Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Pátio interno da Casa de Lis, em Salamanca

Espaços e roteiros originais em Salamanca

Salamanca

Descubra a cidade de uma maneira diferente

Arte urbana, lugares lendários, espaços desconhecidos, torres espetaculares... A cidade de Salamanca oferece numerosas opções e propostas originais para que você a conheça de uma forma diferente.

Salamanca vista de cima

Com seus 110 metros de altura, as torres medievais da Catedral são um dos mirantes mais espetaculares de Salamanca. A exposição “Ieronimus” permite percorrer o interior das torres, acessar seus terraços e adentrar-se em sua história enquanto passeia entre pináculos, gárgulas e merlões. Além da fantástica vista urbana, você poderá ver a catedral do alto do trifório. As visitas são diurnas, mas existe a possibilidade de realizar visitas noturnas e visitas especiais para praticar espanhol.Outra janela privilegiada para os telhados de Salamanca fica nas torres da Clerezia. Com o itinerário “Scala Coeli” (significa “Escada para o céu”, o nome já diz tudo) você percorrerá o interior da Real Clerezia de San Marcos. A caminho para as torres, você poderá acessar as tribunas da igreja, uma varanda ideal para apreciar a beleza do altar principal e seu retábulo barroco. No verão, além disso, são organizadas visitas noturnas.

Torres da Catedral de Salamanca

Lugares mágicos: da Caverna ao Céu de Salamanca

A cripta da hoje desaparecida igreja de San Cebrián é conhecida como a Caverna de Salamanca. É um lugar que sempre esteve rodeado de lendas e mistérios. Dizem que ela dava entrada a um labirinto de túneis pelo subsolo da cidade, que era uma escola de magia e ciências ocultas, que até o próprio diabo a utilizava para dar aulas de magia negra... Se você sente curiosidade, pode ver a cripta à luz do dia, ou também à noite, com as visitas noturnas a lugares de contos e lendas que são organizadas. No verão também são realizados shows e representações de teatro.O Céu de Salamanca é um mural fascinante do século XV que fica no pátio das Escolas Menores da Universidade. Nele aparecem representados os signos do zodíaco, várias constelações mitológicas, os ventos e as estrelas. A pintura, que originalmente decorava a abóbada da biblioteca e era três vezes maior, é um excelente reflexo do conhecimento astronômico e astrológico da época.

A Caverna de Salamanca

Galeria urbana: a arte na rua

O Bairro do Oeste é uma zona da cidade com uma atraente atmosfera cultural alternativa. As portas das garagens, as fachadas e os muros dos edifícios servem de tela para as obras de arte urbana criadas tanto por artistas consolidados como por jovens talentos desconhecidos. Uma galeria urbana com mais de cem murais, cujo epicentro se situa na praça do Oeste. Você pode entrar no site para baixar o app (para iOs e Android) e o mapa com as principais intervenções artísticas.

Lojas históricas

Passeando pelo centro histórico você terá a oportunidade de fazer um itinerário particularmente interessante: o de suas lojas antigas. Aproxime-se a qualquer escritório de turismo para conseguir o plano deste roteiro pelas lojas tradicionais que perduram em Salamanca. Uma confeitaria centenária na Plaza Mayor, a farmácia mais antiga da cidade, um comércio de couros tradicional... É como entrar em outra época, com balcões de madeira, estantes com pequenos compartimentos, cartazes e fachadas art decó, chãos de ladrilho hidráulico...

Arte urbana, Salamanca

Espaços entreabertos: onde vive a espiritualidade

Esta proposta levará você em busca de pequenos espaços de recolhimento e intimidade, muito bonitos, onde reina a espiritualidade. São quatro espaços de clausura fundados há séculos: o Convento de Santa María de las Dueñas, com um belíssimo claustro; a Casa de Santa Teresa de Jesús, onde Santa Teresa se inspirou para escrever seu poema “Vivo sem viver em mim”; o Convento de Santa Clara, onde hoje em dia ainda vivem freiras em clausura; e o Convento das Úrsulas, que conta com um lindo artesoado mudéjar em seu museu.

As chaves da cidade

Com o outono também chega a Salamanca o programa cultural “As chaves da cidade”. Durante os meses de outubro a dezembro são realizadas visitas guiadas gratuitas a lugares e espaços que normalmente estão fechados para o público. As explicações sobre seus segredos, curiosidades e histórias são dadas por especialistas ou pelas pessoas que moram nos monumentos.

Visita às torres da Catedral, Salamanca