Atualidade COVID-19

Conselhos para viajar com segurança
Represa na Reserva da Biosfera Sibéria Estremenha

Reserva da Biosfera da Sibéria Estremenha

Badajoz

Uma das costas de água doce mais importantes da Espanha

Um alto índice de biodiversidade, uma tranquilidade invejável e uma costa de água doce de mais de 1.000 quilômetros definem este amplo espaço protegido da província de Badajoz, na Estremadura, reconhecido como Reserva da Biosfera desde 2019.

Estende-se ao redor dos rios Guadiana e Zújar, e tem cinco grandes represas: Orellana, Cíjara, Puerto Peña, La Serena (a maior da Espanha) e Zújar. A navegação, a pesca e outras atividades aquáticas, a ornitologia, a existência de excelentes praias e piscinas naturais aptas para banho, sua rede de trilhas, seus roteiros micológicos, seus céus limpos para a observação de estrelas e a possibilidade de praticar esportes como a escalada são alguns dos atrativos da Sibéria estremenha. Além disso, é habitat de uma grande variedade de fauna, entre a que se encontram espécies em risco de extinção como o lince ibérico, e suas amplas planícies e longas extensões de pastagens de azinheiras e sobreiros dão refúgio a uma grande população de ovelhas merinas.A densidade de população desta Sibéria mal supera sete habitantes por quilômetro quadrado, o que garante uma experiência cem por cento natural e afastada da massificação. A região também é conhecida pela produção de produtos ecológicos como cortiça, carvão vegetal, lenha e mel.

Reserva da Biosfera da Sibéria Estremenha


Escritório de turismo de Talarrubias ou Centro de interpretação da fauna rupícola Puerto Peña

Carretera N-430, Kilómetro 167

06640  Badajoz  (Extremadura)

Espécie de área:Reserva da Biosfera Superfície:155,72 hectares E-mail:oit_talarrubias@hotmail.com Tel.:+34 924631151 Tel.:+34 924630100 Web:https://turismolasiberia.juntaex.es/
Informações importantes

O que é preciso saber


  • Informações culturais

    A paisagem é profundamente marcada pela relação entre o homem e a natureza, tanto pelas infraestruturas hidráulicas como pelo efeito das atividades agrícolas e pecuárias. Existem várias áreas arqueológicas pequenas com ruínas, pinturas rupestres e necrópoles. Também foi cenário de diversos conflitos e terra de cavaleiros Templários. Você pode visitar o Castelo de Puebla de Alcocer ou os restos do Castelo de Siruela. Uma boa maneira de conhecer a cultura mais popular é provar a culinária da Sibéria, com pratos como o escarapuche (salada com peixe de rio ou com carne de porco), as “migas” estremenhas, as caldeiradas, os inúmeros doces, as receitas com “criadillas de tierra” (uma variedade de cogumelos) ou com mel artesanal.

  • Informações meio ambientais

    Caracteriza-se por seu “mar interior”, formado por grandes barragens que dão lugar a praias e piscinas naturais, por suas formações de bosques, seus abundantes pastos e pastagens, e por seus olivais. Sua biodiversidade também se manifesta na fauna. É habitat de mais de 200 espécies de aves, para deleite dos adeptos da ornitologia, entre as quais estão a águia-imperial, a cegonha-preta, o abutre-do-Egito ou o abutre-preto. É fácil ver mamíferos como cervos, corços e javalis. Em suas águas convivem diversas espécies de peixes, répteis e anfíbios

  • Informações visitas

    Fica em uma situação intermédia entre localidades como Cáceres, Badajoz e Toledo, a cerca de duas horas por estrada, e a cerca de três horas de Madri pela A-5 e pela N-502. Você vai encontrar vários pequenos vilarejos rurais encantadores. Boas opções podem ser percorrer a rede de mirantes, entre os quais se destaca o do Castelo de Puebla de Alcocer, ou fazer visitas como a praia de Peloche (Herrera de Duque), a ponte medieval de Villarta de los Montes ou o espetacular rochedo de Puerto Peña.Ao longo da Sibéria estremenha, é possível fazer facilmente atividades como trekking, ciclismo, passeios de barco, roteiros de 4x4, observação de aves, astroturismo, coleta de cogumelos, escalada...