Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Uma das pontes de pedra de Jarandilla de la Vera, em Cáceres (Extremadura)

Jarandilla de la Vera

Cáceres

No palácio de Jarandilla, construído no séc. XV, viveu Carlos I enquanto Yuste estava sendo renovado. Atualmente o palácio é Parador de Turismo.

Na arquitetura civil de Jarandilla destacam-se a casa de Dom Luis de Quijada - preceptor de Dom Juan de Austria - e o pelourinho. Também diversas pontes medievais embora de traço romano, em cuja construção se utilizaram pedras talhadas de um mausoléu romano próximo.Múltiplos são os edifícios religiosos: as ermidas de Ntra. Sra. de Sopetrán, Ntra. Sra. De Cincho e do Santíssimo Cristo del Humilladero, o convento de San Francisco, as igrejas de San Agustín e de Ntra. Sra. De la Torre, edifício grande e suntuoso dos séculos XII e XIII, construído sobre rocha viva, que a sustenta e fortalece.A festa das vassouradas, declarada de interesse turístico regional, comemora-se no dia 7 de dezembro à noite em homenagem à Virgem da Inmaculada Concepción. Sua origem não pôde ser esclarecida. O ponto alto é a saída do estandarte da Virgem, levado por um cavaleiro que é acompanhado por numerosas cavalarias e por todo o povoado com vassouras acesas.As condições do clima e do relevo favorecem a formação de gargantas, elemento chave na paisagem do lugar. Tal é o caso da Garganta do Jaranda.