Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Parque Nacional do Teide

Rumo ao coração vulcânico de Tenerife

Tenerife

Cinco roteiros para fazer de carro, a pé ou de bicicleta

Tenerife (Ilhas Canárias) é uma terra estimulante. Praias incríveis, um carnaval famoso, temperaturas agradáveis todo o ano e uma coisa talvez menos conhecida, porém muito mais exclusiva. O caráter vulcânico da ilha convida o visitante ao autoconhecimento enquanto viaja à origem da terra, a essas erupções que originaram Tenerife. Alcançar o cume do Teide, o terceiro maior vulcão do mundo, é sem dúvida um desafio que terá valido a pena quando você estiver a 3.718 metros de altitude, mas não é o único. Existem cinco roteiros menos frequentes que podem ser feitos a pé, de carro ou de bicicleta. A proposta de conexão com essa alma vulcânica de Tenerife é combinada com visitas a vinícolas, moinhos tradicionais da ilha e até passeios de barco.

Território do Maciço Antigo

Esta zona compreendida entre Garachico e Puerto de Santiago é conhecida como “a ilha dentro da ilha”. Uma paisagem ideal para imaginar como tudo começou.  As erupções vulcânicas deram lugar a impressionantes falésias, como as de Teno. É recomendável visitar: o mirante do Emigrante (Garachico), o mirante da Baleia (Los Silos), o Centro de Serviço los Pedregales (Parque Rural de Teno) e o mirante de Archipenque (Los Gigantes).

Território dos Grandes Deslizamentos

Delimitado pelos vales de La Orotava e Güímar, este lugar fica entre Puerto de la Cruz e Puertito de Güímar. Um passeio por lugares como os mirantes de Humboldt (La Orotava), do Valle (Parque Nacional do Teide) ou de La Crucita (Corona Florestal) pode ser combinado com uma visita a vinícolas canárias. Uma recompensa que envolve se atrever com os sabores sulfurosos típicos das Canárias.

Piscinas naturais de Garachico

Território dos Vulcões Históricos

As 15 erupções mais importantes ocorridas nas Ilhas Canárias no último milênio foram aqui. Visitas recomendáveis: as dorsais de Pedro Gil e Abeque; os mirantes dos Vulcões e de Ucanca (Parque Nacional do Teide), o vulcão de Boca Cangrejo (Corona Florestal) e os jardins da Montanha Tagoro. Além de subir ao Teide de teleférico, você pode visitar um moinho tradicional de “gofio” (farinha típica das Canárias).

Território da Dorsal de Abeque

Considerada a zona vulcânica mais ativa da ilha, já que há apenas 100 anos ocorreu a erupção do Chinyero. A Caverna do Vento (em Icod de los Vinos), o tubo vulcânico mais comprido da Europa, também fica aqui. Ao redor desta zona podem ser visitadas cooperativas agrícolas e os mirantes de Pino Gordo (Corona Florestal), das Narices del Teide (Parque Nacional do Teide) e de Chirche (Santiago del Teide).

Cicloturismo no Parque Nacional do Teide

Território do Vulcanismo Explosivo

Situado no sul da ilha, aqui se concentram autênticos campos de vulcões. Lugares que vale a pena visitar são: a Caverna do Irmão Pedro, o Mirante de La Centinela (San Miguel de Abona) e o de Montanha Chiñama (Granadilla de Abona). Trata-se de uma zona ótima para outras atividades complementares como windsurf, mergulho ou mesmo passeios de barco para observar a impressionante imagem panorâmica do terreno visto do mar.

Trekking perto da Caverna do vento