Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança
Castelo dos Templários de Ponferrada, em León (Castilla y León)

Ponferrada

León

Ponferrada, capital da região do Bierzo, constitui uma das etapas principais do Caminho de Santiago em sua passagem pela província de León. O centro histórico desta cidade se estende aos pés de um imponente castelo fundado pelos templários.

Ponferrada tem suas origens em uma antiga cidadela da época romana. A partir do século XI, o auge experimentado pelas peregrinações a Santiago de Compostela permitiu o surgimento do burgo de Pons Ferrata, situado em pleno caminho compostelano e denominado assim devido à construção de uma ponte reforçada com ferro.

No ano 1178, o rei leonês Fernando II pôs sob custódia da Ordem do Templo este núcleo florescente. Os templários se serviram da fortaleza romana primitiva para construir sobre ela um castelo onde se estabeleceram e que, ao mesmo tempo, protegia o trânsito dos peregrinos. Este fato favoreceu o crescimento demográfico e significou o desenvolvimento comercial da região.O CasteloO Castelo se ergue sobre o rio Sil e domina o centro histórico da cidade. Esta fortaleza medieval, de planta poligonal, começou a ser construída no final do século XII. O acesso é feito pelo seu lado sul através de uma ponte levadiça sobre o fosso. A fachada principal é ladeada por dois torreões unidos por um arco duplo de volta perfeita. Em torno de um grande pátio interior aparecem diversas peças, como a Sala de Armas e as estrebarias, além da sua Torre da Homenagem e de outras torres como as de Malpica, de Cabrera, Malvecino, etc.Aos pés do Castelo se estende o centro histórico da cidade, cuja entrada é a Calle del Reloj. É nesta via onde está situada a Torre do Relógio, construída sob o reinado de Carlos I, no século XVI, sobre uma das portas do antigo recinto amuralhado.Junto à Torre do Relógio fica o Convento de las Madres Concepcionistas. O edifício, de duas plantas, foi construído em alvenaria por Francisco Samper a partir de 1565. O destaque á a fachada, que tem um nicho com a imagem da Purísima Concepción.O final desta rua conduz à Plaza de la Encina, um tradicional lugar de transações comerciais. Nela está localizada a Basílica de la Encina, um dos edifícios religiosos mais destacados da cidade. O templo foi construído em estilo renascentista em 1573, enquanto sua torre barroca é posterior, de 1614. No interior, além da escultura da Virgen de la Encina, podem ser contemplados alguns retábulos, entre os quais se destaca o do altar principal, realizado por Mateo Flores no século XVII.Na parte baixa do centro histórico aparece o Hospital de La Reina, de estilo renascentista, e a igreja barroca de San Andrés, que alberga um Cristo dos Templários.O Museu do BierzoVale a pena conhecer o Museu do Bierzo, situado na Calle del Reloj, no edifício da antiga prisão. Suas instalações permitem uma aproximação ao legado histórico de Ponferrada e sua região através de objetos, ferramentas e diversas obras de arte. O andar térreo do museu, dedicado aos assentamentos primitivos desde o Paleolítico Inferior até o final da época romana, exibe uma coleção de utensílios de pedra, peças de cerâmica e outros objetos. Dentro deste período, destaca-se uma sala dedicada aos castros, pequenos núcleos pré-romanos que foram instalados por toda a região.Da Idade Média, o Museu conserva uma valiosa coleção de esculturas, pinturas e peças de ourivesaria. As mudanças socioeconômicas experimentadas no Bierzo durante os últimos séculos, especialmente o desenvolvimento da indústria da mineração, estão igualmente refletidas nesta exposição. O percurso pelo recinto do museu termina nas salas dedicadas a diferentes aspectos da região, como a paisagem, a fauna e a flora.Nos arredores, Ponferrada conserva outra joia arquitetônica. Trata-se da Igreja de Santo Tomás de las Ollas, um templo moçárabe construído no século X, com planta retangular e portal românico (séc. XII). Destaca-se em seu interior a capela principal, um original conjunto formado por nove arcos de ferradura e arrematado na parte superior por um polígono irregular de onze lados.Arredores e culináriaOs arredores de Ponferrada permitem conhecer outros lugares interessantes. Um deles é o Monastério de San Pedro de Montes, cuja construção é do século VII, embora tenha sido remodelado em várias ocasiões. Destaca-se a igreja monacal, românica com posteriores acréscimos do séc. XVIII. Tem planta basilical com três naves e conserva em seu interior vários retábulos e imagens.Vários quilômetros ao sul está localizada a igreja de Santiago de Peñalba, pertencente ao mosteiro fundado por San Genadio no século IX. O templo, de estilo moçárabe, tem uma única nave com duas capelas anexas unidas por arcos de ferradura.Ponferrada fica em pleno Caminho de Santiago, que cruza a província leonesa e atravessa lugares como Hospital de Órbigo, Astorga, Cacabelos, o Mosteiro de San Miguel de las Dueñas e Villafranca del Bierzo. Nesta última cidade existe a opção de se hospedar no Parador de Turismo.A província de León conta em seu território com uma das principais atrações naturais e turísticas de toda a Cordilheira Cantábrica: o Parque Nacional dos Picos de Europa, um espaço que é compartilhado com Astúrias e Cantábria. A Rota do Cares e o Naranco de Bulnes oferecem algumas das paisagens mais espetaculares dos Picos de Europa.Las Médulas, declaradas Patrimônio da Humanidade, constituem uma paisagem singular de terra avermelhada que recorda a extração de ouro realizada na área pelos romanos a partir do século I a. C.Como capital do Bierzo, Ponferrada é uma magnífica vitrine das principais receitas da região. Destaca-se o botillo, um embutido de porco condimentado e defumado que é servido acompanhado de cachelos (batatas cozidas) e verduras. Este prato deve ser regado com os vinhos do Bierzo, que contam com Denominação de Origem própria. 

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Agenda

Exposições, festivais, esportes...


Consulta alguns dos eventos mais relevantes que você poderá aproveitar no destino.