Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Pals, em Girona (Catalunha)

Pals

Girona

A escassos quilômetros do mar Mediterrâneo, em plena Costa Brava, estende-se o traçado medieval de Pals. A comarca do Baix Ampordà, em Girona, tem nesta localidade um belo centro histórico declarado Conjunto Histórico Artístico.

No Recinto Gótico de Pals esperam o viajante belas ruas empedradas ladeadas por casas nobres. A praia de Pals completa a visita de seu recinto amuralhado. Em qualquer destes pontos você pode provar a cozinha da região, baseada em produtos tanto do mar como da montanha.

A Costa Brava, o agreste litoral da província de Girona, tem uma vila medieval a poucos quilômetros de seu perfil marítimo. Seu centro histórico ergue-se sobre uma colina rodeada de planícies, que em sua origem foi uma área pantanosa. É preciso remontar-se ao século IX para encontrar os primeiros documentos escritos que falam deste povoado, época a que pertence seu castelo.Contínuos confrontos bélicos fizeram com que durante séculos apenas se conservasse a Torre da Homenagem desta construção defensiva. Trata-se de uma torre românica de planta circular levantada entre os séculos XI e XIII. Seus 15 metros de altura assentam-se sobre uma plataforma de rocha natural, na que também se encontram numerosas tumbas visigóticas. Durante o século XV foi empregada como campanário, por isso é conhecida como a Torre das Horas.Recinto GóticoAtualmente o solar do castelo é ocupado pela casa da família Pi i Figueras, promotor da restauração do Recinto Gótico de Pals. De fatura moderna, esta casa mantém os mesmos traços arquitetônicos que o resto da urbe. Ruas empedradas interrompidas por arcos de meio ponto, fachadas com janelas ogivais e varandas de pedra são os sinais distintivos de Pals.A muralha é outro dos lugares que transportam ao viajante à Idade Média. Quatro torres de planta quadrada mantêm-se ainda de pé, apesar de que datam do século XII. Torres com nome próprio como Ramonet, Rom, Xinel·lo e Hospital.Outros lugares de interesse são o mirante Josep Pla, a Praça Mayor, as sepulturas da calle Mayor e da igreja de Sant Pere. O escritor, nascido em Palafrugell, dá nome a uma das atalaias naturais, de onde se divisam os campos do Ampurdán e as ilhas Medes. Arcos góticos e sepulturas medievais são os outros pontos de referência que encontramos no caminho. Parte das pedras talhadas do castelo foram empregadas no século X para edificar a igreja de Sant Pere. Em sua estrutura final distinguem-se a base românica, a abside e a nave gótica, e o pórtico e o campanário barrocos.A melhor maneira de percorrer Pals é perder-se por suas ruas medievais, mas antes disto vale a pena visitar uma casa fortificada do século XV, sede do Museu de Arqueologia Submarina. Entre outras curiosidades, podemos conhecer a história dos vinhos e cavas da Catalunha, graças à exposição permanente que exibe.Costa BravaAos arredores da vila estende-se outra parte do município de Pals, os Masos de Pals, antigo conjunto de (casas de campo catalãs) que atualmente acolhem a um nutrido núcleo urbano. E na costa, a praia de Pals. Mais de quatro quilômetros de águas transparentes onde o viajante poderá desfrutar do benigno clima mediterrâneo e de todas as oportunidades de lazer que a Costa Brava oferece. Campos de golfe, esportes náuticos e visitas ao Parque Natural Illes Medes são apenas algumas delas.Pals é também uma excelente oportunidade para conhecer a gastronomia do Baix Ampordà, que une produtos do mar e da terra. As favas e as ervilhas da horta aparecem junto das (salada de bacalhau), (assado de berinjela, cebola e pimentões) ou guisados de frango ou coelho com marisco. Por sua vez, camarões, robalos e douradas se preparam de várias maneiras. Entre as sobremesas, as frutas têm uma grande importância (morangos, pêssegos, melões, melancias, laranjas...), e no verão se transformam em sorvetes e .