Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Vista aérea de San Sebastián Guipuzkoa

Donostia-San Sebastián

Gipuzkoa

A cidade donostiarra estende-se por uma baía de areia branca entre os montes Urgull e Igeldo.

Um conjunto de casas de pescadores, uma ampliação urbana senhorial e alguns bairros modernos fazem desta cidade uma das mais atrativas do litoral cantábrico. O Museu de San Telmo, o Pente do Vento e o Palácio do Kursaal são exemplos de como a cidade une tradição com modernidade em seu traçado. Por sua vez, a província guipuzcoana, da qual San Sebastián é a capital, funde mar e montanha, oferecendo ao viajante, além de interessantes monumentos, paisagens, esportes, gastronomia... A gastronomia basca tem um reconhecido prestígio internacional.

O traçado urbano de San Sebastián se estende de frente para a baía de La Concha. O Monte Igeldo marca o limite em um de seus extremos, uma atalaia insuperável para apreciar a vista sobre a cidade. Aos seus pés fica a Punta Torrepea, onde está instalado o “Pente do Vento”, um conjunto de esculturas do célebre artista basco Eduardo Chillida. É lá que começa a Praia de Ondarreta, delimitada por uma zona ajardinada e pelo Pico del Loro. Este foi o lugar escolhido pela rainha Maria Cristina (séc. XVIII) para construir o Palácio de Miramar, sua residência de verão. Um belo calçadão à beira-mar com elegantes parapeitos e postes de iluminação percorre a praia de La Concha, em cuja areia fica o Balneário La Perla del Océano, uma antiga casa real de banhos.Olhando sempre para o mar, chegamos ao antigo Cassino, atualmente a Prefeitura da cidade. Nesta zona, entre o mar e o rio Urumea, se encontra o centro histórico, e a caminho do Monte Urgull, o porto esportivo e o bairro de pescadores. O topo do Urgull é dominado pelo Castelo de La Mota e por uma representação do Sagrado Coração. Uma trilha conduz até o alto, enquanto outra rodeia o monte passando pelo quebra-mar.

Cidade Antiga

Na parte mais antiga de San Sebastián você verá as igrejas de San Vicente e de Santa María del Coro, a primeira gótica e a segunda, renascentista-barroca. Um antigo convento de dominicanos é hoje em dia o Museu San Telmo, cujas coleções de arqueologia, etnografia e pintura merecem uma visita. Estas animadas ruas conduzem à praça de La Constitución e seus pórticos. Entre suas varandas, numeradas e pintadas de albero que delatam sua origem como praça de touros, se situa a antiga prefeitura neoclássica, que foi transformada em Biblioteca Municipal.A Alameda do Boulevard dá entrada à cidade romântica, que surgiu após a demolição das antigas muralhas. À beira do rio Urumea você verá o Teatro Victoria Eugenia e o Hotel María Cristina, construídos em estilo neoplateresco. Dispersos por este traçado racionalista, também podem ser visitados lugares como a praça de Guipúscoa, com seus jardins, o edifico da Diputación Foral, o Centro Cultural Koldo Mitxelena e o edifício de Correios e Telégrafos. E também a Catedral de San Sebastián, o Bom Pastor, construída em estilo neogótico. Voltando à ribeira, há várias casas senhoriais do princípio do século XX, que conduzem à ponte mais monumental que atravessa o rio: a de María Cristina. Quatro postes de iluminação do escultor Mariano Benlliure iluminam o caminho até a estação ferroviária, projetada por Eiffel. Neste lado do rio ficam os bairros modernos de Eguía e Gros. Na praia do Gros se encontra a moderna estrutura do Kursaal, projeto do arquiteto Rafael Moneo.San Sebastián é uma cidade cosmopolita com uma forte personalidade basca, como fica evidente em seus eventos culturais. A Tamborrada e a Semana Grande, com as regatas de traineiras, falam sobre a tradição; enquanto seus prestigiados festivais de cinema e de jazz dizem muito sobre sua vocação internacional. Todas elas são ocasiões em que vale a pena estar na cidade, mesmo que seja necessário reservar acomodação com antecedência.

Guipúscoa

Uma das melhores maneiras de percorrer seus bairros e se aproximar da sua cultura é através da gastronomia. A cozinha basca tem prestígio internacional graças à qualidade de suas matérias-primas e à habilidade de seus cozinheiros, tanto de repertório tradicional como imaginativo. Cabe mencionar que alguns dos restaurantes mais famosos da Espanha ficam em San Sebastián. Receitas elaboradas com produtos da horta, peixes e frutos do mar devem ser sempre acompanhadas com o vinho Txakolí de Guetaria/Guetariako Txakolina, com Denominação de Origem própria.A província da Guipúscoa satisfaz os gostos de qualquer viajante, oferecendo um extenso litoral de excelentes praias e povoados pesqueiros, ao mesmo tempo que um interior com espaços naturais onde se encontram importantes vilas históricas. Percorrendo a costa da França até Biscaia, você terá a oportunidade de visitar o centro histórico de Hondarribia/Fuenterrabia, declarado Monumento Histórico-Artístico, e de se hospedar em seu Parador de Turismo. Outras localidades que combinam interessantes monumentos com extensas praias são Zarautz, Getaria, Deba e Mutriku.Rios e vales o guiarão pelo interior da província. Seguindo o curso do Oria, as vilas históricas de Tolosa, Ordizia e Lazkao conservam importantes legados monumentais. O vale do Urola oferece o centro histórico e o balneário de Cestona/Zestoa, o traçado medieval de Azpeitia e o Santuário de San Ignacio de Loyola, um conjunto barroco que é o centro da religiosidade basca. Bergara, uma das vilas mais senhoriais de Guipúscoa, e bonitos casarios, como Elgeta, se estendem pelo vale do Deba.Além desta riqueza monumental, esta província do País Basco possui um patrimônio natural perfeito para praticar diversos esportes de baixo impacto ambiental. Os parques naturais de Aitzkorri, Aralar, Aiako-Harria e Pagoeta indicam a qualidade de seus ecossistemas.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.