Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Ponte das Infantas, em Guadalajara (Castilla-La Mancha)

Guadalajara

Guadalajara

Banhada pelas águas do rio Henares, Guadalajara possui uma longa história vinculada à passagem dos duques do Infantado pela capital de La Alcarria.

Em seu interessante legado monumental destaca-se o soberbo Palácio do Infantado, um autêntico símbolo da cidade.

As origens de Guadalajara levam à época romana, com a fundação do primitivo núcleo de Arriaca. Foi com a dominação árabe que este assentamento passou a se chamar Wad-ao-Hayara (“rio de pedras”), topônimo que evoluiria até seu atual nome. Sua importância como centro urbano aumentou no século XII, quando o rei Alfonso VII concedeu uma jurisdição à cidade, que foi ampliada posteriormente pelos monarcas Fernando III e Alfonso X. Mas sem dúvida, a marca histórica mais destacada foi a deixada pela dinastia dos Mendoza, que em meados do séc. XV recebeu a distinção de Guadalajara e deu esplendor à cidade durante séculos.A rica história da capital alcarrenha deixou um importante legado arquitetônico em seu centro histórico. A calle Mayor, só para pedestres, vertebra a parte histórica da capital com edifícios de grande valor histórico como a Prefeitura, os casarões da praça de Los Dávalos e o antigo palácio dos Mendoza, cujo pátio interno é uma excelente amostra de arte plateresca. Mas a construção civil mais importante desta cidade é o palácio del Infantado, considerado o autêntico símbolo da cidade. A construção deste edifício, que atualmente é a sede do Museu, do Arquivo Provincial e da Biblioteca Municipal, foi iniciada por Juan Guas em 1480, por encomenda do segundo dos duques, Dom Íñigo de Mendoza. Trata-se de uma magnífica obra de estilo isabelino presidida por uma soberba fachada renascentista e que se estrutura em seu interior em torno do pátio dos Leões, que consta de 2 galerias.Guadalajara conserva muitas amostras de arquitetura religiosa, como a igreja barroca jesuítica de San Nicolás el Real, da qual se destaca o retábulo e um sepulcro de alabastro do séc. XV; a igreja de Santiago (séc. XIV), um templo gótico mudéjar com bonitas capelas e fachada barroca; e a concatedral de Santa María la Mayor, construída e reformada no século XVII a partir de uma antiga mesquita de estilo mudéjar. Outros templos dignos de menção são a Capela de La Piedad e as igrejas de Nuestra Señora la Antigua, San Ginés e Los Remédios.

Culinária e arredores

Em algum dos muitos restaurantes de Guadalajara você pode provar o cordeiro ou o cabrito assado, duas das especialidades culinárias mais representativas da província. Também são típicas as trutas, os caranguejos de rio e os produtos derivados do porco, sem esquecer o morteruelo serrano (pasta para passar no pão). O mel de La Alcarria tem Denominação de Origem própria.Guadalajara é a capital de La Alcarria, região imortalizada em diversas obras literárias e onde se encontram lugares com interessantes legados artísticos. Torija possui um castelo onde funciona um museu etnográfico dedicado a La Alcarria; Hita, com sua bonita praça principal cercada de pórticos, também é famosa por ser berço de Juan Ruiz el Arcipreste, um dos autores castelhanos mais importantes da Idade Média. Perto desta localidade se encontra Jadraque, cujo traçado urbano se estende aos pés de um imponente castelo, e Cogolludo, com seu Palácio Ducal.No noroeste da província o destaque é Sigüenza, cidade declarada Conjunto Histórico-Artístico. Tradicional sede episcopal, a vila é presidida por seu castelo medieval do século XII, hoje convertido em um Parador de Turismo. Outro monumento destacável é a Catedral (séc. XII), gótica com elementos românicos e que guarda em uma de suas capelas a famosa escultura do Doncel de Sigüenza.Atienza, no topo de La Serranía, teve um papel relevante durante a Idade Média. Seu traçado urbano é dominado pela igreja de Santa María del Rey e pelo castelo. Destaca-se também a praça do Trigo, uma das mais bonitas de toda a província.Um dos espaços protegidos mais importantes de Castilla-La Mancha é o Parque Natural del Hayedo de Tejera Negra, no extremo noroeste da província. Às portas do parque localiza-se Majaelrayo, um pequeno vilarejo que faz parte do roteiro da Arquitetura Negra, conhecida por seus típicos povoados de casas de pedra e telhados de xisto.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.