Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Ruas de Hondarribia, em Guipúzcoa (País Basco)

Hondarribia

Gipuzkoa

Assentada sobre a foz do rio Bidasoa, Hondarribia é uma cidade da costa de Guipúzcoa com uma longa tradição marítima e turística.

Seu centro histórico amuralhado, repleto de edifícios senhoriais, foi declarado Monumento Histórico-Artístico.

Conforme conta a tradição, Hondarribia foi fundada pelo rei visigodo Recaredo no século VI d.C. O nome da cidade aparece mencionado pela primeira vez na carta-puebla que o rei navarro Sancho o Sábio concedeu a San Sebastián no ano 1150. Também durante a Idade Média, Hondarribia recebeu da Coroa de Castilla o Fuero de San Sebastián.Ao longo de sua história, a cidade sofreu vários assédios, o mais famoso deles no século XVII. Sua condição de praça militar sobre o estuário do rio Bidasoa configurou no passado uma zona urbana delimitada por sólidas muralhas, que ainda são conservadas e que possibilitaram sua declaração como Monumento Histórico-Artístico.

O recinto amuralhado

Na parte mais alta da cidade está situada a praça de Armas. Em um de seus lados fica o Castelo do imperador Carlos V, uma pétrea fortificação onde hoje funciona o Parador de Turismo. Em frente a ele, no mês de setembro ocorre o tradicional Alarde, um dos eventos mais importantes do calendário festivo da cidade.Em suas imediações fica a paróquia de Santa María de la Asunción. A igreja foi construída no século XV em estilo gótico, enquanto sua torre barroca data do século XVIII.Ao longo de suas ruas de pedra aparecem numerosas casas brasonadas e palácios. Franqueando a Porta de Santa María, na cortina sul da muralha, você chega a uma das vias mais movimentadas: a Calle Mayor. Nela, chama a atenção a grande fachada barroca da Prefeitura (séc. XVIII), que exibe dois escudos de armas da cidade e grandes arcadas. Quase nas portas da Casa Consistorial, na mesma rua, você pode contemplar o Palácio de Casadevante, um edifício senhorial do século XVII de estilo barroco. A visita ao lugar se completa com o Palácio de Zuloaga, que possui uma magnífica escada de pedra, e a Casa dos Guevara, esta última do século XVIII.Saindo da cidade amuralhada, estende-se junto ao mar o bairro de La Marina. Este núcleo marítimo, possivelmente o mais antigo da vila, oferece a atmosfera mais popular de Hondarribia. Em suas ruas, especialmente na de San Pedro, há uma sequência de típicas casas de marinheiros pintadas de colorido, e você encontrará o lugar ideal para um passeio ou um aperitivo.Mas, além de vila de pescadores, Hondarribia tem uma longa tradição turística. Assim, sua ampla praia constitui um dos principais atrativos para os visitantes que visitam esta cidade durante os meses de verão. Nela é possível praticar uma grande variedade de esportes náuticos: natação, mergulho, windsurf, esqui aquático, etc.A praia separa o bairro de La Marina do porto pesqueiro, ponto de partida para realizar excursões ao Castelo de San Telmo (séc. XVI) e ao farol de Higuer, que oferece uma linda vista do litoral.Sem sair do município, no singular espaço natural do monte Jaizkibel, fica o Forte de Guadalupe. Este imponente baluarte defensivo está situado muito perto da Ermida de Guadalupe, um templo que foi erigido no século XVI para venerar a Virgem.Esta ermida ganha um especial protagonismo durante as festas municipais de Hondarribia, que são realizadas no começo de setembro. Nessas datas, os habitantes da cidade fazem uma multitudinária procissão até o santuário.Este ato religioso desenvolve-se no âmbito do popular Alarde, com o qual os moradores, em virtude de um voto feito à Virgem de Guadalupe em 1639, comemoram a grande vitória das forças da cidade após um assédio ocorrido no século XVII. O Alarde inclui extravagantes desfiles que percorrem as ruas e praças do centro histórico com um constante estrondo dos tambores e dos tiros de festim.

Arredores e culinária

A província de Guipúzcoa oferece um litoral com excelentes praias e pitorescos povoados. Em frente a Hondarribia está situada Irún, uma bonita cidade fronteiriça cujo centro histórico é dominado pela igreja do Juncal (séc. XVI). Também vale a pena ir até a praça de San Juan Harria, onde fica a prefeitura, de estilo barroco.A poucos quilômetros aparece San Sebastián, a capital donostiarra. Esta elegante cidade, um lugar tradicional de veraneio, estende-se por uma baía entre os montes Urgull e Igeldo. A emblemática praia de La Concha, uma ampliação urbana senhorial e uma intensa vida cultural fazem desta cidade uma das mais interessantes do litoral cantábrico.Outros lugares que combinam interessantes monumentos com extensas praias são Zarautz, Getaria, Deba e Mutriku.Além da riqueza monumental, esta província basca possui um valioso patrimônio natural, no qual se destacam os parques naturais de Aitzkorri, Aralar, Aiako-Harria e Pagoeta.Uma das melhores maneiras de percorrer seus bairros e se aproximar da sua cultura é através da culinária. Hondarribia é a vitrine perfeita para descobrir as receitas donostiarras mais representativas. Os peixes que chegam à costa servem para elaborar pratos como as kokotxas de merluza en salsa verde, o besugo grelhado, o marmitako (guisado com bonito e batata) e o txangurro (santola). Os produtos da horta e as excelentes carnes procedentes do interior da província contribuem para enriquecer o acervo culinário da cidade. Quanto aos vinhos, nada melhor que um chacolí de Guetaria/Guetariako Txakolina, com Denominação de Origem própria.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.