Fim de semana em Badajoz: a Rota do Presunto Ibérico “Dehesa de Extremadura”




Localização

Badajoz


Esta é uma rota para viver e experimentar a partir de dentro tudo o que rodeia o mundo do presunto ibérico. Uma tradição muito presente nas serras do sul e do oeste de Badajoz e que nos permite visitar montados, caminhar entre porcos, conhecer uma fábrica de presuntos e relaxarmo-nos em pequenas aldeias de casas brancas.

No total, a Rota do Presunto Ibérico “Dehesa de Extremadura”, em Badajoz, inclui 33 municípios em menos de 150 quilómetros. Estas curtas distâncias permitem conhecer várias aldeias em dois dias e ter um fim de semana com muito para fazer, mas a um ritmo tranquilo. Propomos-lhe um percurso para aproveitar a viagem.



Manhã de sábado – Visita à “Dehesa” (montado)

É um dos pratos fortes da rota, graças à possibilidade de passear por longas extensões de azinheiras e fazê-lo junto a uma grande quantidade de porcos que se alimentam livremente de bolotas no campo da Extremadura. Este período de pasto em liberdade é denominado como tempo de montado e é uma das marcas de identidade do presunto ibérico: os porcos são criados livremente, fazendo exercício, em contacto com a natureza e com alimentação natural durante a maioria do ano. Atualmente, são muitos os montados que permitem que os turistas visitem as respetivas instalações. Poderá organizar a sua visita tanto através da página Web das Rutas del Jamón Ibérico (rotas do presunto ibérico) como dos postos de turismo dos municípios da rota. A melhor época para desfrutar dos montados é entre outubro e maio. São os meses de montado, sendo possível passear entre porcos com mais de cem quilos, completamente confiantes em relação à presença de pessoas, e que poderá ter a seu lado enquanto ouve as explicações dos ganadeiros. Recomendamos que faça a visita de manhã, porque este momento é especialmente atrativo graças à luz do sol e à pequena neblina da noite que demora algum tempo a dissipar-se completamente. Um bom lugar para iniciar a rota é a zona de Higuera la Real e Fregenal de la Sierra e começar o passeio pelo montado perto das dez horas. Enquanto passeia pelo campo de montados, aprenderá que os porcos ou “guarros”, como muitos os chamam nesta zona, são separados em parcelas segundo o respetivo peso, que pode chegar a 150 quilogramas, que existem controlos veterinários constantes e que os animais passam até dois anos em liberdade até estarem prontos para a preparação de presuntos. As fábricas ou secadouros de presuntos encontram-se nas proximidades dos montados e algumas podem ser visitadas. Conhecerá, em primeira mão, todo o processo de preparação do presunto ibérico, que pode chegar até a três anos. Poderá degustar os melhores presuntos da zona e participar, por exemplo, em sessões práticas de corte de presunto nas quais aprenderá que o melhor corte para um consumo rápido é o que se faz com o casco do presunto virado para cima, ou ao contrário para um consumo lento. Além disso, poderá comprar o presunto ibérico no próprio centro de elaboração. Tenha em conta que para ver uma fábrica em funcionamento é recomendável visitá-la num dia útil. Em qualquer caso, recomendamos-lhe que se informe para saber se haverá atividade durante a visita. Se estiver interessado, nos postos de turismo e centros da Rota do Presunto Ibérico são organizadas muitas atividades, como provas de produtos de porco ibérico, exibições de corte de presunto, percursos em bicicleta por montados, passeios em todo-o-terreno…  

Tarde de sábado – O mundo ibérico e Fregenal de la Sierra

Recomendamos-lhe que, antes do percurso da tarde, almoce à base de produtos de porco ibérico em algum dos restaurantes de Fregenal de la Sierra ou Higuera la Real. Não podem faltar o presunto ibérico de bolota e pratos típicos como as migas extremenhas, a “mandanga” (uma espécie de ensopado), o lombo ibérico ou o “guarro frito” (porco frito). Em Higuera la Real encontra-se o Centro de Interpretación del Cerdo Ibérico (CICI – centro de interpretação do porco ibérico), situado no claustro de um antigo convento. A visita é muito didática e aborda tudo o que rodeia o mundo do porco ibérico. Além disso, o centro é muito aconselhável se fizer a visita com crianças. A cerca de 50 quilómetros, em Monesterio, é possível visitar o Museu do Jamón Ibérico, um espaço chave para entender toda a tradição que rodeia a criação do porco ibérico, a festa da matança e a elaboração do presunto ibérico. Uma boa forma de concluir a visita de sábado é passear em Fregenal de la Sierra. Uma pequena vila de casas brancas que chama a atenção graças ao excelente estado de conservação e ao castelo templário que tem uma praça de touros e um mercado de alimentos no interior. No interior do castelo existe um posto de turismo, onde são organizadas visitas guiadas gratuitas para os hóspedes dos hotéis de Fregenal de la Sierra e para grupos, sendo necessário reservar com antecedência. As explicações são efetuadas em castelhano. Além da visita monumental por Fregenal de la Sierra, recomendamos-lhe que visite o Convento da Paz, onde as monjas elaboram requintados doces artesanais que poderá adquirir diretamente numa loja que existe no pátio do Convento.  

Domingo – Visitas culturais e Jerez de los Caballeros

A manhã pode ser dedicada a visitar alguns dos atrativos culturais que se encontram fora das povoações. Por exemplo, a escassos 10 quilómetros de Higuera la Real é possível visitar o Centro de Interpretación y Yacimiento Celta de Capote (centro de interpretação e campo celta de Capote). Está nos limites do Parque Natural dos Picos de Aroche e da Serra de Aracena e alberga ruínas arqueológicas datadas dos séculos V e I a.C. Outra visita de interesse pode ser o mosteiro de Tentudía, em Calera de León, a cerca de 30 quilómetros de Fregenal de la Sierra. Se tiver tempo, um passeio a pé pelas proximidades é muito aconselhável. Para terminar o fim de semana, recomendamos-lhe que visite Jerez de los Caballeros, a escassos 25 quilómetros de Fregenal de la Sierra. Desde longe que chamam a atenção três torres, as pertencentes às igrejas de San Bartolomé, San Miguel e Santa Catalina. No posto de turismo são organizadas visitas a esses templos e aos restantes da cidade, como a Igreja de Santa María de la Encarnación, que é a mais antiga. Nas igrejas destacam-se as torres, sobretudo a decoração da torre da igreja de San Miguel Arcángel, com marcada influência portuguesa e muitos retábulos. Também é interessante a visita à Casa Museu do descobridor Vasco Núñez, a porta de Burgos e, sobretudo, a fortaleza templária. Na fortaleza, não perca a oportunidade de passear pelo parque de Morerías e desfrutar da panorâmica que o mesmo oferece, a partir donde se podem ver fachadas da antiga muralha.  

Tenha em conta

Pode obter mais informação na página Web do Ruta del Jamón Ibérico (clube do presunto ibérico – rota do presunto ibérico). É muito recomendável que organize as visitas a montados e secadouros através dos postos de turismo ou da Rota do Presunto Ibérico. Assim, entrará em contacto com empresas que organizam atividades nos montados. Lembre-se que os porcos se encontram em propriedades privadas, pelo que em nenhum caso se deve aproximar dos mesmos sem autorização. É possível que possa ver porcos a partir de uma estrada, mas os animais costumam fugir do ruído. Não se esqueça que visitar os montados é um passeio no campo, pelo que é recomendável usar roupa cómoda e calçado de borracha ou resistente à humidade. Outros municípios da Rota do Presunto Ibérico “Dehesa de Extremadura” em Badajoz são Azuaga, Fuentes de León, Llerena, Montemolín, Oliva de la Frontera e Valencia del Mombuey, entre outras localidades. Durante o ano organizam-se na zona jornadas dedicadas ao porco ibérico. Algumas são o Dia do Presunto Ibérico em Monesterio (que se celebra em setembro e inclui um concurso de corte de presunto, degustações e outras atividades relacionadas com o presunto ibérico) a Feira dos enchidos e a matança do porco em Llerena (é uma jornada gastronómica gratuita relacionada com a tradição do porco ibérico e tem lugar no mês de março) e o Salão do Presunto Ibérico, em Jerez de los Caballeros (que se celebra no mês de maio).  



Esta informação foi útil?





O QUE FAZER EM ESPANHA? RESERVE AQUI A SUA ATIVIDADE



X
Spain SevilleMadridCordobaMalagaValenciaA CoruñaGranadaBarcelonaHuescaCastellón - CastellóCadizLleidaCáceresLa RiojaPontevedraMurciaAsturiasVizcaya - BizkaiaGuipúzcoa - GipuzkoaCantabriaAlicante - AlacantLugoBurgosToledoAlmeríaJaénTarragonaHuelvaÁlava - ArabaÁvilaCiudad RealLeónZaragozaGironaTeruelSalamancaZamoraBadajozSegoviaCuencaNavarrePalenciaValladolidSoriaOurenseAlbaceteGuadalajaraCanary IslandsBalearic Islands
X
Baleares MajorcaIbizaMinorcaFormentera
X
Canarias LanzaroteLa PalmaTenerifeGran CanariaFuerteventuraGomera