Atualidade COVID-19

Conselhos para viajar com segurança
Fundação Pilar y Joan Miró, em Maiorca

Seguindo as pegadas de Miró

miro

Uma viagem à arte de Joan Miró

Estamos prestes a iniciar uma jornada pela terra e pelas obras de um dos artistas mais originais e influentes do século XX: Joan Miró. Como companheiros de viagem você terá a rebeldia, a imaginação, o irracional, a cor, estranhas construções geométricas, colagens ou esculturas surrealistas. Faremos paradas em sua cidade natal, Barcelona; em Mont-roig, um destino musa para Miró; em Madri e seu famoso Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia e em Palma, onde Miró passou seus últimos anos.Nesta viagem você sentirá o vínculo tão especial que Miró tinha com o ambiente natural que o rodeava em Mont-roig ou em Maiorca, estremecerá quando estiver diante de uma de suas obras, conhecerá um pouco mais esta figura nomeada entre outras coisas doutor honoris causa pela Universidade de Harvard ou Medalha de Ouro de Belas Artes e, sobretudo, passará uns dias inesquecíveis. Decolamos.

Etapa 1. Barcelona, cidade natal

Joan Miró nasceu em Barcelona em 1893 e foi o local onde apresentou sua primeira exposição individual e onde nasceu sua única filha.

Na atualidade, esta incrível cidade que tanto atrai todo tipo de turistas está repleta de “pegadas” deste artista que curiosamente começou trabalhando como contador para acabar criando incríveis pinturas e uma extensa produção em escultura e gravura. Propomos-lhe dedicar ao menos um fim de semana completo para descobrir seus lugares mais importantes. E se você dispõe de mais dias, ainda melhor.

Carrer del Bruc, Barcelona. Vista aérea da Diagonal

Etapa 2. Mont-roig del Camp, o refúgio do artista

Você encontrará esta pequena cidade em Tarragona, a pouco mais de 120 quilômetros da cidade de Barcelona.

Distância:125Km Deslocamento: De carro / Duração: 1 hora e 25 minutos

Em 1911, Miró ficou doente de febre tifóide e passou a convalescença em uma fazenda que seus pais tinham acabado de comprar aqui. Parece que ele se apaixonou pelo lugar e sua natureza, já que passou muitas temporadas em Mont-roig e suas paisagens o ajudaram a se inspirar. De fato, ele próprio afirmou "todo o meu trabalho é concebido em Mont-roig". Você sabia que uma de suas principais obras, "La masía", está baseada neste lugar?

Ermida da Virgem da Rocha. Mont Roig

Etapa 3. Palma de Maiorca, últimos anos

Segundo Miró “Maiorca é realmente um país muito formoso, em certos lugares, ainda se encontra o frescor dos primeiros dias da criação”. Não seremos os que contradizem o artista, principalmente porque concordamos.

Distância:261Km

Sua relação com Maiorca é especial: sua mãe era maiorquina, ali casou-se com Pilar Juncosa, também de Maiorca, e ali faleceu. Você vai adorar conhecer esta preciosa ilha mediterrânea de águas turquesas. Uma boa opção para chegar é pegar um voo de Barcelona para o aeroporto de Palma de Maiorca, sua capital (o voo dura apenas uma hora).Em 1956, Miró trasladou-se definitivamente a Palma, já que ali se fez construir uma casa e o atelier que sempre tinha sonhado, projetados por seu amigo Josep Lluís Sert. Atualmente, este atelier faz parte da Fundació Pilar e Joan Miró que, certamente, lhe recomendamos não deixar de visitar. Entre outras coisas porque sua sede foi projetada por Moneo e porque entre seus fundos existem cerca de 6.000 obras do artista. Se for verão, pergunte se ele oferece algum tipo de concerto em seus jardins. E como você está em Palma, além de tomar um banho de mar inesquecível em uma das enseadas da ilha ou visitar um de seus monumentos mais famosos, como a Catedral ou o Castelo de Bellver, você pode aproveitar para conhecer outros museus que também possuem obras do artista, como a Fundação Juan March ou o Es Baluard, Museu de Arte Moderna e Contemporânea.

Catedral de Santa Maria Palma de Maiorca

Etapa 4. Madri, o complemento perfeito

A fama de Miró cruza fronteiras e, de fato, existem suas obras em importantes museus de Chicago, Houston, Milão, Paris, Nova York, Washington ... E como não poderia ser de outra forma, em Madri.

Distância:640Km

A capital da Espanha é perfeitamente acessível (o voo de Palma de Maiorca dura apenas cerca de uma hora e meia e, para viajar entre Madri e Barcelona, ​​você ainda tem uma ponte aérea com conexões diárias e uma frequência de até 20 minutos durante a semana). Vá em frente e visite o famoso Museu Nacional de Arte Rainha Sofia no centro, com obras de Miró como "Femme, oiseau, étoile (Homenagem a Pablo Picasso) (Mulher, pássaro e estrela [Homenagem a Picasso])". Além disso, você terá ao lado outros dois museus muito conhecidos: o Museu Nacional do Prado e o Thyssen-Bornemisza. Também é imprescindível visitar o Espaço Miró da Fundação Mapfre (Paseo de Recoletos 23), dedicado ao artista e com 65 de suas obras. E se você quer ver uma última mostra da arte deste artista, vá até o Palácio de Congressos (Paseo de la Castellana, 99) para ver em sua fachada da avenida General Perón o mural feito por Miró.

Homem com Cachimbo. Miró Museu Rainha Sofia

Conselhos e recomendações

  • Na hora de alojar-lhe em Palma, talvez lhe interesse saber que esta cidade conta com o primeiro e único hotel temático dedicado a este artista, o Hotel Joan Miró Museum. De fato, seus quartos estão tematizados e seus espaços comuns estão decorados com obras do pintor.
  • Você prestou atenção no nosso site? Presta atenção ao nosso logo na parte superior esquerda. São familiares os traços e as cores? Efetivamente, trata-se de um desenho do próprio artista, o famoso Sol de Miró.
  • A influência que teve este artista em criadores posteriores foi inegável. Ele mesmo chegou a afirmar: “Não é uma obra o que conta, mas a trajetória do espírito durante a totalidade da vida, não o que se fez no decorrer desta, mas o que deixará entrever e facilitará de fazer aos outros, em uma data mais ou menos longínqua.”