Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Galeria Nogueras Blanchard

Galerias de arte e muito mais em Madri

Madrid

Espaços, feiras e ateliês de artistas contemporâneos


As ruas de Madri têm uma relação especial com a arte. Uma vez visitados os grandes museus, a cidade reserva outra proposta excepcional: um passeio pelas galerias de arte contemporânea. Uma contemplação da arte em outras dimensões, um pouco mais minoritárias, sem pautas e muitas vezes sem guias, seguindo a intuição própria de quem quer descobrir as últimas tendências em escultura, pintura, fotografia, design, ilustração... Abrir a mente para novas propostas artísticas. ‘Perder-se pelas ruas com o único objetivo de acabar observando algo surpreendente’. Bem-vind@ à Madri das galerias de arte! Estas são apenas algumas ideias, mas a lista poderia ser muito mais extensa, já que a cada dia surgem novas propostas.

Bairro de Salamanca

A década de 1970 foi determinante na aparição das primeiras galerias de arte contemporânea de Madri. Atualmente é um dos bairros mais senhoriais da cidade e concentra numerosos espaços dedicados à difusão e venda de obras de arte.Algumas das mais conhecidas são Álvaro Alcázar, Casado Santapau, Fernández Braso, Guillermo de Osma, Inés Barrenechea, Michel Soskine, Nieves Fernández e Parra & Romero. Arte moderna, abstrata e fusões artísticas podem se encontrar nas galerias desta zona.As estações de metrô Velázquez, Serrano e Colombo são bons pontos de partida para iniciar um percurso a pé para descobrir galerias em ruas como Castelló, Claudio Coello, Lagasca e arredores.

Rua Serrano no Bairro de Salamanca, Madri

Salesas, entre Alonso Martínez e Chueca

Entre ruas de clima mais despreocupado estão situadas as galerias de arte mais reconhecidas de Madri. De fato, nelas expuseram artistas de renome como Miquel Barceló e Chema Madoz, na galeria Elvira González; ou os fotógrafos de documentários Alberto García Alix e Cristina García Rodero, na Juana de Aizpuru. Outras importantes galerias são Marlborough e Heinrich Ehrhardt, reconhecidas por sua aposta em artistas emergentes; além de Cayón, La Caja Negra, Max Estrella, Pilar Serra e Travesía Cuatro. Por sua vez, a galeria Elba Benítez se destaca por suas exposições em formato de vídeo e suas instalações site-specific.A maioria destas galerias ficam no triângulo formado pelas estações de metrô de Alonso Martínez, Tribunal e Chueca e seus arredores, em ruas como Barquillo, Santo Tomé, San Mateo, Santa Engracia e Piamonte.

Galeria Max Estrella, Madri

Bairro de Las Letras e Lavapiés

E em uma zona de tradição artística como o Bairro de Las Letras de Madri também não podiam faltar as galerias de arte. Algumas das mais conhecidas, como a de Leandro Navarro, são especializadas em exposições de vanguarda histórica e arte moderna internacional. Sua coleção inclui obras de Dalí, Picasso, Miró, Gris, Kandinsky e Tàpies, entre outros. Outras referências são: Formato Cómodo, Ponce + Robles e The Goma.Ao redor do Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia se concentram-se as galerias da zona de Lavapiés. Aqui o maior protagonismo é dos artistas jovens. Por exemplo, na rua Doctor Fourquet ficam Casa sin fin, Espacio Mínimo, F2 Galería, Helga de Alvear, Maisterravalbuena, Moisés Pérez de Albéniz e Nogueras Blanchard. Muito perto, na rua Miguel Servet, está situada a galeria e livraria-café Swinton & Grant.

Galeria Swinton & Grant, Madri

Alguns eventos imprescindíveis

Além disso, em Madri são organizadas cada vez mais feiras dedicadas à arte e outras novas disciplinas. Este tipo de evento costuma incluir em seus programas a organização de workshows, workshops e visitas aos estúdios de criação dos artistas. A seguir são mencionados alguns dos principais eventos, muitos deles fazem parte da Semana da Arte de Madri, que é realizada no contexto da ARCO, a feira mais multitudinária:Apertura Madrid Gallery Weekend: um fim de semana de setembro dedicado à arte e à cultura, com exposições e atividades simultâneas em diversas galerias de Madri.ARCO: é o grande evento de arte contemporânea de Madri. É em fevereiro e expõe o melhor do setor a nível internacional.Estampa: entre setembro e outubro reúne galerias, editores e instituições dedicadas à coleção, promoção e difusão de edições de arte contemporânea.Hybrid Art Fair & Festival: no meio do caminho entre um festival e uma feira internacional de arte emergente, é realizado em março.Open Studio: uma oportunidade para visitar estúdios de artistas. Sem data fixa, costuma ser em outubro.Semana da Arquitetura: visitas guiadas, workshops, conferências e muitas outras atividades, no começo do mês de outubro.Urvanity Art: autodefinida como uma plataforma para uma nova arte contemporânea, se trata de uma feira em que galerias nacionais e internacionais se reúnem no COAM coincidindo com a Semana da Arte.

Galeria Casado Santapau, Madri