Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Palácio de Gaudí e Catedral de Santa María de Astorga (León, Castilla y León)

Astorga

León

A capital da região leonesa da Maragatería oferece um rico legado medieval, fruto de sua localização em um cruzamento de caminhos: o Caminho de Santiago e a Via da Prata.

Seu recinto amuralhado conserva igrejas, conventos e hospitais, que transportam o viajante à mais pura tradição compostelana. Sobressai também em seu traçado urbano uma obra excepcional do arquiteto modernista Antonio Gaudí: o Palácio Episcopal. Astorga é, além disso, uma boa oportunidade para aproveitar as delícias gastronômicas desta terra.

Astorga fica na confluência de dois importantes caminhos espanhóis que outrora foram caminhos de peregrinações. O mais antigo deles, a Vía de la Plata, tem sua origem na época romana. Seguindo este itinerário (Gijón-Sevilha) eram transportados os metais extraídos das minas do norte da península até os portos comerciais do sul. Durante a Idade Média, esta via foi percorrida por tropas árabes e cristãs nos tempos de conquista e reconquista. Esta excelente via de comunicação usada durante séculos tornou-se um caminho de peregrinação até Santiago de Compostela.Até aqui também chega o Caminho de Santiago, trajeto compostelano que a UNESCO declarou Patrimônio da Humanidade. Fazia parte de um conjunto de caminhos que percorriam a Europa e o norte da Espanha até Santiago de Compostela, cidade santa por abrigar o sepulcro do Apóstolo Santiago. O centro histórico desta cidade galega também é Patrimônio da Humanidade.

Asturica Augustea

E sob o império romano nasce Astorga, a antiga Asturica Augustea . A maioria dos achados arqueológicos pertencentes a este período histórico podem ser visitados na Rota Romana. Um itinerário por interessantes restos romanos. Seções de uma basílica, termas, mansões e parte do sistema de esgoto são alguns deles.A Puerta del Sol dá entrada ao recinto fortificado, onde se destaca a Catedral. A atual construção começou a ser erguida no século XV, mas os trabalhos continuaram até o XVII. Assim, seus traços conservam tanto elementos góticos como renascentistas e barrocos, e obras de mestres de todos os tempos. As plantas iniciais se devem a Gil de Hontañón, enquanto o Altar Mayor é assinado por Gaspar Becerra. A escultura barroca da Imaculada é obra do genial escultor Gregorio Fernández, e também se conserva uma escultura românica da Virgen de la Antigua. Também pode ser admirada uma arqueta de prata de Alfonso III el Magno, de corte exemplar. Outros importantes templos religiosos com gessarias barrocas são as igrejas de San Andrés, Santa Clara e San Bartolomé.Antigamente, este conjunto de construções também contava com hospitais de peregrinos. Hoje em dia, o viajante pode ver um pouco desta tradição no Museu das Peregrinações, que fica no Palácio Episcopal. Trata-se de um edifício neogótico, obra do mestre modernista Antonio Gaudí. Outro monumento notável é o Ayuntamiento (prefeitura) da cidade, em estilo barroco do século XVII. Esta obra de Manuel de la Lastra tem sua majestosa fachada na Plaza Mayor. Duas torres apoiam uma bonita sacada corrida de ferro forjado e um campanário sustentado com arcobotantes. Colasa e Perico, os maragatos mais populares de Astorga, tocam as horas em um grande sino de bronze.O percurso por esta cidade leonesa pode continuar nos Jardins da Sinagoga, no Parque do Aljibe ou no Museu do Chocolate. Outra excelente opção é entrar em algum dos restaurantes de sua zona urbana para deliciar-se com as receitas tradicionais da região. A excelente qualidade dos legumes de León fica evidente em pratos como o cozido maragato, que aqui é degustado em uma ordem inversa ao tradicional. O comensal começará pela carne, chouriço e recheio, e terminará com os grãos-de-bico, a couve e a sopa. A cecina (carne de vaca curada, seca e defumada), o botillo (embutido de produtos suínos cozido), a empanada berciana, o bacalhau e as trutas são outras opções muito apetitosas. As maçãs reinetas, cerejas, peras, pimentões e castanhas são incorporadas nas receitas habituais da região. Entre as sobremesas, os amanteigados de Astorga são os mais apreciados. Os vinhos devem ser da Denominação de Origem Bierzo.

Toda León

Astorga traz a necessidade de uma visita a León, parada do Caminho de Santiago e capital da província. As joias principais de sua arquitetura são a Catedral, a Basílica de San Isidoro e o Hospital de San Marcos (atualmente um Parador de Turismo). Para ter a melhor amostra da culinária leonesa, será preciso procurar no bairro de El Húmedo, uma trama de ruas onde as tapas (pequenas porções que acompanham a bebida) servirão de tira-gosto para receitas mais elaboradas.O Castrillo de los Polvazares, declarado Monumento Nacional, é uma autêntica amostra da cultura maragata. Ruas de pedra conduzem a robustas casas de amplos portões onde se respira a tradição leonesa. A Serra de Teleno fica próxima e possui um habitat à beira do rio Duerna onde podem ser vistos cervos e texugos, um lugar ideal para os amantes do meio natural. Excelentes lugares para redescobrir ofícios e usos antigos são os povoados de Rabanal del Camino, Foncebadón e Quintanilla de Somoza.Seguindo o roteiro compostelano, chega-se a Ponferrada e Villafranca del Bierzo. E em Carracedo fica o mosteiro de Santa María, declarado Monumento Nacional. Por sua vez, Compludo oferece a contemplação de uma ferraria medieval, enquanto em Carucedo você pode subir a Las Médulas. Estas montanhas avermelhadas são antigas minas de ouro romanas que foram declaradas pela UNESCO Patrimônio da Humanidade, tanto por seu valor paisagístico como histórico.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.