Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
A Alcazaba domina a vista panorâmica de Almeria (Andaluzia)

Almeria

Almería

A mais oriental das capitais andaluzas domina um litoral de praias quase virgens e um interior marcado por peculiares ecossistemas semidesérticos.

O fato de ter sido um dos portos mais importantes do Califado de Córdoba é revelado por sua Alcazaba e sua Catedral na beira do Mediterrâneo. Ruas estreitas de fachadas caiadas compõem parte do panorama de seu centro histórico. Além de história e cultura, Almeria oferece praias, parques naturais, tanto de alta montanha como de costa, e uma culinária que tornará esta viagem inesquecível.

Almeria tem sua origem na necessidade defensiva dos árabes. Foi Abderramán III quem fundou a Alcazaba que deu nome a esta cidade, Ao-Mariy-yat (A Atalaia). Trata-se da maior fortaleza construída pelos muçulmanos na Espanha, e abrigava palácios e mesquitas no interior de sua muralha tripla. Durante esta época (séc. X), Almeria era o principal porto comercial do Califado de Córdoba, e em sua medina funcionavam mais de 10.000 teares.Situadas também sobre o morro de San Cristóbal –onde é recomendável contemplar a vista do centro histórico e do porto- ficam as Muralhas de Hayrán. Sua construção é da época dos Reinos Taifas. Junto a elas encontra-se o Centro de Resgate da Fauna Saariana.E, como em quase todas as localidades de origem defensiva, o restante das casas se distribuem abaixo da Alcazaba; neste caso, até o Mediterrâneo. Escavadas no pé do cerro de San Cristóbal ficam as casas trogloditas que compõem o bairro de La Chanca.

Arquitetura religiosa

A Catedral de Almeria é outro lugar obrigatório do passeio. Sua poderosa estrutura ergue-se no centro da cidade antiga. Dotada de torres, ameias e grossos muros, a Catedral é mais parecida com uma fortaleza do que com um templo. Este traço peculiar se deve aos contínuos ataques de piratas berberes que este povoado tão próximo à costa precisava repelir. Perto dela assentam-se o Convento de Las Puras e o Palácio Episcopal.Disseminadas por estas ruas centrais também podem ser admiradas as igrejas mais importantes de Almeria. Na rua comercial calle de las Tiendas fica a igreja de Santiago el Viejo, cujas características principais são seu pórtico plateresco e a esbelta torre de mais de 50 metros que se eleva ao seu lado. Edificada sobre uma antiga mesquita árabe, a igreja de San Pedro é de estilo neoclássico, já que sua construção foi concluída no século XIX. Outro importante templo é o de San Juan, onde podem ser vistos os restos da mesquita sobre a qual foi erguida a construção atual.Neste centro histórico –delimitado pela Alcazaba, pela Puerta Purchena, pela Rambla de Belén e pelo Porto- ficam as instituições fundamentais da capital de Almeria: o Governo Militar, o Hospital Provincial, o Ayuntamiento (prefeitura), o Teatro Cervantes, o Governo Civil e o Palácio de Justiça.

Passeios e visitas

Não vá embora de Almeria sem dar um passeio sob as palmeiras do Parque de Nicolás Salmerón, que se estende paralelo ao mar. De lá você terá as melhores vistas panorâmicas dos portos esportivo e comercial. Você também pode se sentar nas mesas ao ar livre entre as ruas Tenor Iribarne e Concepción Arenal para ver as pessoas indo e vindo e desfrutar do incrível clima que esta cidade tem em qualquer época do ano. Outra opção é caminhar pelo amplo Paseo de Almería e pela Calle Real, com suas fachadas coloridas e seus “terraos” (andar superior das casas, que não é habitado), para sentir a atmosfera de uma das cidades andaluzas com mais personalidade.Sem se afastar muito de Almeria, também é possível desfrutar das excelentes praias e dos passeios oferecidos no Parque Natural do Cabo de Gata-Níjar, o primeiro parque marítimo-terrestre da Andaluzia. Além disso, o Parque Nacional de Sierra Nevada também não fica muito longe.A única coisa que falta é degustar as delícias da mesa almeriense. O produto fundamental da cidade de Almeria é a uva, mas aqui você também terá a oportunidade de degustar o ajo colorao (guisado de batatas, pimentões vermelhos, ovos, linguiça, bacalhau, alho e azeite de oliva), breca a las uvas, tamboril a la barraca (com alhos-porós e champinhons refogados)... Os frutos do mar de Garrucha e o bolo de tâmaras merecem uma menção de honra.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.