Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Vista aérea de Melilla

Melilla

Melilla

Cidade de origem fenícia, Melilla foi durante séculos um importante porto comercial e baluarte defensivo do Mediterrâneo. A primitiva Ciudad Vieja contrasta com o resto da cidade, que conta com um importante conjunto arquitetônico modernista.

Atraídos por sua estratégica situação no Mediterrâneo, os fenícios se instalaram na atual localização de Melilla no século VII a. C. Rusadir, como foi denominada a cidade, se tornou um florescente porto comercial. Séculos depois, já como colônia romana, passou a ser um importante centro de comunicações. Melilla alcançaria seu máximo esplendor como enclave comercial e defensivo com os árabes. A partir de 1497, a cidade passou para as mãos da Espanha e se transformou numa destacada fortaleza militar.

Melilla la Vieja

A parte mais antiga é a cidade fortificada (séc. XVI), conhecida como El Pueblo. Declarada Conjunto Histórico-Artístico, Melilla la Vieja foi formada em sua origem por quatro cidadelas comunicadas entre si por pontes levadiças. Atrás de suas robustas muralhas e profundos fossos se escondem as ruelas que constituem os bairros mais antigos da cidade.O baluarte defensivo de construção mais recente situa-se na Alcazaba (alcáçova), e é composto pelos fortes de Grande e Chica, La Victoria e Rosario (séc. XVIII).Sobre o fosso de Hornabeque se levanta a segunda cidadela, cujo centro é a praça de Armas, onde foram encontrados os restos do antigo assentamento romano.O fosso de Santiago dá acesso ao recinto amuralhado mais antigo (séc. XVI-XVIII). Intramuros, a praça de Las Peñuelas é rodeada de alguns edifícios relevantes, como a capela gótica de Santiago. Outros lugares significativos dentro da cidadela primitiva são o Museu da Cidade, a igreja de La Concepción, a mais antiga de Melilla (séc. XVII), e o baluarte de La Concepción, sede do Museu do Exército.A partir do século XIX, a cidade ampliou seus limites e estabeleceu três novos fortes militares em seu perímetro: o de Camellos, de planta e fosso circulares; o de Cabrerizas, em forma de losango e ladeado por duas torres hexagonais; e o forte de Rostrogordo, cuja forma pentagonal esconde uma ampla praça de armas.

A cidade modernista

Nos arredores do porto e da avenida de Juan Carlos I, o Ensanche mostra um exemplar traçado urbano cheio de rebuscadas fachadas e sacadas modernistas que se alternam com numerosas lojas e bazares.Ao redor da praça da Espanha ficam edifícios notáveis como o Palácio da Assembleia, de inspiração art decó, o Banco da Espanha e o Cassino Militar.Fiel reflexo do caráter multicultural da cidade autônoma, Melilla, a cidade das quatro culturas –cristã, muçulmana, hebreia e hindu-, reflete seu caráter cosmopolita em alguns de seus edifícios mais destacados. A Mesquita Central, com referências arquitetônicas tomadas da mesquita de Córdoba, é um dos templos mais bonitos da cidade. Também pode ser visitada a igreja do Sagrado Coração de Jesus, situada em frente à praça das Quatro Culturas, a Sinagoga de Or Zaruah, no centro histórico, e o Oratório Hindu.

Culinária e arredores

em seu litoral, Melilla conta com magníficas e extensas praias de areia fina, assim como o espetacular porto esportivo “Puerto XXI” situado entre o antigo Cais de Minerais e a praia de San Lorenzo. Uma recente construção que conta com centenas de ancoradouros para embarcações esportivas, assim como com um centro comercial e de lazer. Entre as várias possibilidades existentes, você pode aprender a navegar na Escola de Vela ou praticar outros esportes náuticos como esqui aquático, windsurf ou mergulho.Entre os diversos hotéis de Melillla destaca-se o Parador de Turismo, situado no bairro de Ataque Seco, junto ao Forte de La Victoria.Na hora de comer, Melilla oferece uma deliciosa e variada culinária que tem muitas semelhanças com a cozinha regional andaluza. Destacam-se as frituras de peixes, os deliciosos frutos do mar e os arrozes, pratos que se unem a uma variedade de especialidades exóticas proporcionadas pelas outras comunidades de Melilla: pinchos morunos (espetinhos de carne com especiarias), harira (sopa de verduras com carne), cuscuz (à base de sêmola de trigo). Entre as sobremesas, destaque para os buñuelos, o cuscuz doce, as empanadas recheadas e as tâmaras recheadas.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.