Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Vista panorâmica de Santa Cruz de Tenerife, na ilha de Tenerife (Ilhas Canárias)

Santa Cruz de Tenerife

Tenerife

Santa Cruz de Tenerife é uma bonita cidade portuária situada em Tenerife, a maior das ilhas ocidentais do arquipélago canário. Em torno de seu importante porto se estendem amplas avenidas, praças e exóticos espaços ajardinados, além de belos exemplos de arquitetura modernista.

Todos os anos, a capital da ilha veste suas melhores roupas de gala para acolher o Carnaval, declarado de Interesse Turístico Internacional e um dos mais espetaculares da Espanha.Sua privilegiada localização permite desfrutar de lindas praias como a das Teresitas, conhecer a cidade de San Cristóbal de La Laguna, declarada Patrimônio da Humanidade, ou visitar o Parque Nacional do Teide, o símbolo da ilha.

Pouco mais de quatro séculos contemplam a história de Santa Cruz de Tenerife. Isso é porque, apesar de que em 1494 Alonso Fernández de Lugo tenha desembarcado nestas costas, a cidade não começou a desenvolver até um século depois, sendo o porto o motor de crescimento que transformou esta cidade na segunda mais povoada do arquipélago canário.Ao redor da zona portuária se distribui um traçado urbano estruturado em alamedas e amplas avenidas marcadas por um importante legado de arquitetura modernista. No centro nevrálgico da cidade, junto ao mar, localiza-se a praça da Espanha, construída em meados do século XX sobre a antiga instalação do castelo de San Cristóbal (séc. XVI).Em frente à praça se situa o Cabildo Insular de Tenerife, sede da primeira corporação municipal de Tenerife. O edifício, de traços racionalistas, começou a ser edificado em estilo neoclássico em meados dos anos trinta, sob a direção do arquiteto Marrero Regalado. No interior, seus salões se destacam por conter uma série de murais realizados pelo pintor canarino José Aguiar.Neste logar confluem algumas das ruas e praças mais populares da capital, como a praça de La Candelaria. Localizada sobre a antiga fortaleza de San Cristóbal, em seu centro se destaca o monumento ao Triunfo da Candelária, uma escultura de estilo neoclássico realizada em mármore de Carrara e atribuída ao italiano Pasquale Bocciardo. Neste local você verá a fachada do Palácio da Carta, do séc. XVIII, um belo exemplo do barroco com toques neoclássicos.Perto deste palácio ficam outras importantes amostras de arquitetura civil. O Cassino, construído no primeiro terço do século XX seguindo as tendências ecléticas da época, abriga em seu interior uma destacada coleção de obras de pintores canarinos. O Teatro Guimerá conta com mais de um século e meio de existência, após ter sido erigido sobre o antigo convento de Santo Domingo. O recinto teatral, projetado em 1849 e inaugurado em 1851, combina em sua estética externa uma mistura dos estilos classicista e romântico, enquanto seu interior aparece decorado com afrescos e folhados a ouro.A parte mais antiga da cidade conserva vários monumentos religiosos. A igreja de San Francisco, um dos exemplos mais bonitos do barroco ilhéu, consta de três naves e começou a ser construída no século XVII. Por sua vez, a igreja do Pilar, do século XVIII, foi levantada sobre os restos de uma antiga ermida.De grande interesse histórico é a igreja de La Concepción, cuja construção primitiva data do ano 1500. O templo, inicialmente denominado da Santa Cruz, foi restaurado em 1653, enquanto a torre atual foi erigida em 1786. No exterior, a construção, de estilo colonial canário, destaca-se por sua varanda de madeira, típica da ilha. A igreja tem a planta em cruz latina e é estruturada em cinco naves. Em seu interior, guarda uma importante coleção de arte sacra. Assim, vale a pena ressaltar a imagem gótica da Virgen de la Consolación e a Cruz de la Conquista, trazida a estas ilhas pelo conquistador Fernández de Lugo, assim como vários tronos para procissões.A cidade também conta com alguns espaços verdes repletos de árvores exóticas. No parque García Sanabria funciona um importante Museu de Esculturas ao Ar Livre. Trata-se de um original lugar em que obras de artistas contemporâneos convivem com palmeiras e outras espécies de flora tropical. Nele é possível admirar criações de autores espanhóis e estrangeiros como José Guinovart, Óscar Domínguez, Joan Miró e Henry Moore.Outro lugar de visita obrigatória é o Parque Marítimo, uma área de lazer projetada pelo arquiteto canarino César Manrique e que está situada na antiga doca comercial. Na Caleta de Negros, muito perto deste complexo, pode ser contemplado o castelo de San Juan, um dos mais bem conservados da ilha. Também conhecido como o Castillo Negro, este baluarte defensivo de planta circular foi levantado na primeira metade do século XVII, utilizando para sua construção pedras vulcânicas talhadas.Para desfrutar do mar, vale a pena ir até San Andrés, um bairro marítimo situado junto à praia de Las Teresitas, de areia dourada e fina.Festas, culinária e arredoresA cidade de Santa Cruz de Tenerife é famosa por seu Carnaval, um dos mais chamativos da Espanha. Esta festa, declarada de Interesse Turístico Internacional, caracteriza-se pela espetacularidade das fantasias e pela animação de murgas, rondallas (agrupamentos musicais) e comparsas. Existe uma ampla oferta hoteleira em toda a ilha, mas é conveniente reservar acomodação com antecedência suficiente para poder aproveitar o carnaval.A capital de Tenerife serve como vitrine da gastronomia típica da ilha. O porco é a base para a elaboração dos ranchos (guisado típico). Além disso, compartilha com o resto do arquipélago as conhecidas papas arrugadas (batatas) e os mojos (molhos). O mar proporciona peixes como o chicharro, a vieja sancochada (peixe típico cozido), as sardinhas, a cavala e o mero, assim como diversos frutos do mar. Entre os doces se destacam delícias como o pastel de cabello de ángel, o frangollo con miel (sobremesa típica à base de milho) e as truchas de batata con almendras.Para acompanhar a refeição, você pode escolher entre alguma das cinco Denominações de Origem de vinho que são produzidas em Tenerife: Abona, Tacoronte-Acentejo, Valle de Güimar, Valle de la Orotava e Ycoden-Daute-Isora. Uma vez terminado o passeio pela cidade, uma boa opção é fazer uma excursão para descobrir os arredores. A poucos quilômetros da capital se situa San Cristóbal de La Laguna, cujo centro histórico foi declarado Patrimônio da Humanidade. Nele vale a pena ir até a Catedral, o modernista Teatro Leal e a igreja de La Concepción (séc. XVI). Uma de suas joias é o Palácio Episcopal (séc. XVII), construído em estilo barroco e com um lindo pátio interno.Do ponto de vista natural, Tenerife é uma ilha de contrastes paisagísticos. As extensas praias do sul da ilha dão passagem a uma vegetação exuberante no norte. E no centro geográfico insular se levanta o Teide que, com 3.718 metros de altitude, é a maior montanha da Espanha. Este cume vulcânico dá nome ao Parque Nacional do Teide, um espaço protegido que conta com muitas espécies endêmicas de fauna e flora canária. Dentro dos limites do Parque fica o Parador de las Cañadas del Teide.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.