Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Ramo de rosas no dia de Sant Jordi. Barcelona

A festa de Sant Jordi em Barcelona

Barcelona

A festa de Sant Jordi em Barcelona


Rosa, livros e apaixonados: nunca faltam em Barcelona em 23 de abril. O Dia Internacional do Livro em Catalunha se transforma numa jornada festiva e especialmente romântica. Os catalães comemoram seu padroeiro, Sant Jordi, saindo à rua para cumprir com uma curiosa tradição popular. Se você quer saber em que ela consiste, qual é a sua origem e como aproveitá-la, continue lendo.

O que é a festa de Sant Jordi e quando é celebrada?

É uma das celebrações mais originais da Catalunha e tem lugar durante a primavera, no dia 23 de abril. Trata-se de uma festa com definido caráter popular, que une cultura e romantismo combinando a celebração do dia do livro e do dia dos apaixonados. Nesse dia, o costume é os casais trocarem presentes: os homens recebem um livro e as mulheres uma rosa. No entanto, a cada vez está mais estendido que tanto homens quanto mulheres presenteiem com livros e rosas.Barcelona se transforma durante esta jornada em uma enorme livraria e floricultura ao ar livre. As ruas se enchem de pessoas que passeiam entre postos de livros e rosas, procurando seu presente não só para aqueles que amam, também para a família ou os amigos. Por toda a cidade você encontrará postos com as últimas novidades editoriais, verá autores renomados assinando exemplares e, certamente, cheirará o aroma das rosas.

Posto de livros no dia de Sant Jordi na Rambla de Catalunya

O que você pode fazer e visitar em Barcelona no dia 23 de abril?

É um dia para passear pela cidade e aproveitar o ambiente de festa. São imprescindíveis ruas como as Ramblas, o passeio de Gracia, o passeio de Sant Joan e a Rambla da Catalunya, onde abundam especialmente os postos de vendas de livros e rosas e as atividades literárias, como oficinas e recitais. Além disso, durante a jornada é fácil aproveitar as sardanas (danças tradicionais) e os populares castells (torres humanas) em lugares como a praça Sant Jaume. O dia de Sant Jordi é também uma oportunidade para visitar edifícios como a prefeitura, o Palau Güell, o recinto modernista de Sant Pau, o Ateneu ou o Palau de la Generalitat, onde é habitual a organização de atividades especiais ou um dia de portas abertas com visitas gratuitas. Uma das visitas mais especiais é a Casa Batlló, em cuja arquitetura Gaudí representou a lenda de Sant Jordi e o dragão relacionada com a festa.

Casa Batlló decorada com rosas durante festa de San Jordi, Barcelona

Qual é a origem da festa?

A origem desta curiosa festa é uma mistura de tradições de diferentes épocas. Por um lado, coincide o fato de que Sant Jordi seja, desde o século XV, o padroeiro da Catalunha; pelo outro, a famosa lenda de Sant Jordi e o dragão (o cavaleiro venceu o dragão que aterrorizava à aldeia e à princesa e, ao atravessá-lo com a espada, do corpo da besta brotaram lindas rosas vermelhas que Sant Jordi usou para presentear à princesa). Além disso, o antigo costume medieval de visitar a capela de Sant Jordi del Palaci da Generalitat, onde era costume realizar uma feira de rosas ou “dos apaixonados”. Por este motivo, Sant Jordi é também conhecido como o padroeiro dos apaixonados na Catalunha.

Descubra mais sobre...