Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Vista de Burgos com a catedral em primeiro plano

Burgos

Burgos

A cidade de Burgos, que fica em Castilla y León, em pleno Caminho de Santiago, conserva importantes vestígios de seu esplendor medieval.

Antiga capital do reino unificado de Castilla y León durante cinco séculos, a cidade possui uma das obras do apogeu do gótico espanhol: sua Catedral, declarada Patrimônio da Humanidade. Além de visitar o centro histórico de Burgos, você pode conhecer sua província através de interessantes roteiros pelas ribeiras dos rios Duero e Arlanza. Bons lugares para interessar-se por uma culinária rica e variada.

A poucos quilômetros do sítio pré-histórico de Atapuerca, Patrimônio da Humanidade, fica a cidade de Burgos, atravessada pelo rio Arlanzón. Fundada como burgo militar, pouco a pouco foi se transformando durante a Idade Média em um centro urbano mercantil com um grande poderio econômico. O fato de ser capital do reino unificado de Castilla y León (entre os séculos X e XV), sua situação privilegiada no Caminho de Santiago e seu monopólio sobre o comércio da lã merina contribuíram para este desenvolvimento. Todo este esplendor deixou uma profunda marca na atual Burgos.Aos pés do cerro del Castillo, um recinto amuralhado a partir de cujos restos se tem uma das melhores perspectivas da cidade, estende-se o antigo bairro medieval. Aqui destacam-se o Arco de San Esteban, de estilo mudéjar, e a igreja gótica de mesmo nome, que abriga o Museu do Retábulo. Outro importante templo é o de San Nicolás, onde você contemplará um magnífico retábulo de alabastro policromado.

Patrimônio da Humanidade

Mas sem dúvida, a peça principal da arquitetura burgalesa é sua Catedral, que foi declarada Patrimônio da Humanidadepela UNESCO. Erigida sobre um templo românico, a atual construção foi realizada seguindo o modelo gótico franco-normando. As filigranas das agulhas das torres e do volume exterior da Capela do Condestable são algumas de suas obras-primas. Em seu interior, toda a beleza e a genialidade construtiva contêm uma longa lista de obras excepcionais: a cúpula estrelada que cobre as tumbas de El Cid e Doña Jimena, o coral, os sepulcros, e a Escada Dourada do arquiteto e escultor burgalês Diego de Siloé, uma das figuras mais representativas do Renascimento espanhol.A arquitetura civil da cidade tem belos exemplos na Casa de Miranda e na Casa de Angulo, cujos edifícios são a sede do Museu de Burgos, que conta com importantes coleções arqueológicas e de Belas Artes. Mas a casa mais destacada de Burgos é a Del Cordón, onde os Reis Católicos receberam Cristóvão Colombo após sua segunda viagem a terras americanas.Nos dois extremos do centro histórico de Burgos encontram-se duas importantes construções. No oeste fica o Real Monasterio de las Huelgas Reales, onde se destacam seu claustro gótico e a capela do Apóstolo Santiago. Ao seu lado, o Museu de Ricas Telas expõe, entre outras coisas, o histórico estandarte arrebatado aos árabes na Batalha das Navas de Tolosa (ano 1212). No lado leste da capital, na Cartuja de Miraflores, você poderá ver um impressionante retábulo policromado, entre outras obra artísticas. A tradição conta que ele foi dourado com o primeiro ouro que chegou à Espanha após a Descoberta da América.

Burgos por completo

A localização privilegiada da capital de Burgos põe à disposição do visitante uma província inteira percorrida por interessantes caminhos, que o aproximarão ao coração de Castilla y León. Um deles é o que, saindo de Burgos, percorre a ribeira do rio Arlanza, revelando igrejas e conventos medievais, castelos feudais e palácios renascentistas. Estas joias da arquitetura burgalesa encontram-se nas localidades de Lerma, Santo Domingo de Silos e Quintanilla de las Viñas.A província de Burgos é atravessada pelo Caminho de Santiago, um roteiro de peregrinação declarado Patrimônio da Humanidade. Trata-se de um itinerário artístico e cultural repleto de igrejas, ermidas e hospitais de peregrinos, espalhados por povoados como Belorado, Villafranca Montes de Oca e Castrogeriz.A Ribera del Duero, berço de uma das mais famosas Denominações de Origem de vinho da Espanha, surpreende o visitante com vilarejos de forte sabor histórico. Aranda, Peñaranda e Roa (todas de Duero) oferecem relevos góticos, artesoados renascentistas e interessantes vinícolas.A arquitetura popular se mostra entre espessos vales, planaltos e páramos. Diversas povoações onde, além de apreciar seu patrimônio artístico e cultural, existe a possibilidade de praticar esportes de baixo impacto ambiental. Miranda del Ebro, Treviño e Villasana de Mena são bons exemplos.E se alguma coisa todos estes lugares têm em comum é sua forte personalidade culinária. A mesa burgalesa nutre-se de uma grande riqueza de produtos da terra como legumes, embutidos curados, carnes de caça... Cordeiro mamão no forno a lenha, trutas escabechadas e bacalhau guisado são os pratos principais mais típicos. E de sobremesa, gemas (com açúcar e gemas), queijo fresco com nozes e mel, ou amêndoas “garrapiñadas” (envolvidas em caramelo). Tudo isso regado com os famosos vinhos da Denominação de Ribera del Duero.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.