescos.

Distância:100Km Deslocamento: De carro / Duração: 2-3 dias

Beget, ao norte de Girona, aparece com frequência nas listas dos povoados mais bonitos da região. Isso é porque, apesar de seu reduzido tamanho e sua escassa população, possui uma interessante igreja românica, duas pontes medievais e ruas de pedra com casinhas no meio das montanhas e junto ao rio, que compõem uma fotografia idílica de um vilarejo de montanha.Castellfollit de la Roca é impressionante visto do rio Fluvià. A imagem panorâmica mostra o bairro antigo sobre um enorme penhasco formado por duas escoadas lávicas sobrepostas. No interior do povoado você verá sinuosas ruelas de pedra, a antiga igreja de Sant Salvador e surpreendentes mirantes.Olot é conhecida popularmente como “a cidade dos vulcões” porque possui quatro vulcões rodeados de vegetação. É provavelmente uma das melhores áreas para sobrevoar, mas algumas destas crateras também oferecem interessantes vistas da cidade. Em seu centro histórico há diversos exemplos de arquitetura modernista.Besalú é um dos lugares imprescindíveis da região e possui um dos conjuntos medievais mais bem conservados. Atravessar a ponte medieval na entrada do vilarejo já antecipa a delícia que será esta visita. De fato, este povoado foi o cenário de grandes produções audiovisuais muito populares, como “Game of Thrones”, “Westworld” e “O Perfume”Informações importantes:Beget fica a uns 40 quilômetros de Ripoll, uma viagem de pouco menos de uma hora de carro. O percurso entre estes quatro povoados tem cerca de 60 quilômetros, isto é, menos de uma hora e meia por estrada.             

Balões sobrevoando Castellfollit de la Roca

Etapa 6: Costa Brava

Se você está sentindo a brisa marinha novamente é porque está outra vez no litoral mediterrâneo. Não é um litoral qualquer, é a costa que inspirou o gênio Dalí e que alterna enseadas de água azul-intenso e praias de areia dourada que banham pequenas vilas medievais e onde você vai se despedir do sol neste roteiro de cerca de duas semanas pela Catalunha. Com o objetivo de curtir o mar e fazer várias visitas culturais muito interessantes, é recomendável reservar dois ou três dias.

Distância:200Km Deslocamento: De carro / Duração: 3-5 dias

Aqui fica o denominado “Triângulo Daliniano” composto pelo Teatro-Museu Dalí (em Figueres, a cidade natal do artista), a Casa-Museu Salvador Dalí (em Portlligat, Cadaqués) e o Castelo Gala Dalí (em Púbol). Você pode percorrê-lo em dois dias e combiná-lo com uma visita à cidade de Girona.O centro histórico medieval de Girona é desses que dá vontade de percorrer a pé. Não perca a oportunidade de conhecer o bairro judeu, a catedral e os banhos árabes. Figueres fica bem pertinho, e lá você pode fazer a visita ao Teatro-Museu Dalí na mesma tarde. Uma curiosidade: Você sabia que este museu é considerado o maior objeto surrealista do mundo?No segundo dia, dirija-se a Cadaqués. Suas casinhas brancas, seu clima marítimo, sua tranquilidade... foram fontes de inspiração para Dalí. Para completar o “Triângulo Daliniano” vá até Púbol para visitar o castelo que Dalí projetou para sua mulher amada.A sugestão é acabar este roteiro com um dia de sol e mar para descansar. Existem muitas opções próximas para fazer isso, e você pode escolher uma em função do seu próximo destino. Por exemplo, de norte a sul você certamente vai gostar de Roses, Sant Pere Pescador, Begur, Palafrugell, Castillo de Aro, Tossa de Mar, Lloret de Mar e Blanes, entre muitos outros.Informações importantesEntre Besalú e Girona, o trajeto por estrada dura pouco mais de meia hora. Se você continuar até Figueres, precisará de um tempo parecido.O “Triângulo Daliniano” exige uns cem quilômetros de deslocamento. Da forma proposta, entre Figueres e Cadaqués são apenas 40 minutos. Entre Cadaqués e Púbol, aproximadamente uma hora de carro.O litoral da Costa Brava tem uma extensão de mais de 200 quilômetros, mas conta com boas comunicações entre todos os seus lugares de interesse.Os aeroportos mais próximos são os de Girona e Barcelona.

Besalú e Cadaqués