Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Vista no roque de Gran Canaria com o Teide ao fundo

Reserva da Biosfera de Gran Canaria

Gran Canaria

Um continente em miniatura


A Reserva da Biosfera de Gran Canaria, declarada pela UNESCO em 2005, abrange 43% do território da ilha e uma ampla zona marinha na costa sudoeste.

Gran Canaria se encontra no arquipélago das Ilhas Canárias, entre Fuerteventura e Tenerife. Esta ilha de origem vulcânica tem uma forma arredondada e seu ponto de máxima altitude fica no centro, no Pico de Las Nieves (1.949 metros), com um relevo de aparência cônica. Sua altitude e as características de seu peculiar relevo possibilitam a existência de diferentes microclimas e habitats. Assim, devido à sua enorme diversidade de paisagens, Gran Canaria é conhecida com o apelido de “continente em miniatura”: desde ravinas e picos montanhosos até praias, bosques e falésias. Quase a metade de seus 1.560 quilômetros quadrados de território estão incluídos dentro da zona da Reserva da Biosfera que cobre, no sudoeste da ilha, os municípios de Aldea de San Nicolás, Artenara e Tejeda; todo o território de San Bartolomé de Tirajana, Agaete e Mogán situado a mais de 300 metros de altitude; a faixa marinha, e uma pequena parte da Vega de San Mateo, no centro da ilha, incluído dentro do Parque Rural de El Nublo. Esta área compreende parques naturais como o de Inagua, o de Tamadaba e o de Pilancones, e a imensa depressão da bacia de Tejada, de cujas montanhas parte uma rede de drenagem de águas pluviais que percorre as ravinas e os vales agrícolas até a costa. Em geral, podem ser distinguidos três tipos de ecossistemas: um árido e semiárido, com uma vegetação protagonizada por cardones e tabaíbas; outro sub-úmido, no qual se destacam os bosques de pinheiro canário (uma espécie única no mundo); e um ambiente úmido de transição, com uma vegetação de faial-urzal e vestígios de laurissilva. A biodiversidade de seu litoral também é rica, com populações de tartaruga-cabeçuda e de cetáceos como o golfinho-nariz-de-garrafa e a baleia-piloto.

Reserva da Biosfera de Gran Canaria


Grã Canária  (Canárias)

Espécie de área:Reserva da Biosfera Superfície:100,46 hectares E-mail:pmperezs@grancanaria.com Tel.:+34 928 21 94 21 Web:Reserva da Biosfera de Gran Canaria

Grã Canária (Canárias):

San Bartolomé de Tirajana.

Informações importantes

O que é preciso saber


  • Informações culturais

    O turismo é a principal atividade desenvolvida, mas sempre marcada pelo respeito à natureza. A conscientização na ilha é muito alta, com uma tendência a adotar práticas sustentáveis nos mais variados âmbitos como, por exemplo, a pesca artesanal, o turismo rural e os sistemas de irrigação que otimizam o consumo de água. Neste sentido, seus cidadãos são um modelo a seguir, já que os lares de Gran Canaria são os que têm o menor consumo de água de toda a União Europeia.

  • Informações meio ambientais

    Apesar de sua reduzida superfície, Gran Canaria apresenta uma extraordinária biodiversidade, onde é possível apreciar as peculiaridades do meio natural macaronésio, além de numerosas espécies de flora e fauna endêmicas. Das 600 espécies de flora registradas na Reserva da Biosfera, 95 são autóctones de Gran Canaria, 101 endêmicas das Ilhas Canárias e 32 próprias da Macaronésia. Quanto à fauna terrestre, há muitas aves e répteis, com endemismos como o tentilhão-azul e o lagarto-canário, enquanto em suas águas é possível ver mamíferos como golfinhos, golfinhos-de-commerson e baleias.

  • Informações visitas

    O acesso a Gran Canaria é fácil por via aérea e marítima através de sua capital, Las Palmas de Gran Canaria (o aeroporto internacional fica a apenas 18 quilômetros da cidade). Além disso, a ilha tem conexão com o resto do arquipélago canário através de diferentes linhas aéreas e marítimas interinsulares. Alugar um carro é uma boa opção para conhecer a ilha, já que a distância máxima entre dois pontos não supera 47,5 quilômetros.