Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
A torre da Igreja de São Bartolomeu preside a vista panorâmica de Carmona (Sevilha, Andaluzia)

Carmona

Sevilla

Assentada na várzea do rio Corbones, Carmona é uma cidade que se destaca por sua monumentalidade e pelos vestígios das diferentes culturas que a povoaram ao longo de sua vasta história.

Igrejas, palácios e muralhas fazem parte do importante patrimônio artístico que alberga seu centro histórico, dominado pela imponente imagem da fortaleza de origem árabe, o Alcácer do Rei Dom Pedro. Sua situação, a poucos quilômetros de Sevilha, permite aproveitar o ingente patrimônio monumental e artístico, além das inúmeras possibilidades de lazer oferecidas pela capital sevilhana. Além disso, Carmona permite desfrutar de uma culinária onde estão presentes as mais deliciosas receitas das tradições sevilhana e andaluza.

Povoada desde tempos remotos, Carmona possui uma longa história que abrangeu a passagem das mais diferentes culturas. Assim, esteve habitada por tartessos, para posteriormente se converter em colônia fenícia. Séculos depois, estabeleceram-se na área romanos e árabes, civilizações que deixaram sua particular marca no rico legado monumental que esconde esta localidade sevilhana.De origem romana é o local amuralhado, a que pertencem as portas de Córdoba e Sevilha, e o Anfiteatro. Também sua Necrópole (século I a.C.), localizada nos arredores da cidade, que conta com centenas de túmulos e ricas câmaras sepulcrais escavadas na rocha.Dentro das antigas muralhas, o bairro antigo de Carmona soube conservar seu aspecto de medina árabe, com ruas onde surgem belas manifestações de arquitetura civil e religiosa.No perfil da cidade se levanta a igreja de Santa María la Mayor, construída no século XV sobre uma antiga mesquita árabe. Outras igrejas de interesse são as de São Felipe (século XIV), em estilo mudéjar, e São Pedro, barroca, cuja torre se assemelha à Giralda sevilhana.A cada passo surgem casas em estilo mudéjar, construídas entre os séculos XV e XVII, edifícios renascentistas e barrocos. Alguns edifícios ilustres são o palácio dos Aguilar, o dos Roda ou a Casa do Marquês das Torres, atual sede do Museu Arqueológico e Etnográfico da cidade.O roteiro por Carmona deve continuar com a visita ao setecentista Convento das Descalças e o Alcácer da Porta de Sevilha, de origem cartaginesa. Ou se preferir, pode ascender ao ponto mais alto da cidade. Lá se encontra o Alcácer almóada do Rei Dom Pedro, hoje Parador de Turismo. Construído em época muçulmana, o alcácer primitivo foi residência dos reis de taifas. No século XIII, no mandato do rei Pedro I “O Cruel”, empreenderam-se profundos trabalhos de reforma do local fortificado até lhe conferir sua atual aparência. Conta a lenda que este suntuoso palácio se transformou em um dos prediletos do monarca castelhano.Carmona oferece múltiplas possibilidades de lazer. Caminhadas, passeios a cavalo, golfe em algum dos excelentes campos de golfe que existem nos arredores da capital sevilhana.

Culinária e arredores

Em Carmona é possível degustar algumas das múltiplas e deliciosas receitas da culinária da terra, como os ovos ao flamenco (com tomate, chouriço e ervilhas), a cartuxa de bacalhau ou de perdiz, os espinafres com especiarias de Carmona e a ardoria (a base de tomate, pão, óleo e pepino). O melhor acompanhamento será sempre quaisquer dos famosos vinhos andaluzes.Situada estrategicamente no centro da província, Carmona se torna o ponto de partida para conhecer alguns dos povoados hispalienses mais importantes. A tão somente 30 km se encontra Sevilha, onde poderemos visitar, entre outros, a Catedral, os Reais Alcáceres e o Arquivo das Índias, todos eles declarados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Nos arredores da capital está a cidade romana de Itálica, onde é possível observar seu teatro e seu anfiteatro, um dos maiores do império romano.Também podemos nos aproximar de Écija, conhecida como “cidade das torres” e um dos conjuntos monumentais mais importantes da província, Osuna, vila ducal destacada pela Colegiada e a Universidade, Estepe, que conserva suas muralhas e abundantes exemplos de arquitetura religiosa, e Marchena, com suas inúmeras portas de muralha e sua Praça ducal.Parte das marismas e locais do Parque Nacional de Doñana, Patrimônio da Humanidade e Reserva da Biosfera pela UNESCO, situam-se em Sevilha. Assim mesmo, o Parque Natural da Serra Norte abrange o setor de Serra Morena, entre Badajoz, Huelva e Córdoba. Dentro de seus limites, Cazalla de la Sierra oferece uma bem conservada arquitetura popular.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.