Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Prefeitura de A Corunha (Galícia), na Praça de María Pita

Corunha, A

A Coruña

Situada em frente ao Oceano Atlântico, A Corunha é uma cidade cuja história guarda um estreito vínculo com seu antigo porto pesqueiro e mercantil.

A península onde se assenta a Cidade Velha abriga, além da Torre de Hércules, um dos símbolos da cidade, um interessante conjunto românico de ruas, praças e igrejas medievais.

O Aquarium Finisterrae, o Domus e o Museu das Ciências são alguns dos espaços que mostram a cara mais moderna e lúdica da capital corunhesa, que oferece uma de suas imagens mais belas nas amplas praias de Riazor e Orzán. Tudo isso se completa com uma culinária reconhecida em todo o país, marcada pela excelência de seus produtos do mar e das carnes procedentes do interior da província.Embora a origem de A Corunha possa ser um antigo assentamento celta, a história da cidade começou a ganhar relevância já na época romana, quando o porto da cidade se tornou uma parada estratégica nas rotas de navegação. Uma testemunha da época é a Torre de Hércules, o único farol romano em funcionamento, um autêntico emblema da cidade. Atualmente declarado Monumento Nacional, foi construído no início do século II sob o mandato do imperador Trajano. Numerosas remodelações foram feitas ao longo de sua história, a última delas em 1791, quando Carlos III encomendou ao arquiteto Giannini a restauração e o revestimento do torreão.Desde sempre, o porto foi cenário de alguns dos acontecimentos históricos mais importantes da cidade, como a derrota do corsário inglês Francis Drake em 1589, graças à resistência dos corunheses liderados pela heroína María Pita.O primitivo burgo medieval é delimitado pela península corunhesa. Em suas animadas ruas são conservados bons exemplos de arquitetura românica. Um dos mais bonitos é a igreja de Santiago. Construída no século XII, este templo, o mais antigo da cidade, conta com acréscimos posteriores correspondentes aos séculos XIV e XV. Sua ampla nave com o interior de arcos apontados exibe uma escultura policromada do apóstolo Santiago que data do século XIII. Devido ao seu interesse arquitetônico, foi declarada Monumento Histórico-Artístico.Na parte alta do primitivo núcleo urbano assenta-se outra igreja com a mesma declaração, a de Santa María del Campo. A construção desta antiga colegiada foi realizada nos séculos XII e XIII pelo Grêmio de Mareantes. Uma das suas maiores atrações é a visita ao Museu de Arte Sacra que funciona no interior deste edifício, que conta com obras dos séculos XII ao XV.Por sua vez, o convento de Santa Bárbara (séc. XV) e a bonita praça com o mesmo nome estão inscritos como Conjunto Histórico-Artístico. O recinto do convento, assentado sobre uma antiga ermida dedicada à santa, foi posteriormente ampliado nos séculos XVII e XVIII.O barroco corunhêsO estilo barroco está presente em outras construções religiosas. Um exemplo é a igreja das Capuchinhas, arrematada com uma bonita fachada de estilo barroco compostelano do século XVIII.Em suas imediações aparecem as igrejas de San Nicolás e San Jorge, ambas erigidas no princípio do séc. XVIII seguindo cânones barrocos. A construção da primeira, situada perto da Prefeitura, foi projetada por Domingo de Andrade. Enquanto isso, a segunda se destaca por abrigar em seu interior um camarim com a imagem da Virgem das Dores, da mesma época.Também vale a pena mencionar o convento de Santo Domingo, cuja esbelta fachada do séc. XVIII esconde em seu interior uma capela dedicada à Virgem do Rosário, padroeira da cidade.Também é preciso visitar as construções civis mais importantes da cidade. O edifício da Prefeitura fica na praça de María Pita, o centro nevrálgico da cidade. Trata-se de um edifício elegante e monumental construído no princípio do século XX, caracterizado por seus alpendres e galerias, assim como por três torres arrematadas com chamativas cúpulas.Muito perto situa-se a Casa-museu Emilia Pardo Bazán, uma casa nobiliária do século XVIII onde morou esta escritora galega, figura destacada dentro da literatura espanhola do século XIX. Atualmente, uma parte do edifício é ocupada pela sede da Real Academia Galega.Outro lugar de visita obrigatória no centro de A Corunha é o Jardim de San Carlos, declarado Conjunto Histórico-Artístico. Os muros da fortaleza de San Carlos, que data de 1843, abrigam este singular espaço que funciona como sede do Arquivo do Reino da Galícia e cujo centro é presidido pela tumba de Sir John Moore, um general britânico falecido em 1809 durante a batalha de Elviña.Rodeando a Cidade Antiga aparece a zona costeira, onde A Corunha reúne tradição e modernidade. Em frente ao porto, na Avenida de la Marina, situam-se as típicas casas com galerias brancas envidraçadas (séc. XIX), elementos arquitetônicos que constituem uma das imagens mais conhecidas de A Corunha e que deram a esta cidade o apelido de “Ciudad Cristal” (Cidade Vidro).O Castelo de San Antón, situado em um extremo da área portuária, foi construído no final do século XVI com finalidades defensivas, e posteriormente foi reformado no séc. XVIII. Atualmente acolhe o Museu Arqueológico Provincial, que realiza um interessante percurso pela pré-história galega através de diversas peças de ourivesaria e objetos e ferramentas correspondentes à cultura dos castros.No longo calçadão à beira-mar de A Corunha aparecem outras atrações culturais de destaque. O Acuarium Finisterrae, situado perto da Torre de Hércules, é um dos aquários mais importantes da Espanha, além de incluir salas de exposições interativas relacionadas com o mar. O ser humano é o tema central do Domus ou Casa do Homem, situado em um edifício futurista projetado pelo arquiteto Arata Isozaki. Em seu interior, diversas salas interativas mostram o homem de um ponto de vista multidisciplinar. O calçadão conduz finalmente até as amplas praias de Riazor e Orzán, principais referências de lazer dos moradores.O percurso de museus pode ser completado visitando o Museu das Ciências, situado no Parque de Santa Margarita, um dos espaços verdes mais importantes da capital. Destaca-se nele o Planetário, enquanto sua exposição permanente aborda de uma maneira interativa os princípios científicos, tecnológicos e do mundo natural.Outro passeio interessante pela cidade pode ser o Roteiro Picasso, seguindo os passos deste genial artista que morou durante quase quatro anos em A Corunha. O percurso tem paradas, por exemplo, na que foi sua casa, na Praça de Pontevedra (seu lugar de jogos e estudos), na praia de Riazor (que Picasso desenhava ao natural), na Escola de Artes e Ofícios (que conserva suas qualificações), no Cemitério de Santo Amaro (onde foi enterrada sua irmã menor) e na Torre de Hércules (onde tantas vezes o artista encontrou inspiração).Culinária e arredoresA culinária corunhesa reúne o melhor do litoral e do interior. Da costa vêm excelentes frutos do mar: caranguejos, percebes, santolas, lagostins, etc. Também são elaboradas deliciosas receitas à base de peixe, como a caldeirada de tamboril (guisado), a merluza à moda galega (com cebola, alho e cenoura) e o linguado na chapa. A empanada serve como transição para o interior, já que pode ser elaborada tanto com peixe e frutos do mar, como com carne. Quanto às carnes, a de porco é utilizada para elaborar o famoso lacón con grelos, enquanto a ternera gallega é protegida com Denominação de Origem. Qualquer um dos magníficos vinhos galegos que contam com Denominação de Origem (Monterrei, Ribeira Sacra, Ribeiro, Rías Baixas e Valdeorras) pode servir como acompanhamento para estes pratos. E de sobremesa, a famosa torta de Santiago (com amêndoas, açúcar e farinha).Nos arredores da capital corunhesa podem ser visitadas interessantes localidades, como Betanzos, declarada Conjunto Histórico-Artístico, Santiago de Compostela, capital da Galícia e cidade Patrimônio da Humanidade, ou Ferrol.Na capital compostelana é possível se hospedar no Parador "Hostal de los Reyes Católicos" (séc. XV), declarado Monumento Nacional. Por sua veze, o Parador de Ferrol é um dos melhores alojamentos desta cidade marinheira. Alguns dos ecossistemas mais importantes da Galícia se conservam em A Corunha, como o Parque Natural Fragas do Eume e o Parque Natural Complexo Dunar de Corrubedo e Lagunas de Carregal e Vixán. De grande interesse paisagístico é a Costa da Morte, um roteiro que percorre a abrupta costa atlântica atravessando localidades como Camariñas, Corcubión ou Fisterra.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.