Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Montanha Palentina e Fuentes Carrionas

Parque Natural Fuentes Carrionas y Fuente Cobre - Montanha Palentina

Palencia

Fuentes Carrionas y Fuente Cobre


Este espaço natural fica na província de Palencia e faz limite com a de León (ambas pertencentes à região de Castilla y León) e com a região da Cantábria. Destaca-se pela imensidão de sua cadeia montanhosa, com picos que superam 2.500 metros de altitude, dando lugar a enormes precipícios e profundos vales com lagos de origem glacial.

Dois grandes rios brotam nestas montanhas: o Carrión e o Pisuerga. O primeiro nasce na parte mais escarpada da cordilheira e dá lugar ao Vale de Carrión, onde contrastam grandes declives rochosos com várzeas cobertas de vegetais que mudam de cor conforme a época do ano. O segundo nasce em uma paisagem mais suave, repleta de bosques de faias e carvalhos.

No total, são quase 80 hectares protegidos, distribuídos em dez municípios: Velilla del Río Carrión, Aguilar de Campoó, San Cebrián de Muda, Cervera de Pisuerga, Triollo, Polentinos, Brañosera, Castrejón de la Peña e Dehesa de Montejo.

Parque Natural Fuentes Carrionas y Fuente Cobre - Montanha Palentina


Cervera de Pisuerga, Palencia  (Castela e Leão)

Espécie de área:Parque Natural Superfície:78,36 hectares E-mail:cp.fuentescarrionas@patrimonionatural.org Tel.:+34 686 192 974 Tel.:+34 979 870 698 Tel.:+34 979 139 401 Web:Parque Natural Fuentes Carrionas y Fuente Cobre - Montanha Palentina Web://palenciaturismo.es/visitar/territorios/parque-natural-montana-palentina

Palencia (Castela e Leão):

Palencia.

Informações importantes

O que é preciso saber


  • Informações culturais

    A região onde se encontra o parque, no norte de Palencia, concentra um dos mais importantes conjuntos de arte românica do mundo. Precisamente na cidade de Palencia começa o conhecido roteiro do românico palentino, que apresenta o rico patrimônio medieval que se desenvolveu na região em torno do Caminho de Santiago e do qual ainda são conservadas intactas mais de cinquenta construções.

  • Informações meio ambientais

    O parque tem um enorme valor natural, paisagístico, faunístico e botânico. Assim, em sua fauna se destaca como refúgio do urso-pardo, mas também há tetrazes, lobos, cervos, lontras... Quanto à vegetação, há uma abundância de bétulas, faiais, carvalhais, azinhais, carvalhos-pardos... E o relevo é composto por duros e densos calcários de montanha.

  • Informações visitas

    O parque tem o acesso restrito entre 1º de fevereiro e 31 de maio devido à época de acasalamento dos ursos.Está situado a uma hora e meia do aeroporto de Santander e a duas do de Valladolid. O primeiro oferece conexão com Madri, Barcelona e importantes capitais europeias; o segundo tem voos para Barcelona, Paris e Bruxelas. Por estrada é possível chegar pela N-621 e pela N-627 vindo da Cantábria, e vindo de Palencia pela N-611 até Aguilar de Campóo e depois pela P-212 até Cervera de Pisuerga, onde fica a Casa del Parque, lugar onde os visitantes podem obter todas as informações sobre o parque. Além disso, você pode se dirigir aos escritórios de turismo dos municípios que compõem a região.