Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Caminhante no Parque Nacional Sierra de Guadarrama, Madri

Quatro ideias para escapadas na natureza de Madri

Comunidade de Madrid

A cidade de Madri tem a menos de 100 quilômetros numerosas opções para desfrutar da natureza todo o ano. Estes quatro roteiros são perfeitos para desconectar do ritmo da cidade e passar um dia em contato com a natureza em lugares como a Serra Oeste ou o Parque Nacional da Serra de Guadarrama.

  • Vista aérea de Buitrago del Lozoya

    4Entre povoados com encanto da serra

    Torrelaguna, Patones, Buitrago de Lozoya ou Rascafría são alguns dos povoados da Serra Norte de Madri mais populares. Estão situados no meio da natureza e mantêm o encanto rural com pequenas ruas que dão acesso à sua praça principal, com casas de arquitetura típica, fantásticas vistas de bosque e serra e, em geral, uma ampla oferta gastronômica para saborear a. cozinha mais popular de Madri.A Serra Norte de Madrid faz parte do Parque Nacional da Serra de Guadarrama e essas localidades estão localizadas a uma distância entre 65 e 100 quilômetros da cidade de Madri. Um bom roteiro pode ser visitar pelo menos dois deles por dia ou combiná-los com uma rota de caminhada em um plano de fim de semana por lugares como os vales de Lozoya ou Angostura.

  • Faial no outono em Montejo de la Sierra

    4O faial de Madri

    Trata-se do Faial de Montejo e faz parte dos bosques de faia declarados Patrimônio Mundial pela UNESCO. É especialmente bonito no outono, quando aparecem as cores ocre, marrom e laranja, mas percorrer seus caminhos e cidades como La Hiruela, Montejo de la Sierra, Horcajuelo de la Sierra, Prádena del Rincón e Puebla de la Sierra é agradável durante todo o ano. . Tenha em conta que para percorrer o faial é necessário reservar com antecedência

  • Abutre leonado

    4Atividades organizadas ao ar livre

    As empresas da serra de Madri organizam numerosas atividades. Você pode escolher entre observar a vida selvagem, como o lobo ou o abutre, até aprender sobre as abelhas e sua produção de mel visitando fazendas de apicultura. Você poderá também montar cavalo ou passear em burro, participar em oficinas de elaboração de queijos e pães, provar cervejas artesanais ou sair em busca de cogumelos pelo monte. Inclusive, são organizadas noites para ver as estrelas ou dias com um pastor para ver seu trabalho com as cabras.Informe-se diretamente em cada centro de visitantes, nos escritórios de turismo e através do Turismo da Comunidade de Madri

  • Mãe e filha praticam trekking em Porto de Canencia

    4As rotas de trekking mais populares

    São muitos trilhas sinalizadas da Comunidade de Madri, como os caminhos naturais, as vias verdes (antigas linhas ferroviárias recuperadas como rotas de ciclismo ou trekking), a rede de caminhos, as vias pecuárias (itinerários que habitualmente se empregavam para o pasto do gado). Pode consultá-los em sua web.Estas são algumas das rotas mais populares: Rota de los chorros del Manzanares y la Charca Verde (também conhecida como rota de La Pedriza): é cômoda, seu percurso é circular e pode fazer-se em menos de cinco horas. O trajeto inicia-se próximo a Manzanares el Real e em grande parte é feito junto ao rio. Inclui vários saltos de água e é fácil ver fauna como a cabra-montês. Esta zona é a porta de entrada ao Parque Nacional da Serra de Guadarrama. Senda da Água: inicia-se no município de Cercedilla, na Serra de Guadarrama. Também é uma rota apta para todos os públicos, simples e tem uma extensão de por volta de dez quilômetros (ida e volta). O melhor são suas vistas ao vale ou ao porto de Fuenfría. Rota ecológica de Canencia: um percurso cômodo e circular de por volta de duas horas e que possui uma das áreas recreativas ao ar livre mais populares da região. O mais marcante do percurso é a sua variada vegetação, a visita à Chorrera de Mojonave e as vista do Mirador del Norte. Rota de Peñalara: o maciço de Peñalara é o ponto mais alto da região e seu percurso de cerca cinco quilômetros é exigente. Nele, desvelam-se alguns dos melhores restos glaciares do Parque Nacional da Serra de Guadarrama. Um bom exemplo é a Laguna Grande, de muito fácil acesso. Além disso, há outras rotas muito próximas que descobrem paisagens peculiares. Por exemplo, em Valdepeñas de la Sierra (em Guadalajara, a menos de 90 quilômetros de Madri) encontra-se a rota das cárcavas. São curiosas formações avermelhadas que dão origem às chamadas chaminés de fada (estranhas colunas naturais originadas da erosão). Entretanto, em Buendía (em Cuenca, a cerca de 130 quilômetros de Madrid) existe um percurso único que os mais pequenos adoram.os de Madri) existe uma rota única e que adoram os pequenos. É a rota das caras, conhecida assim porque nas rochas e desfiladeiros do trajeto há esculpidas surpreendentes caras de formas e tamanhos diferentes.